ESCUTE A BÍBLIA ENQUANTO ESTIVER OLINE

PARE,ESPERE CARREGAR E LEIA ESTE FOLHETO E PENSE

segunda-feira, 29 de abril de 2013

IBM RUMO AO ULTIMO HOLOCAUSTO DO PLANETA


Rothschild patrocina tecnologia da IBM para O ULTIMO Holocausto DO PLANETA  a meta é esterminar 6 bilhões e principalmente os que não aceitarem o implante do biochip

Maior arquivo do Holocausto do mundo, o Serviço Internacional de Busca na Alemanha, finalmente concordou em abrir seus arquivos secretos. Agora, em uma série de reportagens exclusivas, Edwin Black revela pela primeira vez os detalhes do que está dentro, seção por seção, completa com números recordes de apresentação de grupo e. A prova é que Bad Arolsen detém mais do que a história aterrorizante de milhões de vítimas individuais, mas também a forma como as grandes corporações, companhias de seguros lucrou. Além do mais, a evidência do envolvimento da IBM no dia-a-dia vitimização da Europa só é ainda mais ampliado com milhares de novos documentos.
Última cobertura de Black revelou os planos do United States Holocaust Memorial do Museu de seqüestrar os documentos ao seu próprio site, em Washington, ou funcionar como um intermediário, todas as solicitações de habilitação, os planos que têm sobreviventes indignados e membros de segunda geração. De costa a costa, os membros da comunidade do Holocausto passaram o registro para desaprovar vocalmente dos planos do Museu e instar o Congresso para impor o acesso remoto através da Internet ou de um banco de dados acessível universalmente como quaisquer outros documentos do governo 
Códigos UPC de barras em produtos modernos foram inventados por George J. Laurer, um funcionário da IBM Rothschild backed empresa, que, através de suas subsidiárias, utilizadas tecnologia Hollerith de cartões perfurados da IBM para automatizar destruição alemã de judeus durante a Segunda Guerra Mundial.

BM / Hollerith de cartões perfurados da tecnologia automatizada destruição dos judeus por todo o caminho através de sua identificação nos censos europeus, registros e programas de rastreamento de ancestrais alemães, para organizar o transporte ferroviário para que os pontos de processamento em campos de concentração e organização do trabalho nesses lugares .
Código UPC de Laurer agora é para ser usado em conjunto com a tecnologia que efetivamente representar um renascimento da tecnologia IBM que destruiu judeus marcados com cinco números (em última análise, seis depois de serem exterminados) em um campo de concentração e / ou Magen David sob o regime de Hitler. Algo que vai cumprir as Escrituras proféticas, que diz que aqueles que se recusam a tomar uma marca caracteristicamente judaica para o comércio na mão direita ou na testa, compatível com um código semelhante ao seu, será executado pela adminstração de um europeu socialista mundial baseada judeu controlado governo no fim dos tempos ..
A versão subcutânea personalizado do número do nome de um animal político socialista em fim dos tempos será provavelmente o número de verificação microchip pessoal, como VeriChip da Applied Digital, que está sendo amplamente promovida e prontamente recebeu como um dispositivo de identificação por rádio freqüência miniaturizado disponível em vários formatos.
Chips RFID já são incorporados no papel-moeda, e pode ser inserido sob a pele e usadas para transmitir um número único de verificação pessoal, e números desse tipo têm sido associados com os bancos de dados de registos de saúde, para que o tratamento médico apropriado pode ser dado aos aqueles que de outra forma não poderia declarar seu histórico médico em uma crise.


Big Jewry plans to use IBM technology to Holocaust "unmarked" Gentiles in their ideal world under antichrist
Em 2004, os EUA Food and Drug Administration sancionada implantação de sensores computadorizados em pacientes, para que os médicos pudessem monitorar as condições crônicas momento-a-momento de distâncias consideráveis​​. Chips RFID também prevenir o roubo de identidade e fraude bancária relacionados com a indústria, e pode ser usado em conjunto com e-commerce em vez de dinheiro, cheques ou cartões de crédito, e seria reforçar a segurança nacional.
Alguns chips RFID explorar a salinidade do corpo para criar um campo eléctrico, de modo que os dados podem ser lidos por pessoas e trocados entre ou verificado por meio de dispositivos de digitalização externos. A patente está fora dos Estados Unidos para um implante de re-programável, biologicamente inerte, subcutânea construída de um material flexível apropriado para o movimento e utilização do corpo, e que recebe informação a programação através da pele e é visível de acordo com diversos padrões decorativos sob a pele. Padrões que vai sem dúvida incluem um Magen David para um judeu, se não para cada pessoa, porque os judeus já tem em mente que eles devem ser identificados no seu global de e-commerce como uma elite privilegiada ..

Um físico da Nova Zelândia introduziu uma nova dimensão ao microchip subcutâneo dos seres humanos através do desenvolvimento de um chip de computador a partir de moléculas de DNA, que pode armazenar e executar programas de computador dentro do corpo. Microchips subcutâneos foram implantados em mais de trinta milhões de animais em todo o mundo, e eles são do tamanho de um grão de arroz, revestida com vidro biocompatível, inserido pela seringa, com tecido conjuntivo prevenir a migração.
Microchip de cães agora é obrigatório em alguns países, e ao Pentágono quer colocar um "biochip" no cérebro de cada soldado dos EUA para substituir a tag cão militar tradicional, que é um presságio sinistro de obrigatória micro-lascas de gentios em judeus 'mundo anticristão ideal, especialmente porque os gentios e Deus abandonados apóstatas aos judeus "religião do mal são chamados de" cães "da Bíblia e do Talmude.

Recommended further viewing …

APOCALIPSE 13.15 - O segundo monstro recebeu poder de soprar vida na imagem do primeiro, para que ela pudesse falar e matar todos os que não a adorassem.,16 - Ele obrigou todas as pessoas, importantes e humildes, ricas e pobres, escravas e livres, a terem um sinal na mão direita ou na testa.
17 - Ninguém podia comprar ou vender, a não ser que tivesse esse sinal, isto é, o nome do monstro ou o número do nome dele.
18 - Isso exige sabedoria. Quem é inteligente pode descobrir o que o número do monstro quer dizer, pois o número representa o nome de um ser humano. O seu número é seiscentos e sessenta e seis.

IBM 6 MILHÕES DE JUDEUS 1930 AGORA 6 BILHÕES DE CIVIS COM BIOCHIP




IBM e o Holocausto é a história surpreendente da aliança estratégia da IBM com a Alemanha Nazista - que se iniciou em 1933, nas primeiras semanas da ascensão de Hitler ao poder, e perdurou durante boa parte da Segunda Guerra Mundial. À medida que o Terceiro Reich executava seu plano de conquista e genocídio, a IBM ajudava a criar soluções tecnológicas capacitadoras, passo a passo, desde os programas de identificação e catalogação da década de 1930 até os processos seletivos da década de 1940.
Apenas depois da identificação dos judeus - tarefa gigantesca e complexa que Hitler queria que fosse segregá-los para rápido confisco de seus bens, isolamento em guetos, deportação, trabalho escravo e, finalmente, em termos de tabulação cruzada e de recursos organizacionais, eram tão monumentais que exigiam a utilização de computador. Evidentemente, na década de 1930, ainda não havia computador. Mas já existia a tecnologia Hollerith de cartões perfurados da IBM.

Thomas J. Watson (2º a esquerda), da IBM, em reunião com HitlerCom a ajuda dos sistemas Hollerith da IBM, adaptados às necessidades dos clientes e sob constante atualização, Hitler foi capaz de automatizar a perseguição aos judeus. Os historiadores sempre se espantaram com a velocidade e precisão com que os nazistas conseguiam identificar os judeus europeus. Até hoje, as peças do quebra-cabeça ainda não foram totalmente encaixadas. O fato é que a tecnologia da IBM organizou quase tudo na Alemanha e, em seguida, na Europa Nazista, abrangendo a identificação censitária dos judeus, os processos de registro, os programas de rastreamento de ancestrais, o gerenciamento de ferrovias e a organização do trabalho escravo em campos de concentração.

A IBM e sua subsidiária alemã projetavam sob medida, uma a uma, as complexas soluções, antecipando-se às necessidades do Reich. Não se limitavam a vender as máquinas e ir embora. A IBM alugava os equipamentos, recebendo para tanto alta remuneração, e era a única fornecedora dos bilhões de cartões de que Hitler precisava. IBM e o Holocausto conduz o leitor ao longo da complexa trama de conluio entre a empresa e o Terceiro Reich e destrincha a escamoteação estruturada de todo o processo, entremeada de acordos verbais, cartas sem data e intermediários em Genebra - tudo empreendido enquanto os jornais reverberavam relatos de perseguição e destruição. igualmente arrebatador é o drama humano de uma das mentes mais brilhantes de nosso século, o fundador da IBM, Sr. Thomas Watson, que cooperou com os nazistas por amor ao lucro.
Somente pela assistência tecnológica da IBM Hitler foi capaz de atingir os números assombrosos do Holocausto. Edwin Black agora desvendou um dos últimos grandes mistérios do Holocausto: Como Hitler conseguiu os nomes ?

Edwin Black é filho de sobreviventes poloneses, residente em Washington, é autor de premiada investigação sobre as finanças do Holocausto, The Transfer Agreement, e especialista em relações comercias do Terceiro Reich
Edwin Black

quinta-feira, 25 de abril de 2013

IGREJAS NOS EUA JÁ USAM O BIOCHIP PARA TRANSFERÊNCIA DE DÍZIMOS E OFERTAS


Techno-Titheesta publicação foi traduzida do site que estava em ingles!
É o fim! Para "facilitar" pagamento de dízimos, igreja implanta biochips em fiéis

Em surpreendente avanço da moderna tecnologia no ministério, a Crockett's Bluff Community Church é a primeira igreja conhecida na América a usar a tecnologia do biochip Logitech, para receber seus dízimos e ofertas semanais.

Conforme o lema da igreja no ano passado - "Identifique-se com a CBCC" - a congregação de 15.782 membros adaptou cada ovelha do seu rebanho com um microchip sob a pele, na mão direita. O objeto, menor que um grão de mostarda, contém a informação bancária de cada adorador(a) e é examinado por um assistente recepcionista, quando ele ou ela entra no santuário.

O Pr. Bud Caldwell admite prontamente que isso é novidade e tem certeza de que os especialistas nos tempos finais estão lutando para escrever suas obras de perícia em escatologia. Ora, vai ser uma sensação no princípio. Especialmente nos ministérios. Que me perdoem por dizer que não vai passar muito tempo para a Rexela arrumar suas trouxas proféticas. Se eles estavam na metade do caminho para o céu, quando cartões de crédito apareceram, só imagino o que vai ser agora!

Conforme Caldwell, os grupos de recepcionistas chegaram a uma simples fórmula para coletar os fundos de cada adorador. por cento do bruto para o dízimo, obviamente. Quando o caso é de ofertas, permitimos que o Espírito conduza. Se isso não funcionar, então vamos ver o tipo de carro que os membros dirigem.
Alguns membros da igreja ficaram um tanto aborrecidos, quando o Pr Caldwell transformou a visão no plano ambicioso. Três anos atrás, Allison a Randy Peavey abandonaram sua igreja avivada de 1.500 membros, em Little Rock, para freqüentar uma comunidade suburbana. Disse a construtora de casas de 27 anos, Allison: ?Fiquei realmente chocada, como o meu pastor é Nicholae Carpathia ou algo mais quando o Pr. Caldwell disse que nossas contribuições ainda eram dedutíveis do imposto, fiquei mais tranqüila

?Eu apenas imaginei que alguém que lidera uma igreja tão grande deve desejar saber o que acontece?, disse Randy, de 42 anos. Além disso, oramos e nos sentimos em paz sobre o assunto.

Terry Whisnant, 32, foi pragmática sobre todo o assunto: Faço todo o meu serviço bancário online. O chip é apenas uma conveniência pra mim - uma coisa a menos em que pensar sobre a igreja. Além disso, Jesus disse que não deve a mão esquerda saber o que faz a direita. Não consigo pensar em aplicação mais perfeita para este sistema.

Calmamente, o pastor de 51 anos de idade tenta diminuir o temor dos recém-chegados, muitas vezes usando um certo humor cordial. Antes de minha mensagem peço que o visitante nos dê uma mão no trabalho que Deus está fazendo na CBCC. Entende Mão...

O que não deve ser motivo de riso para os recém-chegados à CBCC é o policiamento dos recepcionistas da congregação. No folheto oficial de boas vindas à igreja, o pastor dos visitantes, Hugh Dowd, deixa claro que quem ainda não usa o chip, não poderá tomar parte no café depois do culto, nem nos bolos. Contudo, existe um lado secundário, e você também consegue 10% de desconto em nossa livraria Starbuks durante um ano.

De sua parte, o diácono Ralph Phillips fica muito feliz em poder chegar mais cedo em casa, aos domingos. Por não precisar coletar ofertas, estamos ganhando 20 minutos em cada culto. Além disso, não precisamos contar o dinheiro, depois do culto. Isso levaria mais meia hora. Agora posso chegar em casa para o jogo de 13 horas

Embora esteja certo de que enfrentará uma tempestade de fogo dos pre-milenistas, o afável Pr Caldwell continua à vontade com a semelhança da tecnologia ao que os escatologistas, como Hal Lindsay e Chuck Missler se referem como a marca da Besta em Apocalipse 13. Vejam: Eu mesmo sou um clássico dispensacionalista, mas noto que essa é uma questão de vencer-vencer Ou prosseguimos com o ministério da espada de dois gumes, ou deslanchamos o Arrebatamento, de uma vez por todas, por isso estamos aqui, irmão!

NOVO CÓDIGO PENAL DECRETADO PELA ONU TRARÁ A ERA DA SODOMIZAÇÃO


Saiba o que está sendo implantado aqui no brasil as escondidas enquanto os cristãos estão envolvidos com os negócios deste mundo.
A elaboração de um novo Código Penal por parte de juristas, a pedido do Congresso Nacional,  está gerando polêmica entre políticos pertencentes à bancada evangélica e também entre especialistas no assunto.
Durante sete meses, a equipe de juristas revisou as atuais leis em vigor, elaborou propostas de substituição e estudou leis que encontram-se paradas e em discussão no Congresso, formando um texto único, identificado como PLS 236/2012.
A polêmica encontra-se no fato de que algumas das leis inseridas no novo Código Penal não foram aprovadas em projetos isolados, ou ainda estão em discussão por parte dos políticos e sociedade em geral.
Temas como legalização do aborto, eutanásia, criminalização da homofobia, legalização da prostituição, descriminalização das drogas, violência contra crianças e favorecimento à pedofilia, estão entre os assuntos que seriam aprovados ou teriam uma legislação mais branda.
Segundo a Dra. Damares Alves, assessora jurídica da bancada evangélica, há o risco de que os temas acima sejam aprovados junto com outras medidas pertencentes ao novo Código Penal.
-Entendemos que estamos diante de um dos maiores desafios que os parlamentares defensores da vida e da família já enfrentaram no Congresso Nacional. Todas as nossas bandeiras, todas as nossas lutas estão sendo abordadas no Novo Código Penal. Tudo que há anos conseguimos impedir a aprovação no Legislativo agora se apresenta como solução para que se tenha mais segurança e para que se diminua o crime no Brasil, com o objetivo de assim convencer a sociedade a favor das questionáveis propostas – observa a Dra. Damares Alves.
O texto da nova lei traz ainda, no quesito crime cibernético, um risco à emissão de opinião na internet, prevendo punições em determinados casos.
A questão em torno da homofobia é um dos temas que a Dra. Alves demonstrou preocupação: “No PLS 236/2012 está explícito que falar da homossexualidade poderá ser considerado até mesmo crime contra a humanidade”, observou.
O senador Magno Malta, que fará parte da Comissão do Senado que analisará a proposta elaborada pela equipe de juristas, fez convite, segundo a Dra. Damares Alves, a juristas, juízes, promotores e penalistas para montar uma equipe de trabalho que analisará cada um dos 443 artigos existentes na proposta do novo Código Penal.
No blog da Frente Parlamentar Evangélica há um pronunciamento da ADHT – Defesa da Família e do Casamento Tradicionais; contra o Aborto e contra todo proselitismo, assédio e aliciamento de crianças, adolescentes e jovens por Ativistas Homossexuais, afirmando que o novo Código Penal limita “as liberdades de imprensa, expressão e religiosa, principalmente, estão em perigo com o novo Código Penal, pois de maneira ‘sorrateira’ impõe leis que serão uma afronta a nossa democracia”.
O texto da ADHT convoca os interessados a participar dos debates, que precisam ser intensificados até o dia 04/10, data prevista para a votação do PLS 236/2012: “Levante-se contra isto, não aprove as mudança propostas pelo Judiciário. Eles querem dominar o povo brasileiro”.
O telefone do Senado para manifestações de cidadãos é 0800 612 211, a ligação é gratuita. Para ler a íntegra do artigo da Dra. Damares Alves, acesse este link. Já o comunicado da ADHT, publicado no blog da Frente Parlamentar Evangélica pode ser acessado aqui.

sexta-feira, 19 de abril de 2013

PNDH -3 PROJETO NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS QUE O POVO BRASILEIRO NÃO CONHECE MAIS VAI SOFRER AS CONSEQUENCIAS


Por que o PNDH-3 prepara uma Perseguição Religiosa no Brasil?

Como se pode afirmar que o PNDH-3 vai degenerar numa Perseguição Religiosa
?

1. O PNDH-3 implica numa perseguição religiosa
Seja como for, o fato aí está em toda sua crueza e realidade: o PNDH- 3 é
um espectro assustador que — se materializado em leis, normas, regulamentos — implica necessariamente numa perseguição religiosa sem precedentes na História do Brasil. De onde a necessidade de “apontá-lo,
denunciá-lo, combatê-lo, disputar-lhe passo a passo o terreno, erguer
contra ele toda uma cruzada de idéias e de atos”, conforme a bela e
cadenciada frase que nos foi deixada por Plinio Corrêa de Oliveira.2
 Na
realidade, o PNDH-3 se afirma, sem dizê-lo, como uma nova religião.
Sim, a religião do homem em substituição à religião de Deus. Uma religião
laica que exige de seus adeptos submissão total. E traz consigo uma nova
moral. Tudo quanto o homem pensa ou faz deve ter como ponto de referência
os tais “direitos humanos” e por eles será julgado. Temos agora que pautar
nossas ações pelos direitos das prostitutas, dos homossexuais, das feministas,
dos vagabundos, dos invasores de terras e de prédios, das “culturas” primitivas, dos revoltados de todo gênero, em substituição aos 10 Mandamentos da
Lei de Deus.
Alguém poderá achar que é prematuro falar em “perseguição religiosa”.
Todavia, como ficará claro neste estudo, o modelo de “direitos humanos” utiPlinio Corrêa de Oliveira


sábado, 13 de abril de 2013

MARCA DA BESTA NO BRASIL VEM ESCONDIDA NO NOVO RIC O ANTIGO RG


  • Reforma Monetária 
Atualmente há quase 170 bilhões de reais em meios circulantes (cédulas e moedas), porém o custopara se emitir cada cédula ou moeda nem sempre corresponde ao valor estampado nelas – seja em custo de emissão ou durabilidade. Atualmente o Governo lançou um cartão com chip capaz de armazenar todos os documentos portados pelo cidadão, o Registro de Identidade Civil.
O RIC é um smart card dotado de dois chips com capacidade inclusive para realizar operações bancárias via Internet. Este cartão visa reunir dentro de um único sistema todos os documentos atualmente em uso pelos cidadãos, como o Registro Geral (onde cada Estado possui o seu). E dentro deste conceito, e em relação a tudo o que já foi informado aqui, surge uma nova ideia totalmente inovadora: a do dinheiro eletrônico.
Já está em estudo em alguns países, como a Suécia, o fim do dinheiro físico (papel-moeda) e sua substituição pelo chamado dinheiro eletrônico. Tal sistema já existe atualmente e é amplamente utilizado em praticamente todo o mundo, através dos cartões de crédito e débito, transferências eletrônicaspagamentos via Internet, etc. Já se observa até a substituição dos cheques por cartões em transações financeiras. O que AINDA não foi tentado foi à substituição TOTAL do dinheiro físico pelo eletrônico.
REVOLUÇÃO INSTITUCIONAL, tal como o próprio nome sugere, é uma revolução (grande transformação que visa promover uma mudança radical) nas instituições nacionais. E por Instituiçãoentende-se seu sentido mais amplo possível – político, militar, econômico e social. E dentro da utopia defendida pelo autor, a instituição econômica do Brasil não ficará de fora desta revolução.
Muitas são as propostas na Internet que tratam sobre o conceito de dinheiro eletrônico (ou digital, ouvirtual). Algumas sugerem o uso dos celulares (que cada vez mais se transformam em computadores multifuncionais portáteis) para as transações econômicas. Outros, mais modernas, sugerempulseiras com chips para armazenamento dos valores eletrônicos. Entretanto, cabe aqui destacar que apenas as classes C e D preferem usar o dinheiro tradicional, e isto pelo fato de menos da metade possuir contas bancarias.
O autor, como adepto de mecanismos mais “tradicionais”, defende a integração do RIC com o Novo Sistema Financeiro Nacional (SFN). O SFN seria nada menos que a substituição do dinheiro físico e suas representações (notas promissóriasletras de câmbio e cheques) pelo dinheiro eletrônico – que continuaria sendo regulado pelo Banco Central, e não ao sabor dos bancos privados.
Da mesma maneira que ocorre atualmente, com a emissão de meio circulante físico, a Casa da Moeda lançaria na rede do SFN (DataFin) dinheiro em forma de créditos financeiros. Na ocasião da emissão do RIC, o proprietário do documento automaticamente receberia um protocolo para aberturade uma Conta-Cidadã, semelhante à Conta-Salário, em instituição bancária de sua preferência, para movimentação de seus recursos financeiros eletrônicos – sem custo de manutenção, já que a lei prevê a compensação bancária como serviço essencial e determina alguns serviços gratuitos.


Ao ler a proposta acima, o leitor já pode pensar consigo que tal instrumento poderia ser utilizado para a prática da corrupção. O raciocínio está mais que certo, não fosse um ligeiro detalhe que manietará a corrupção financeira: o dinheiro eletrônico é rastreável! Toda e qualquer movimentação financeira dependerá do uso do RIC (que irá substituir TODOS os cartões bancários existentes), permitindo que determinado valor transferido de uma conta à outra seja plenamente identificável.
Desse modo, até seria possível criar pessoas-fantasmas e inseri-las no banco de dados do Instituto Nacional de Identificação (falsidade ideológica), mas a transferência do dinheiro eletrônico do Tesouro Nacional para a instituição bancária seria rastreada e o eventual beneficiário (algum funcionário, que estaria agindo em conluio com o funcionário público) seria identificado.
O mesmo ocorreria para o desvio de verbas destinadas às obras e serviços públicos – o pagamento seria remetido para a instituição contratada e, constatada irregularidade, o responsável pelo pagamento e o beneficiário seriam penalizados de acordo com seu grau de participação nos termos da Lei. Cabe destacar que todos os cidadãos poderão transformar suas Contas-Cidadãs, emContas-Corrente ou Contas-Poupança, para isso sujeitando-se às normas da instituição bancária e PAGANDO com seus próprios recursos as taxas de manutenção.
A mudança do padrão monetário através da digitalização do dinheiro também contribuiria, além da quase extinção dos roubos de dinheiro (que talvez sejam substituídos por outras modalidades criminosas, como sequestro-relâmpago), para a devida regulamentação da atividade comercial.

GOVERNO ACELERA A IMPLANTAÇÃO DO CHIP COMEÇANDO COM REDUÇÃO DE PREÇO DE TELEMOVEIS


Governo reduzirá preço de smartphones nacionais

MP aprovada desonera impostos de aparelhos fabricados no país. Celular pode custar menos de 200 reais
O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, afirmou que, até o Natal deste ano, os consumidores poderão comprar smartphones por até R$ 200. A MP (Medida Provisória) que desonera impostos para aparelhos fabricados no país já foi aprovada no Congresso e aguarda sanção da presidente.
Por esse preço, o consumidor vai encontrar aparelhos básicos, mas que acessam a internet e redes sociais. Um modelo mais completo, com sistema Android, deve custar cerca de R$ 400, segundo o ministro – hoje eles são vendidos por cerca de R$ 600.
 
“A MP foi aprovada no começo de julho. No ponto específico de smartphone, a presidente disse que vai sancionar”, afirmou Paulo Bernardo. De acordo com a proposta, os smartphones produzidos no Brasil serão incluídos na chamada Lei do Bem, que reduz o PIS/Cofins, de 10%, de aparelhos que custem até R$ 900. Além disso, como a regra valerá para produtos nacionais,  cai também o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados). A redução equivale a 15% no valor do produto. Ao todo, espera-se diminuição da ordem de 25%.
Segundo o ministério, cerca de dez empresas demonstraram interesse em fabricar os aparelhos no Brasil com as novas regras.
De acordo com a Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica), os impostos médios para importação de componentes é de 12%, o ICMS médio  chega a 12%, o IPI já tem redução de 15% para 3% e o Pis/Cofins representa 9,25%.
tributos/ Durante debate no Lide (Grupo de Líderes Empresariais), anteontem, em São Paulo, o ministro falou sobre a “irracionalidade tributária”. Segundo ele, de cada R$ 100 gastos com banda larga fixa, R$ 36 são impostos, sendo R$ 6 de tributos federais e R$ 30 estaduais. Na banda larga móvel, o valor ainda é maior. Para cada R$ 100 de uma conta, o consumidor arca com R$ 38 a mais de impostos.
  
Como o dinheiro físico, sob a forma de cédula, moeda, cheque ou outros meios equivalentes tais como os conhecemos hoje deixarão de existir, então TODOS os estabelecimentos comerciais precisarão de aparelhos credenciados pelo Ministério das Finanças e conectados ao sistemaDataFin, para efetuarem as transações financeiras.
Isso permitirá, ao contrário do que muitos possam acreditar, não na restrição comercial, mas sim em sua maior liberdade. Os jogos de azar, hoje monopólio estatal, seriam totalmente liberados (cassinosbingosloterias, etc.), já que o argumento de que tais estabelecimentos poderiam lavar dinheiro do crime estaria invalidado na prática – todas as transações e apostas estariam sendo monitoradas.

OS CELULARES AGORA PASSAM CARTÃO DEPOIS VEM O CHIP 666!


Leitor de cartão de crédito para celular PagSeguro



A ferramenta, que funciona em smartphones e tablets com Android ou iOS, permite a qualquer pessoa receber pagamentos com cartão de crédito das principais bandeiras do mercado. PagSeguro, empresa do setor de soluções de pagamentos online, lançou um novo serviço que disponibiliza a qualquer pessoa que trabalhe com vendas a possibilidade de aceitar pagamentos com cartão de crédito, cujos dados são recolhidos através de smartphones e tablets (Android ou iOS).
604770 leitor de cartao de credito para celular pagseguro Leitor de cartão de crédito para celular PagSeguroO dispositivo se acopla através da entrada do fone de ouvido do smartphone (Foto: Divulgação)
Com o leitor de cartão de crédito para celular PagSeguro, cabeleireiros, taxistas, médicos, dentistas, vendedores ambulantes, prestadores de serviços e outros tipos de profissionais autônomos poderão receber pagamentos de clientes através do cartão de crédito, sem nenhuma burocracia, em qualquer lugar, desde que o dispositivo móvel utilizado na transação esteja conectado à internet.
O serviço não tem taxa de adesão ou mensalidade, sendo cobrado apenas um percentual sobre cada venda aprovada por meio da plataforma
.logo logo as maquininhas de cartões de créditos vam se aposentar e depois todos serão chipados!
leia apocalipse 13.

IGREJAS PREPARAM FIEIS A ACEITAREM A MARCA DA BESTA O CHIP


Igrejas evangélicas inovam e cobram dízimo via cartão de crédito

Sistema de cobrança de dízimo por cartão de crédito, ainda não chegou a Caratinga
Membros de determinadas igrejas evangélicas de Caratinga poderão, em breve, passar a efetuar o pagamento de seus dízimos através de cartão de crédito. A prática, implantada em 2008 pela Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), vem sendo utilizada nas maiores igrejas das capitais e principais cidades do País, numa ideia que vem sendo copiada por outras denominações, como a Igreja Internacional de Graça.

Em agosto de 2008, vários sites e jornais de orientação evangélica divulgaram a notícia de que a Igreja Universal do Reino de Deus, denominação criada em 1977 pelo bispo Edir Macedo Bezerra, adquiriu 400 máquinas de Cartão de Crédito, cuja tecnologia utilizada foi desenvolvida e instalada pela Visa, com o objetivo de que os membros das maiores igrejas pudessem efetuar o pagamento de seus dízimos através deste método.

Na oportunidade, a iniciativa gerou muita polêmica, sendo criticada por alguns setores, principalmente através de sites e blogs, inclusive, com certo deboche, apelidando a medida com apelidos pejorativos, tais como “Cartão de Crédito de JesusCard” e “Crente-Card: o cartão de crédito do crente fiel”.

Os simpatizantes da medida, porém, tentaram justificar a iniciativa como uma forma de facilitar a doação, por parte dos fieis, inclusive, evitando o transporte de maiores valores, evitando possíveis assaltos.

Mais recentemente, em agosto de 2011, portanto, três anos após a IURD lançar o sistema de cartão de crédito, o missionário Romildo Ribeiro Soares, mais conhecido por “R. R. Soares”, fundador e líder da Igreja Internacional da Graça de Deus, resolveu adotar o sistema de coleta de dízimo através do “débito automático em conta-corrente”, resultado de uma parceria firmada entre a denominação e os bancos Bradesco e do Brasil.

Vale ressaltar que a igreja de R. R. Soares, também, se utiliza do serviço de cartão de crédito para cobrança do dízimo. O serviço é disponibilizado pela Visa, tendo impressa a logomarca da denominação.

O jornal A Semana fez contato com o pastor Enisson Machado, líder da Igreja Internacional da Graça de Deus, em Caratinga. Apesar dele preferir não conceder entrevista, alegando não estar inteiramente familiarizado com o sistema, já que em Caratinga esta prática ainda não foi implantada, ficando reservada apenas aos centros maiores, ele afirmou que em Ipatinga e Governador Valadares o sistema “débito em conta corrente” e arrecadação via cartão de crédito já estão funcionando.

A reportagem de A Semana, também, visitou a sede local da Igreja Universal, com a proposta de obter informações, porém, um pastor da denominação, que não quis se identificar, se negou a falar sobre o assunto, afirmando que, até o momento, não recebeu nenhuma informação sobre o uso de cartões de crédito.

PASTOR INOVA LANÇANDO DÍZIMO AUTOMÁTICO E CARTÃO DE CRÉDITO

jornal Dia a Dia 09/07/2011

Igrejas evangélicas apostam na modernidade para manter a antiga tradição do dízimo e arrecadar dinheiro dos fieis.

O missionário R.R.Soares, líder da Igreja Internacional da Graça, acaba de lançar a coleta de dízimo por débito automático em conta-corrente. Conforme anunciou o missionário em seu programa na Band, membros já podem se cadastrar seus dados bancários nos sites da igreja para não se preocupar mais com o dízimo mensal que será debitado automaticamente de suas respectivas contas. É o doador quem decide quanto quer doar, diz Soares, que promete "um brinde de Jesus" a quem se cadastrar, sem dizer o que é.

O missionário garante que se o doador não tiver saldo em determinado mês para o dízimo automático, este não será debitado e "o fiel não será incluído no SPC ou no Serasa". A doação mensal voltará a ser debitada no mês seguinte, sem acumular a que não foi paga.

O dízimo automático da Igreja Internacional da Graça é feito em parceria com os bancos Itaú, Banco do Brasil e Bradesco. Na tendência de inovações, R. R. Soares também lançou um cartão de crédito da igreja que, entre outras vantagens, permite pagar compras "em até 40 dias, financiar no crédito rotativo e fazer saques de emergência no Brasil e exterior".

Sem milagre, as inovações da Igreja da Graça já ganharam mídia gratuita e foram destaque sobre o dízimo automático e "Heaven Card" (cartão do céu).

CGADB lança cartão de crédito para comemorar centenário

Na foto: blogueiro Leonardo Gonçalves faz o "jabá" pra CGADB
A Igreja Evangélica Assembléia de Deus se aproxima do seu centenário em meio a uma crise institucional. Negar a crise equivale a tentar tapar o sol com a peneira.

Mas tudo que é ruim, pode piorar, eis que me deparo com este lindo cartão aí em cima. No início achei que era obra de algum engraçadinho querendo manchar ainda mais a reputação da nossa Convenção Geral que já anda esculhambada por conta da publicação da tal bíblia "Fake", mas ao verificar o link percebi que a notícia é tão verdadeira quanto 1+1=2: A CGADB fez uma parceria com a MasterCard e lançou o cartão de crédito do centenário!

No site também está escrito:
O cartão além de beneficiar o usuário terá também um repasse de 35% (por cento) da anuidade para Convenção Geral e suas Convenções Regionais para utilizar nas obras sociais da Igreja. A anuidade do cartão neste lançamento teve uma redução de 50%, passando de R$ 90,00para R$ 45,00 e o cartão adicional será de R$ 22,50, sem carência. A taxa de juros será de 8,9 % a.m, e o custo para empréstimo será de 4,5% a.m.

A empresa estará apresentando dentro dos próximos meses um cartão destinado para a membresia da igreja, possivelmente sem anuidade. O cartão CGADB Gold, a princípio é para os pastores e para liderança.

Os interessados poderão entrar em contato pelo telefone: (061)3380.3115

Gente, sabe de uma coisa? Cansei de ser crítico! O que tem demais nessa associação entre CGADB e Mastar Card? No fim das contas, são duas empresas e os interesses de ambas estão cada dia mais próximos. Isto posto, me resguardarei de censurar a quem quer que seja, até porque a proposta é bem bacana.

Olhe só quantas vantagens:
Todo cliente que adquirir o cartão a cada 1 dólar gasto, acumulará pontos para a troca com prêmios no seu programa de fidelidade, podendo resgatar produtos na Lojas Americanas.com, CPAD, editoras Globo e adquirir milhas da TAM.

Após muito pensar, cheguei à seguinte conclusão: Ao invés de criticar o presidente da nossa convenção, pastor José Wellington, vou tratar de adquirir meu cartão Master Card e com ele acumular o máximo de pontos possíveis e assim obter desconto na aquisição do meu exemplar da Bíblia Dake, na CPAD. Depois, de posse dela, compro minha passagem aérea na TAM para assistir à comemoração do Centenário da denominação. Assim, terei o prazer de ver pessoalmente a hipocrisia da nossa liderança que tenta disfarçar sua falência institucional.

sexta-feira, 5 de abril de 2013

É PECADO SER POBRE OU É UMA MALDIÇÃO?







Por Fabio Campos

Texto base: “Ouçam, meus amados irmãos: Não escolheu Deus os que são pobres aos olhos do mundo para serem ricos em fé e herdarem o Reino que ele prometeu aos que o amam?”. (Tg 2.5 NVI)
 
Para alguns a resposta é sim! Diante do pragmatismo cultural, onde “os meios justificam os fins”, o pobre é taxado àquele que está pagando por algum mal, feito no passado. Prosperidade virou selo de benção! Como o mundo jaz no maligno, isso é normal para eles. Minha preocupação é com a Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo, quando dizem ser a pobreza ou dificuldade sinais de derrota ou maldição. Tiago estava tendo problemas com a igreja de Jerusalém. Os ricos tinham seus “lugares cativos”, enquanto o pobre sentava no chão. Os ricos tinham o púlpito e eram anunciados com trombetas. Será que mudou alguma coisa?
 Ser pobre não é pecado! O outro lado diz que ser pobre é estar garantido nos céus, por ter “purgado” seus pecados na terra. E o rico por ter desfrutado de bens materiais merece o inferno. Isso não é verdadeiro. Somos justificados, pobre ou rico, não pelas obras, mas unicamente pela fé em Jesus Cristo. Atrelar benção a prosperidade é dizer que todo jogador de futebol, artista de TV, empresário, sem exceção, vai para o céu. A maioria dos cristãos é de origem pobre e humilde. Mas Deus escolhe as coisas que não são para confundir as que são! Por isso não me importo com algumas declarações dos ricos soberbos que dizem: “o pobre em sua miséria precisa mesmo de religião”. Pois é, Deus escolheu a estes!
 Existem muitos ricos dentro da igreja! Mas quando convertidos, são humildes, e não colocam sua confiança no dinheiro. Por vezes, são mais humildes do que aqueles que não têm nem um terço dos seus bens. O Reino de Deus é um estilo de vida, dirigido pelo mesmo Espírito, onde já não há mulher nem homem, pobre ou rico, mas filhos de Deus. Todos são iguais, ninguém tem uma situação privilegiada diante de Deus. Pode ser que tenha diante dos homens, mas com Deus é diferente.
 Estes programas ditos ‘evangélicos’ que passam de madrugada, que apresenta unicamente testemunho financeiro, de fato não se trata de cristianismo, é apenas um chamariz com o viés comercial. John Piper diz que “Jesus preocupou-se mais em advertir-nos sobre os perigos da prosperidade do que sobre os perigos da pobreza”. Fico pensando quando assisto estes testemunhos; logo veem a mente aqueles irmãos piedosos, passando por necessidades; e o fulano diz, “fui abençoado por Deus, minha empresa dobrou seu faturamento e viajei para Paris”. Aparece a família linda e sorridente.
Deus prospera e suas bênçãos nos traz alegria. Mas nossa abordagem diante de tal coisa frente a outros irmãos requer sabedoria, sabendo que muitos, talvez a maioria, estão em condições precárias no presente momento. Como fica a autoridade deste pai e marido, que está em dificuldade, diante dos seus filhos e de sua esposa, frente aos ‘triunfos’ avarentos ostensivos? Não é este o sistema maligno chamado “mundo” denunciado nas Escrituras (1 Jo. 2.15-17)? Será que o mundo não está invadindo a igreja? Este não é o Evangelho de Cristo! Isto é comercio oriundo do Diabo que adentrou as igrejas com “cara” de prosperidade, e nisto fica o alerta de Nosso Senhor Jesus Cristo: Então lhes disse: “Cuidado! Fiquem de sobreaviso contra todo tipo de ganância; a vida de um homem não consiste na quantidade dos seus bens” (Lc. 12.15 NVI).
 Meu apelo a você, marido, que está em dificuldade, não se culpe por tal situação. Se você foi negligente em algo, se concerte, sua família merece o conforto. Mas rejeite todo tipo de acusação dizendo ser você um derrotado, ao contemplar algo nestes moldes. Honre seu marido esposa, pois antes de ele ser um milionário, é um homem de Deus, escolhido por Ele. Olha o alerta de Jesus! Não caia na condenação do Diabo!
 Os pobres sempre estarão conosco (Dt 15.11). Eles confiam em Deus, e o Senhor olha sua causa (Sf 3.12; Sl 35.10). Portanto, não se amolde a este mundo podre, mas renove sua mente, sabendo que, “aquele que zomba do pobre, zomba do próprio Deus” (Pr 17.5), mas aquele que “trata o pobre com a mesma dignidade de como o rico é tratado”, terá sua recompensa direta do dono do ouro e da prata (Pr 19.17). Não se glorie o rico na sua riqueza, mas o que quiser se gloriar, glorie-se nisto, em conhecer a Deus, e saber que Ele é o Senhor (Jr 9.23-24). Este é o selo de aprovação do Senhor sobre a vida de um homem. As demais coisas, conforme as necessidades, serão acrescentadas.
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"Todo aquele que ler estas postagens, se tiver certeza do que afirmo, caminhe lado a lado comigo; quando duvidar, investigue comigo; quando reconhecer que foi seu o erro, venha ter comigo; se o erro for meu, chame minha atenção. Assim haveremos de palmilhar juntos o caminho do conhecimento e da caridade em direção àquele de quem está dito:Eu sou o Alfa e o Ômega."

POSTAGENS MAIS VISITADAS

INVISTA MAIS NA SUA SALVAÇÃO

INVISTA MAIS NA SUA SALVAÇÃO

ULTIMA ORDEM DE JESUS IDE I FAZEI DISCÍPULOS

ULTIMA ORDEM DE JESUS IDE I FAZEI DISCÍPULOS
OU VOCE É SÓ UM FREQUENTADOR DE IGREJA?

OS BRASILEIROS NÃO APRENDEM

OS BRASILEIROS NÃO APRENDEM

DURMA NO MÍNIMO 8 HORAS POR NOITE

DURMA NO MÍNIMO 8 HORAS POR NOITE

FRUTA NÃO É CARO, CARO É REMÉDIO!

FRUTA NÃO É CARO, CARO É REMÉDIO!

EVITE VÁRIAS DOENÇAS BEBA 8 GARRAFINHAS DE 250ML POR DIA

EVITE VÁRIAS DOENÇAS BEBA 8 GARRAFINHAS DE 250ML POR DIA

SEJA UM DOADOR DE VIDA

SEJA UM DOADOR DE VIDA

NÃO PEQUES MAIS!

NÃO PEQUES MAIS!

VISTA AO NÚ

VISTA AO NÚ

VENDE TUDO E ME SEGUE...

VENDE TUDO E ME SEGUE...

A VEJA É MANIPULADA

A VEJA É MANIPULADA

O SÁBIO PENSA NO DIA DA MORTE ECLESIASTES 7:4

O SÁBIO PENSA NO DIA DA MORTE ECLESIASTES 7:4