ESCUTE A BÍBLIA ENQUANTO ESTIVER OLINE

PARE,ESPERE CARREGAR E LEIA ESTE FOLHETO E PENSE

sábado, 22 de setembro de 2012

NOM TRANSGENICOS É UM DOS MAIORES CAUSADORES DE CANCER PRECOCE

ESTUDO] Transgênicos da Monsanto Causam até Três Vezes Mais Câncer e Mortes Precoces

Eu trabalho na areá de segurança e trabalhei no instituto do câncer de São Paulo e os médicos estam assustados com o alimento de casos de cancer precisa construir mais hospitais para atender os novos casos.
O culpado é o homem que cada dia se afasta de Deus.
Eu havia postado 2 anos atrás um estudo muito parecido sobre transgênciso e seu riscos, mas apenas agora a mídia corporativa está começando a alertar sobre o assunto.

 Recomendo a leitura deste apanhado de artigos (que inclui este estudo) postado no Fórum Anti-NOM.

 Abaixo o artigo que saiu no UOL:  

Estudo compara tumor de cobaias alimentadas com milho transgênico: o risco aumentou até três vezes

Os ratos alimentados com alimentos transgênicos morrem antes e sofrem de câncer com mais frequência que os demais, destaca um estudo publicado nesta quarta-feira (19) pela revista Food and Chemical Toxicology, que considera os resultados "alarmantes".

"Os resultados são alarmantes. Observamos, por exemplo, uma mortalidade duas ou três vezes maior entre as fêmeas tratadas com organismos geneticamente modificados [transgênicos]. Há entre duas e três vezes mais tumores nos ratos tratados dos dois sexos", explicou Gilles-Eric Seralini, professor da Universidade de Caen, que coordenou o estudo.

Para fazer a pesquisa, 200 ratos foram alimentados durante um prazo máximo de dois anos de três maneiras distintas: apenas com milho OGM NK603, com milho OGM NK603 tratado com Roundup (o herbicida mais usado no mundo) e com milho não alterado geneticamente, mas tratado com Roundup - o milho transgênico (NK603) e o herbicida são produtos do grupo americano Monsanto.

Durante o estudo, o milho integrava uma dieta equilibrada, em proporções equivalentes ao regime alimentar nos Estados Unidos.

"Os resultados revelam uma mortalidade muito mais rápida e importante durante o consumo dos dois produtos", afirmou Seralini, cientista que integra ou integrou comissões oficiais sobre os alimentos transgênicos em 30 países. "O primeiro rato macho alimentado com transgênicos morreu um ano antes do rato indicador (que não se alimenta com transgênicos). A primeira fêmea oito meses antes. No 17º mês são observados cinco vezes mais machos mortos alimentados com 11% de milho (transgênicos)", explica o cientista.

Os tumores aparecem nos machos até 600 dias antes que nos ratos indicador (na pele e nos rins). No caso das fêmeas (tumores nas glândulas mamárias) aparecem uma média de 94 dias antes naquelas alimentadas com transgênicos.

"Pela primeira vez no mundo, um transgênico e um pesticida foram estudados por seu impacto na saúde a mais longo prazo do que haviam feito até agora as agências de saúde, os governos e as indústrias", disse o coordenador do estudo.

--------------------------------

Outros artigos na mídia corporativa são mais céticos em relação a este estudo.

Esta matéria na Reuter coloca em dúvida o artigo citando o porta-voz da Monsanto, que disse:

"Numerosos estudos científicos peer-reviewed realizados em culturas biotecnológicas até esta data, incluindo mais de uma centena de estudos de alimentação, têm continuamente confirmado a sua segurança (dos transgênicos), como se reflete nas respectivas avaliações de segurança das autoridades regulatórias em todo o mundo."

O título da matéia na Reuters, "Estudo mostrando preocupações sobre o milho transgênico da Monsanto levanta ceticismo", tendencioso no mínimo, mostra muito bem o lobby gigantesco das empresas de limentos geneticamente modificdos.

----------------------------------

Está cada vez mais difícil esconder os efeitos nocivos dos transgênicos, e podem ter certeza que esta indústria irá tentar contra-atacar, através do seu gigantesco lobby e da manipulada mídia corporativa, qualquer estudo que mostre realidade.

Fontes:

[ESTUDO] Science Direct: Long term toxicity of a Roundup herbicide and a Roundup-tolerant genetically modified maize
Estudo na Íntegra
Forum Anti-NOM: Efeitos dos Transgênicos na Saúde
Digital Journal: Monsanto's GM corn and weedkiller cause rats tumors and mortality
Reuters: Study on Monsanto GM corn concerns draws skepticism

domingo, 9 de setembro de 2012

PPOBRE NÃO PODE TER CONCESSÃO DE RADIO NEM TV

REGRAS PARA CONCESSÕES DE RÁDIO E TELEVISÕE SÃO ALTERADAS

O governo federal pôs fim à paralisação das licitações para concessões de radio e televisão no Brasil que tinham sido suspensas depois que o Ministério das Comunicações recebeu denúncias que pessoas que venciam as licitações não possuíam condições financeiras para promovê-las.
A presidenta Dilma Vana Roussef assinou o decreto que modifica as regras para licitações de rádio e televisão. Com o decreto alterado as outorgas de rádio deverão ser assinadas pelo Ministério das Comunicações, já as concessões de televisão continuarão passando pela televisão, mas para que alguém entre no processo de licitação deverá antes apresentar garantias financeiras. O que não ocorria antes.
Agora, quem quiser participar de uma licitação tem que comprovar capacidade financeira e técnica no ato da inscrição, que comprove que pode manter a emissora. Ainda deverão entregar dois pareceres independentes que confirmem a capacidade econômica da empresa para executar a tarefa, além de ser obrigado de comprovar a origem dos investimentos e a apresentação de balanço patrimonial e contábil, de acordo com o Ministério das Comunicações.
Ainda segundo o decreto, a outorga deve ser paga de uma única vez, ao contrário do que ocorria anteriormente que era paga de duas vezes. Se o vencedor da licitação não fizer o pagamento perderá a concessão e ela será repassada para o segundo participante.
Em março o governo vai lançar um planejamento com as datas das novas concorrências. Hoje, dia 17, o decreto está sendo publicado pelo Diário Oficial da União (DOU).
Na verdade essas alterações nas regras são apenas fiscalizadoras e burocráticas. Não muda o perfil de quem concorrer e outras exigências. Como não ser parente ou amigo de “políticos”, e outras entidades, que possuem dinheiro, mas pretendem fazer do meio de comunicação, uma fonte de lucro e de seios antidemocráticos.

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

PASTORA OU DISCIPULAS DE JESUS?!





Homens e mulheres estão sendo destruídos porque não têm o conhecimento da Palavra de Deus (Os 4.6). Querem moldar a Palavra de Deus ao seu bel-prazer, criando com isso heresias terríveis. Uma delas é a ordenação de mulheres ao pastorado. Isso é uma heresia! Não tem respaldo bíblico e posso provar! Desafio alguém a encontrar uma só linha na Bíblia defendendo isso. De onde, então, tiraram essa idéia? Certamente não foi da Bíblia Sagrada, a Palavra de Deus.

O assunto em questão não é para desmerecer o ministério das mulheres, mas para fazê-las enxergar, que essa ordenação de “pastoras” não é bíblico, é humano, e totalmente carnal. A mulher nunca deve estar na posição de liderança espiritual, pois essa posição foi dada ao homem (Deus disse: Domine o homem). Isso é assim desde o princípio; Primeiro foi formado Adão, e depois Eva. Quando Deus criou Eva, a criou para ser ajudadora, auxiliadora. Ele não a criou para liderar. "Pastora" é uma posição de liderança e contrária à instituição Divina. Isto que está acontecendo em nosso meio é uma afronta ao nome de Deus. Deus quer usar todas as mulheres, mas usá-las no seu devido papel. Não queira ser o que Deus não disse que você é. Queira estar no centro da vontade de Deus, e o centro da vontade de Deus para as mulheres não é liderar, mas sim, ser submissa à vontade e os propósitos Divinos.

Uma frase terrível que tem surgido nos seguimentos que ordenam mulheres ao pastorado é: Mulher de pastor é pastora, pois, Deus disse que seriam uma só carne. Que absurdo! Ainda usam a Palavra de Deus para tentarem dar bases as suas loucuras. O chamado é pessoal, o ministério é individual. Esposa de pastor não é pastora. Cuidado! Não aceite para sua vida títulos dados por homens, pois quantos hoje em dia estão atrás dos púlpitos sendo chamados de pastores e não o são. Foram colocados ali ou por amizades; ou porque foram filhos de pastores; ou porque tem dinheiro ou dão o maior dízimo. Mas o chamado pastoral está bem longe da vida deles! Isso é notório, mas só para aqueles que têm o conhecimento da Palavra. Os que não têm o conhecimento estão sendo destruídos, e destruindo as vidas dos novos na fé. Ordenam para prenderem o obreiro em suas igrejas, dando cargos o qual Deus não aprova. Torno a dizer, pastora é anti-bíblico, é uma heresia, é uma afronta à Palavra de Deus.

Em nenhum episódio bíblico vemos a mulher como pastora, como líder espiritual. Débora, uma profetiza que julgou a Israel no período dos Juizes, foi usada por Deus como juíza e profetisa e nunca como um líder. Deus a usava como profeta, para entregar ao povo a Sua Palavra, mas Débora não era “pastora”. Baraque era quem liderava e estava no comando. Tanto que Deus usou Débora que disse para Baraque: "Levanta-te, pois esse é o dia que o Senhor tem dado a Sísera nas tuas mãos; por ventura, o Senhor não saiu diante de ti? Baraque, pois, desceu do monte Tabor, e dez mil homens após ele". (Jz 4.14)

Deus chamou Moisés para liderar, para tirar o povo do Egito, e porque não chamou Miriã? Ela era profetiza! Então, porque não foi posta como líder? Não foi porque desde o princípio está no caráter de Deus dar o domínio e a liderança ao homem e não a mulher.

Deus usou Débora e Miriã e continua usando as mulheres, mas não como “pastoras”, “diaconisas” e "bispas" [além de heréticas, algumas "pastoras" - e os que apóiam esta tolice - são analfabetas, pois tal palavra não existe no nosso vernáculo; o feminino de bispo é episcopisa], que são títulos atribuídos a quem esta à frente, liderando, e Deus nunca as chamou para tais posições.

Em todo o Antigo e Novo Testamento - e em toda a Igreja Primitiva - nunca houve uma mulher que pastoreasse uma igreja. Quando o apóstolo Paulo escreve a Timóteo no capítulo 3.2 de usa primeira carta, diz: "Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar;". Bispo é o mesmo que pastor, e com isso fica bem claro que na Igreja primitiva nunca uma mulher dirigiu uma Igreja.

Os defensores da ordenação de pastoras baseiam-se em textos fora do seu contexto para criarem essas terríveis heresias. Por exemplo:

Romanos 16:7 - quando Paulo faz menção do nome Júnias e Andrônico, notáveis entre os apóstolos. Dizem que Júnia era nome tanto de homem quanto de mulher no período neotestamentário e que não sabemos que gênero Paulo o usou em Romanos. Ocorre que Epifânio, o bispo de Salamina em Chipre, menciona Júnia de Rm 16.7 como sendo um homem que veio a ocupar o bispado de Apaméia da Síria. Concorda com isto o testemunho de Orígenes (morto em 252 D.C.), que num comentário em latim à carta aos Romanos se refere a Júnia no masculino. Então, temos uma saudação a dois apóstolos e não a uma "apóstola" como querem os defensores desta heresia.

Atos 18 - Priscila e Áquila foram apresentados como ministros fiéis a Cristo. Dizem que o nome de Priscila foi mencionado primeiro provavelmente indicando que era mais "importante" no ministério que seu esposo. Acontece que Priscila, em lugar algum, é descrita como participante em uma atividade ministerial que esteja em contradição com I Tm 2: 11-14. Priscila e Áquila trouxeram Apolo até sua casa e ambos o discipularam, explicando a ele a Palavra de Deus de modo mais preciso (Atos 18:26).

Gálatas 3:28 - "Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus". Usam essa passagem para dizer que agora, em Cristo, foi quebrada a sujeição da mulher ao homem, imposta por causa do pecado de Adão e Eva. Que agora a mulher e o homem são iguais, inclusive, para exercerem posições eclesiásticas. Esse versículo nada tem a ver com tal afirmação. Lendo todo o capítulo (pois não devemos tirar um texto do seu contexto, isto causa heresia), fica claro ao que Paulo está se referindo. É a justificação pela fé, tanto homens como mulheres, de qualquer raça, ou povos, são justificados mediante a fé no sacrifício expiatório de Cristo. Todos os que estão em Cristo são novas criaturas, juntamente herdeiros da graça, da misericórdia, das bênçãos de Deus. Esse versículo não se refere à consagração de pastoras, e nem deixa de lado os padrões instituídos por Deus com relação ao casamento, e a liderança masculina.

É provado cientificamente que a mulher é mais emotiva e mais frágil do que o homem. Ela necessita da presença masculina para se sentir mais segura e mais protegida. Isso é um fato. Não adianta somente ser sincera e ter boas intenções, o que Deus quer é obediência.

Romanos 16.1 - Dizem: Se a mulher pôde ser diaconisa, como Febe, também pode ser pastora hoje. De forma alguma! A palavra grega "diakonos", usada por Paulo em referência a Febe, não é um termo técnico e significa simplesmente “uma serva”. Paulo, ao aplicar este termo a Febe não diz que ela era uma oficial ordenada na igreja, mas sim que era uma serva. O Senhor Jesus usa o termo servo (diakonos) neste mesmo sentido não-técnico em Marcos 10:43, ao dizer: "qualquer que dentre vós quiser ser grande, será vosso serviçal", ou servo (diakonos). O Senhor não disse, nem quis dizer aqui: "Qualquer que entre vós quiser ser grande, será vosso diácono". Este termo é um substantivo comum e não próprio, referindo-se a um ofício na igreja. Febe era uma serva na igreja, do mesmo modo que tantas outras senhoras o foram em suas igrejas durante os séculos. Isto não significa que tinha um cargo (ofício ordenado) na igreja. Febe era serva, por causa de seus atos de caridade e hospitalidade, pois em Romanos 16:1-2 Paulo se refere a ela como hospedeira (literalmente uma ajudante), "porque tem hospedado a muitos, como também a mim mesmo". Febe ajudava muita gente em necessidade e era boa para com quem precisasse de bondade. Ela servia à igreja ao hospedar e socorrer os irmãos em Cristo. Não há nenhuma alusão no Novo Testamento de mulheres servindo como diaconisa.

Portanto, a Bíblia é bem clara, e desde Gênesis a Apocalipse, em parte alguma, Deus dá a autoridade de domínio para a mulher. Mulher de pastor não é, e nunca será pastora. Isso é ridículo! Muitos pastores querem agradar as suas esposas com isso - ou receberem da igreja dois salários - ordenando-as a um cargo que não tem aprovação Divina.

Argumento das 12 Tribos de Israel

Porque o Senhor escolheu somente homens para serem os cabeças das tribos de Israel? Qual a probabilidade disso acontecer sem um propósito? Um meio (1/2) multiplicado por si 12 vezes, ou seja, uma chance em quatro mil e noventa e seis vezes (1/4096). É óbvio que todos os escolhidos pelo Senhor foram homens por ser esta uma exigência fundamental que Ele estabeleceu para ser um modelo de liderança entre o povo de Israel. Quando isso foi violado, resultou apenas em desgraças. Vejamos dois exemplos: 1- Jezabel, a rainha megera cultuadora de Baal; 2- A rainha Atalia, sórdida e assassina que quando foi executada o "povo da terra se alegrou, e a cidade ficou em paz..." (2Cr. 23:21).

Argumento dos 12 Apóstolos

Porque Jesus Cristo escolheu somente homens para serem apóstolos? Qual a probabilidade disso acontecer sem um propósito? Um meio (1/2) multiplicado por si 12 vezes, ou seja, uma chance em quatro mil e noventa e seis vezes (1/4096). É óbvio que todos escolhidos por Jesus foram homens por ser esta uma exigência fundamental que O Mestre estabeleceu para ser um modelo de liderança na igreja. Isso não significa que Jesus não admitiu mulheres discípulas, muito pelo contrário. Muitas delas foram mulheres formidáveis que O serviam, mas não eram líderes. Isso não significa que quem não é líder não tem valor. Um desafio bíblico para se comparar com certas práticas missionárias: Quantas mulheres fundaram e lideraram Igrejas no Novo Testamento? Nenhuma! Foram auxiliadoras valiosas e até fundamentais, mas não ultrapassaram a função Divina.

Jesus chamou doze homens. Doze líderes que lideraram rebanhos de uma forma tremenda, depois da ascensão de Cristo (com exceção de Judas). Porque então Cristo não chamou uma mulher para fazer parte dos doze? Simplesmente porque a mulher não foi chamada para liderar, e isso é muito claro.

Argumento dos Escritores da Bíblia

A Bíblia foi escrita por cerca de 40 autores. O livro de Salmos, por exemplo, por vários autores, e o livro de Hebreus, muito provavelmente por Paulo apóstolo, mas nenhum livro da Bíblia teve uma mulher como autora. Isso não significa que a mulher tenha menos capacidade intelectual ou espiritual. Entretanto, isso é uma clara mensagem de Deus para o Seu povo: Ele quer usar o homem na liderança. Isso é um fato incontestável que nenhuma feminista poderá jamais refutar. Ir de encontro a isso será uma rebeldia que cada uma irá carregar, arcando com as conseqüências.

As mulheres são excelentes em dons de hospitalidade, misericórdia, ensino e ajuda. Muito do ministério da Igreja depende das mulheres. As mulheres na igreja não estão restritas ao ministério de oração, mas o estão em relação à autoridade espiritual sobre os homens. As mulheres, tanto quanto os homens, são chamadas para demonstrar o fruto do Espírito (Gl 5:22-23) e a proclamar o Evangelho aos perdidos (Mateus 28:18-20; Atos 1:8; I Pedro 3:15).

Deus ordenou que somente homens servissem em posições de autoridade de ensino espiritual na Igreja. Isto não é porque os homens sejam necessariamente professores com melhor qualificação ou porque as mulheres sejam inferiores ou menos inteligentes (o que não é o caso). É simplesmente a maneira que Deus designou para o funcionamento da Igreja. Isto não faz, de jeito algum, com que as mulheres sejam menos importantes, mas, ao invés, dá a elas um foco ministerial mais de acordo com o dom dado a elas por Deus.

Para apoiar o ministério de mulheres teríamos que passar por cima de uma série de textos bíblicos: 1) Paulo ordenou apenas homens ao presbitério (At.14:23); 2) Nenhuma mulher foi chamada para acompanhar Paulo e Barnabé (At.13:1-3); 3) O Espírito Santo constituiu bispos e não "bispas" [episcopisa] (At.20:28); 4) Em Filipos havia bispos e diáconos, não havia "bispas" [episcopisas] e diaconisas (Fp.1:1); 5) Paulo não ensinou ordenação de mulheres (1Tm.3;1-5); 6) A ordenação ao ministério era realizada por intermédio do presbitério, que era composto de homens (1Tm.4:14; 5:17,22); 7) Em Creta apenas homens foram prescritos para o presbitério (Tt.1:5); 8) Pedro não menciona mulheres presbíteras em suas cartas (1Pe.5:1-4); 9) Tiago não incluiu as mulheres entre os presbíteros, para fazerem orações de fé (Tg.5:14); 10) Hebreus também não menciona mulheres entre os pastores (Hb.13:7,17).

PASTOR TAMBEM PRECISA SER PASTOREADO!

Pastor Também Precisa de Pastor?

Liderança Por David Kornfield

O que as seguintes pessoas têm em comum?

- O homem que tem pastoreado por quarenta anos, mas, só tem um ano de experiência... e vem repetindo por quarenta vezes!

- O pastor que vê mais e mais seus líderes com problemas sérios em seus casamentos ou famílias, mas lhe falta a autoridade para discipliná-los e aconselhá-los, uma vez que ele tem problemas parecidos.

- A esposa de pastor que já não agüenta mais, porque seu marido não lhe fala d'outra coisa, a não ser relatar como vai o ministério da igreja, e de instruções quanto ao que ela precisa antes do seu próximo encontro pra reunião.

- O co-pastor que lamenta: "Eu tenho andado bem próximo ao pastor, por quatro anos, e ele nunca compartilhou nada de sua vida pessoal comigo".

- O pastor que está pronto para deixar um ministério frutífero, porque a denominação não lhe paga o suficiente para sobreviver. Ao mesmo tempo, ele não comunica a outros suas necessidades financeiras, porque acha que seria falta de fé ou muito humilhante.

O que estas pessoas têm em comum? Cada qual tem problemas, mesmo que, às vezes, não estejam conscientes disso. Nenhum deles sabe como resolver os problemas. Cada qual é pastor ou esposa de pastor. E, para cada um deles, falta alguém com autoridade espiritual e maturidade para estender um cuidado para suas vidas.

Quantos pastores e esposas de pastores têm alguém que lhes dá cuidado pastoral? Dez por cento? Cinco por cento? Um ou dois por cento? É difícil dizer, mas, o que podemos dizer é que para a maioria de nós, que somos pastores, falta um pastoreio para nossas próprias vidas.

Isto pode nos levar a uma outra pergunta. O que é pastoreio? Muitos diriam que o pastoreio tem muito a ver com a pregação. Outros destacariam o evangelismo. Outros, fazendo uma análise do seu tempo, observariam que passam mais tempo em administração do que em qualquer outra atividade. Sem dúvida o pastoreio inclui todas estas atividades.

Mas o trabalho principal do pastor, olhando o modelo bíblico, é de cuidar do rebanho. Salmo 23 não fala de pregar, ou evangelizar, nem de administrar. E quando Jesus explica o que é um bom pastor, também não fala dessas atividades. Ele fala de conhecer intimamente as ovelhas, cuidar delas e as ajudar a se desenvolver (João 10). Este cuidado é o que Deus cobra dos pastores de Israel em Ezequiel 34. Quero sugerir que o coração do pastoreio é o cuidado e desenvolvimento do rebanho.

Com isto em mente, poderíamos definir o pastoreio desta forma: O pastoreio é o cuidar e o desenvolver os santos para poder apresentá-los perfeitos ao grande Pastor, Jesus Cristo.

Dada a definição, podemos voltar à pergunta: o pastor precisa de um pastoreio? Ele é ovelha também, ou já não tem necessidades como as outras pessoas? É um super-homem ou precisa de um cuidado para a vida dele? Ele é gente de carne e osso ou já alcançou a perfeição?

A resposta a estas perguntas parece óbvia. Mas a prática de vida de muitos pastores nega o óbvio!

Algumas denominações tem um dia mensal para o obreiro. Mas essas reuniões ou tratam de assuntos administrativos ou têm pregações gerais que, muitas vezes, não atingem as necessidades específicas dos pastores. Outras denominações tem superintendentes ou bispos para supervisionar os pastores. Mas, raras vezes, isto acontece de forma que o pastor sinta o calor de um cuidado pastoral pessoal. Algumas cidades tem conselhos de pastores que se reúnem mensalmente. Isto ajuda com um certo nível de comunhão e unidade, mas, raramente estes pastores chegam a ter o tipo de relacionamento onde poderiam compartilhar problemas íntimos.

E se estas atividades não atingem as necessidades dos pastores, como será, então, para as esposas de pastores? Geralmente estas atividades não incluem as esposas. Se o pastor é isolado ou solitário, a esposa do pastor geralmente é o dobro!

Está tudo bem? Podemos continuar como estamos? Uma vez que temos funcionado assim por muitos anos, precisamos mudar? Mudar costumes, hábitos e mentalidades estabelecidas por muitos anos será difícil. Podemos continuar ignorando os problemas pessoais de pastores e suas esposas e manter o ministério como sempre temos feito?

Seria bom perguntar: O que acontece quando um pastor não tem alguém que estenda o cuidado pastoral para a vida dele?

1. Ele sofre. Não tem um meio de ser real, de abrir-se, de expressar suas dores e dificuldades. Ele não cresce como deve por que ninguém o está ajudando superar pontos fracos. Ele facilmente se esgota, sempre dando e nunca recebendo. E, muitas vezes, a igreja, a denominação ou até mesmo o pastor, acha que deve ser assim porque considera que isto é uma indicação de que ele está dando a sua vida pelas ovelhas.

2. Sua esposa sofre. Todo homem que tem um chamado para o ministério, se for honesto, vai admitir que ele facilmente deixa o ministério tomar prioridade em relação à esposa. Muitos tem brincado que o pastor tem duas mulheres: a igreja e a esposa. É comum um homem não crente, com duas mulheres, dar menos atenção e entregar menos de seu coração à sua esposa do que à segunda mulher. O pastor tem de lutar contra a mesma tendência e, muitas vezes, perde a luta. Até pode ser que pare de lutar e deixe o ministério dominar sua vida.

3. Os filhos sofrem. Quantas vezes filhos de pastores querem ser qualquer coisa menos pastor. Ainda quando sentem um chamado para o ministério, geralmente têm em mente ser outro tipo de ministro ou pelo menos não ser um pastor como o seu pai. Um fator que se encaixa aqui, em muitas denominações, especialmente as pentecostais, é a falta de honra financeira dada ao pastor.

4. Os líderes da igreja sofrem. Eles não recebem um cuidado pastoral para suas vidas porque o pastor não sabe compartilhar o que nunca recebeu. Quando eles vêem problemas na vida do pastor, muitas vezes, sentem que têm que chegar a soluções políticas, porque não existe alguém a quem eles poderiam recorrer para exortar o pastor. E os líderes reproduzem o modelo de ministro que o pastor demonstra: negligenciando suas famílias, sendo fortes e fechados. Quando eles têm problemas, em muitos casos, não os levam para o pastor, porque sabem que ele é ocupado demais ou temem que ele possa julgá-los por seus problemas, ao invés de ajudá-los.

5. A igreja sofre. Quando o pastor, sua esposa, seus filhos e os líderes da igreja sofrem, é impossível que a igreja não sofra! Além disso, os membros geralmente tomam o pastor como modelo de um crente maduro e procuram imitá-lo. Em muitas igrejas isso quer dizer que o "crente exemplar" está enredado no ativismo, não admite problemas pessoais,
acha que já conhece tudo que precisa, e encoraja (e até exige) que os outros sejam como ele.

6. O mundo sofre. Jesus falou que o amor seria a marca que convenceria o mundo de que somos seus verdadeiros discípulos (João 13.34,35). A igreja e o pastor que têm as qualidades indicadas acima não atrairão os descrentes como Deus está querendo. É interessante que pastores têm dito que eram muito mais abertos quando não eram crentes. Eles aprenderam a fechar-se na igreja. Por incrível que pareça, existem coisas boas no mundo que passamos a negar dentro da igreja!

7. Deus sofre. Ninguém sofre sem que Deus sofra também. Se nós pudéssemos ver o coração de Deus em relação a seus pastores, em muitos casos, veríamos um coração quebrantado. Deus ama tanto a seus pastores que sente muito por eles não receberem um amor e cuidado para suas vidas.

Se nos convencermos que pastores e suas esposas precisam de alguém para estender um cuidado pastoral para suas vidas, devemos passar urgentemente a outra pergunta: como um pastor e sua esposa podem experimentar um cuidado pastoral?

Num certo sentido a resposta não é complicada. Existem vários modelos de pastoreio de pastores que são bons. Por outro lado, a resposta não pode ser muito simples porque estamos falando de uma mudança de atitude, de valores e de uma mudança de vida.

Nós procuramos responder a este desafio de duas formas. A primeira é treinar pastores em como formar discipuladores, começando com a liderança principal de sua igreja. A maioria dos pastores do Brasil entende o discipulado de forma diferente da que Jesus entendeu. Acham que o discipulado é um trabalho, de um a três meses, desenvolvido para ajudar novos convertidos; especialmente aqueles que estão se preparando para o batismo. Em nosso trabalho enxergamos o discipulado de uma forma radicalmente diferente, procurando a perspectiva do próprio Jesus, pois, para Ele, o discipulado foi a formação dos principais líderes da igreja que iriam reproduzir. O movimento de discipulado pretende ajudar o pastor na formação de seus principais líderes, para que estes, por sua vez, comecem seus próprios grupos de discipulado, selecionando as pessoas que teriam a maior possibilidade de liderar outros grupos. Neste movimento cada pastor (e cônjuge de pastor) tem a opção de ter um pastor discipulador e participar de um grupo de discipulado com outros pastores, experimentando, assim, um pastoreio em sua vida.

A segunda forma de respondermos à necessidade do pastor ser pastoreado é por meio de encontros, de três ou quatro dias, onde pastores e esposas podem experimentar o que é um grupo de apoio pastoral. Nesses encontros também procuramos oferecer ferramentas e treinamento prático em várias áreas, como a de desenvolver uma equipe pastoral na igreja local. Normalmente só fazemos estes encontros onde já existe uma boa base pastores envolvidos no movimento do discipulado. Temos visto que estes encontros funcionam melhor quando são feitos de forma denominacional, com o apoio e participação da liderança estadual ou nacional.

Se você tem alguma experiência para oferecer ou conhece alguém que está fazendo um bom trabalho de pastoreio de pastores, por favor, comunique-se conosco. Da mesma forma, se você quiser mais informação sobre o nosso ministério, dentro do que foi colocado acima, estamos à disposição.

Para obter mais informações sobre Pastoreio de Pastores, acesse o site www.mapi-sepal.org.br


David Kornfield é missionário da Sepal e lidera o MAPI. Formou-se em Antropologia na Universidade de Wheaton, fez mestrado em Educação (Azusa Pacific University) e Antropologia (Universidade de Chicago) e doutorado em Educação Comparativa (Universidade de Chicago). Trabalha no discipulado desde o ano de 1974. A partir de 1991, dedicou-se especificamente à formação e treinamento de pastores e discipuladores. Casado com Débora, tem quatro filhos.

A PROSPERIDADE SERA A CAUSA DA RELIGIAO PERDER A FORÇA DE CRESCIMENTO NO BRASIL AFIRMOU ESTUDIOSO

Estudioso afirma que a prosperidade fará as religiões perderem sua força no Brasil
Estudioso afirma que a prosperidade fará as religiões perderem sua força no Brasil
O psicólogo e escritor Michael Shermer, ex-evangélico que se tornou um dos maiores propagadores do ceticismo, afirma que a prosperidade pode diminuir a força das religiões no Brasil. De acordo com Shermer, que é diretor da Sociedade Cética, criador da revista Skeptic e articulista semanal da Scientific American, o ceticismo pode melhorar a vida no planeta e a fé irá reduzir em decorrência das melhorias econômicas e sociais.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelNa análise de Shermer, a religião é uma maneira que as pessoas encontram para sanar problemas e anseios que não são completamente atendidos pelo estado, e que essa busca tende a diminuir com o aumento da prosperidade provida por políticas públicas.
- Eventualmente, a religiosidade vai diminuir no Brasil e nos outros países da América do Sul, à medida que cresce a prosperidade e a confiança das pessoas nos sistemas políticos e econômicos. As pessoas se voltam para a religião quando seus governos não fornecem uma estrutura social sólida – afirma.
Hoje conhecido como um dos céticos mais influentes da atualidade, Michael Shermer professava a fé cristã até o início de sua juventude, chegando inclusive a pregar o evangelho de porta em porta. Sua fé começou a ruir durante a faculdade, onde fez o curso de psicologia, e acabou realmente quando sofreu de delírios devido à exaustão física durante uma competição de ciclismo em 1983. Depois desse episódio, em que chegou a pensar que a equipe de apoio que o salvara era composta por extraterrestres, ele passou a estudar com afinco as razões pelas quais os indivíduos encontram explicações estranhas para eventos que não conseguem entender com a razão.
Ele afirma ainda que a religião é apenas uma busca por padrões e explicações em eventos naturais, e compara a fé às tentativas de provar a existência de vida extraterrestre, necromancia e teorias da conspiração.
- Ufólogos veem um rosto em Marte. Religiosos veem a Virgem Maria ao lado de um edifício. Paranormais ouvem pessoas mortas falarem com eles através de um receptor de rádio. Os teóricos da conspiração acham que o 11 de setembro foi obra da administração do presidente Bush – declara.
Confira abaixo a íntegra da entrevista concedida por Michael Shermer ao portal Terra:
O que significa ser cético?
Ceticismo significa investigação cuidadosa. É manter a mente aberta, mas não tão aberta que seu cérebro caia fora e você passe a acreditar em tudo. Ceticismo é ciência, e os cientistas são céticos porque a maioria das ideias acaba se revelando falsa. Assim, a posição padrão da ciência e do ceticismo é a dúvida: eu duvido até que provem o contrário.
Os céticos acreditam na ciência, na razão e na racionalidade. Os céticos acreditam que a mente humana é capaz de resolver problemas e melhorar nossas vidas através da razão. Os céticos são otimistas que têm esperança para o nosso futuro contanto que possam usar a razão e a ciência.
Qual é o objetivo da ciência em um mundo que procura tanto o sobrenatural?
Ciência é um método para responder perguntas sobre o mundo natural com explicações naturais (não sobrenaturais). Ciência é um método sistemático para testar hipóteses acerca do mundo, métodos que podem ser empregados em qualquer lugar, por qualquer pessoa, a qualquer momento. A ciência é aberta e provisória; não Verdades (com V maiúsculo), mas conclusões provisórias baseadas em evidências que podem ser derrubadas se novas evidências surgirem.
Como pode um cientista ser religioso?
Muitos cientistas são religiosos, mas eu acho que eles empregam o que eu chamo de logic-tight compartments (NR: compartimentos cerebrais impermeáveis à lógica) quando eles têm crenças conflitantes. A religião faz coisas que a ciência não faz (como grupos que cozinham sopa e cuidam das pessoas pobres e necessitadas), e a ciência faz coisas que a religião não faz (como a execução de experimentos e coleta de dados para testar hipóteses sobre o mundo).
O que você acha de James Randi, que oferece US$ 1 milhão para quem provar ser um verdadeiro paranormal?
Eu amo o James Randi. Ele é meu amigo e mentor. James Randi é o padrasto do movimento cético moderno. Seu desafio de 1 milhão é uma das coisas mais importantes na história do ceticismo.
Sobre o seu livro Por que as pessoas acreditam em coisas estranhas (Why People Believe Weird Thing), há uma resposta fácil para esta pergunta? Por que as pessoas acreditam em coisas como horóscopo, tarô, médiuns, óvnis?
A principal razão para as pessoas acreditarem em coisas estranhas é porque nós precisamos acreditar em coisas, no geral. Nós fazemos isso procurando padrões na natureza. Nós somos buscadores de padrões. Eu chamo isso de “padronicidade”, a tendência de encontrar padrões significativos em ruídos sem sentido. Ufólogos veem um rosto em Marte. Religiosos veem a Virgem Maria ao lado de um edifício. Paranormais ouvem pessoas mortas falarem com eles através de um receptor de rádio. Os téoricos da conspiração acham que o 11 de setembro foi obra da administração do presidente Bush. É claro que alguns padrões são reais: os germes causam doenças, o DNA é a base da hereditariedade e o presidente Lincoln foi assassinado por uma conspiração. Então a dificuldade está em determinar a diferença entre os padrões verdadeiros e falsos.
Quando nós enganosamente acreditamos ter encontrado um padrão, existem dois tipos de erro: o erro tipo 1, o falso positivo, é acreditar que algo é real quando não é; o erro tipo 2, o falso negativo, é não acreditar que algo é real quando é. Por exemplo, acreditar que o farfalhar da grama é um predador perigoso quando é apenas o vento é um erro tipo 1. Isso não é um grande problema, mas acreditar que um predador perigoso é apenas o vento é um erro tipo 2, que pode custar a vida de um animal. Portanto, teria havido uma seleção natural na evolução dos animais (incluindo primatas como os nossos ancestrais hominídeos) por simplesmente acreditar que todos os padrões são reais. Tais padronicidades, então, significam dizer que as pessoas acreditam em coisas estranhas por causa da nossa necessidade evoluída de acreditar em coisas não estranhas.
Há quem afirme enxergar espíritos, ouvir vozes e até conversar com seres que já faleceram. Esse tipo de relato é mentiroso?
As experiências que as pessoas têm são reais. O que essas experiências representam é algo completamente diferente. A maioria das pessoas não são mentirosas – elas acreditam naquilo que elas pensam ter visto. Mas, na maioria dos casos, elas interpretam erroneamente a experiência.
Em uma outra entrevista, você comentou sobre a diminuição da religiosidade na Europa e nos EUA. Aqui no Brasil, no entanto, não se nota essa tendência. Qual é o motivo?
Eventualmente, a religiosidade vai diminuir no Brasil e nos outros países da América do Sul, à medida que cresce a prosperidade e a confiança das pessoas nos sistemas políticos e econômicos. Uma razão pela qual a religião ainda cresce no Brasil, e em outros países, é que os níveis de confiança entre as pessoas nestes países sul-americanos é baixa, segundo os economistas. As pessoas se voltam para a religião quando seus governos não fornecem uma estrutura social sólida.
Em seu livro mais recente, The believing brain, você sintetiza 30 anos de suas pesquisas a respeito de como as pessoas formam suas crenças. Dá para sintetizar ainda mais?
Minha tese é simples: nós produzimos nossas crenças por uma variedade de razões subjetivas, pessoais, emocionais e psicológicas no contexto de ambientes criados por familiares, amigos, colegas de trabalho, da cultura e da sociedade em geral; após a formação de nossas crenças, nós então defendemos, justificamos e racionalizamo-as com uma série de razões intelectuais, argumentos convincentes e explicações racionais. Crenças vêm em primeiro lugar, e as explicações para as crenças, a seguir.
O cérebro é uma máquina de crenças. A partir dos dados sensoriais que fluem através dos sentidos, o cérebro começa a procurar e encontrar padrões, e então se infundem significados a esses padrões. O primeiro processo eu chamo padronicidade: a tendência para encontrar padrões significativos em ambos os dados, significativos e sem sentido. O segundo processo eu chamo agenticidade: a tendência de infundir padrões com significado e intenção. Nós não podemos evitá-lo. Nossos cérebros evoluíram para ligar os pontos do nosso mundo em padrões significativos que explicam por que as coisas acontecem. Estes padrões significativos se tornam crenças.
Uma vez que as crenças são formadas, o cérebro começa a procurar e encontrar evidências que confirmem e apoiem essas crenças, o que acrescenta um impulso emocional de mais confiança nas crenças e, assim, acelera o processo de reforçá-las, e o processo se transforma em um retorno positivo de confirmação da crença. Bem como, ocasionalmente, as pessoas formam crenças a partir de uma única experiência reveladora em grande parte livre de seu passado pessoal ou da cultura em geral. Mais raro ainda, há aqueles que, ao pesar cuidadosamente as evidências a favor e contra uma posição que já possuem, ou que eles ainda têm de formar uma opinião a respeito, calculam as probabilidades e tomam uma decisão drástica, sem emoção, e não olham para trás.
Essas reversões de crenças são tão raras na religião e na política, que geram manchetes de jornais quando envolvem alguém de destaque, como um clérigo que muda de religião ou um político que muda de partido. Isso acontece, mas é tão raro quanto um cisne negro. Reversões de crenças acontecem com mais frequência na ciência, mas não tão frequentemente como se poderia esperar da visão idealizada do exaltado “método científico”, no qual apenas os fatos contam. A razão para isso é que os cientistas são pessoas também, não menos sujeitos aos caprichos da emoção e à força dos traços cognitivos que moldam e reforçam crenças.
Você está trabalhando em algum novo livro?
Meu próximo livro é The Moral Arc of Science: How Science Has Bent the Arc of the Moral Universe Toward Truth, Justice, Freedom, & Prosperity. O livro trata do arco da moral do universo que se volta na direção da verdade, da justiça, da liberdade e da prosperidade, graças à ciência – o tipo de pensamento que envolve razão, racionalidade, empirismo e ceticismo. A Revolução Científica liderada por Copérnico, Galileu e Newton foi tão transformadora, que os pensadores de outros campos conscientemente buscaram revolucionar o mundo social, político e econômico usando os mesmos métodos da ciência. Isso levou à Idade da Razão e do Iluminismo, que por sua vez criou o mundo moderno secular de democracias, direitos, justiça e liberdade.

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

QUAL A VERDADEIRA RELIGIÃO

 

A VERDADEIRA RELIGIÃO (TIAGO 1:27)

“A religião pura e imaculada diante de nosso Deus e Pai é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas aflições e guardar-se isento da corrupção do mundo.” (Tiago 1:27 )
-CUIDADO COM OS POBRES E NECESSITADOS ( AMAR O PRÓXIMO)

Tiago menciona sobre o cuidado pelos irmãos e também podemos dizer, por todas as pessoas do mundo que estão passando por necessidades.
O auxílio material ao nosso próximo é dever de todo aquele que segue a Cristo e revela o amor genuíno que o próprio Senhor nos ensinou e nos deu.
Achar que a ação social é compromisso somente dos governantes, é ser omisso e também uma desculpa fajuta para não auxiliarmos muitos que estão até mesmo dentro de nossas igrejas.
 
Nunca devemos virar às costas ao aflito e necessitado, pois estaríamos contariando os princípios da Palavra de Deus:
” O que oprime o pobre insulta àquele que o criou, mas o que se compadece do necessitado o honra.”(Pv 14:31)
“recomendando-nos somente que nos lembrássemos dos pobres; o que também procurei fazer com diligência.”(Gl 2:10)
“Ora, aquele que possuir recursos deste mundo, e ver seu irmão padecer necessidade, e fechar-lhe o seu coração, como pode permanecer nele o amor de Deus?”(1 Jo 3:17)


Não devemos viver um evangelho “fantasioso” e “egoísta”, onde o que interessa é o nosso bem estar e a busca desenfreada pelas coisas materiais.
-SEPARAÇÃO DA CORRUPÇÃO DO MUNDO


Também, é necessário que o cristão se conserve santo diante de Deus, afastando-se das práticas e costumes do mundo.
Pois muitos tem vivido numa “letargia espiritual”, onde as práticas do mundo já fazem parte da sua vida e não se decidem se querem os tesouros eternos ou continuar do jeito que estão:
“Mas longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo.” (Gl 6:14)
Vivem dentro das igrejas, mas no mundo não conseguem ser “diferentes”, pois ao invés de influenciar as pessoas e levar a mensagem de Cristo às mesmas , já foram “tragadas” pelo sistema corrupto e imoral que domina o mesmo.
“Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.” (1 Jo 2:15-17)

Portanto, o amor e o cuidado com o próximo deve ser acompanhado de uma atitude radical contra o mundanismo, tanto dentro da igreja como na vida pessoal de cada crente que deseja praticar “a religião pura e imaculada diante de Deus”.

QUAL A VERDADEIRA RELIGIÃO

 

A VERDADEIRA RELIGIÃO (TIAGO 1:27)

“A religião pura e imaculada diante de nosso Deus e Pai é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas aflições e guardar-se isento da corrupção do mundo.” (Tiago 1:27 )
-CUIDADO COM OS POBRES E NECESSITADOS ( AMAR O PRÓXIMO)

Tiago menciona sobre o cuidado pelos irmãos e também podemos dizer, por todas as pessoas do mundo que estão passando por necessidades.
O auxílio material ao nosso próximo é dever de todo aquele que segue a Cristo e revela o amor genuíno que o próprio Senhor nos ensinou e nos deu.
Achar que a ação social é compromisso somente dos governantes, é ser omisso e também uma desculpa fajuta para não auxiliarmos muitos que estão até mesmo dentro de nossas igrejas.
 
Nunca devemos virar às costas ao aflito e necessitado, pois estaríamos contariando os princípios da Palavra de Deus:
” O que oprime o pobre insulta àquele que o criou, mas o que se compadece do necessitado o honra.”(Pv 14:31)
“recomendando-nos somente que nos lembrássemos dos pobres; o que também procurei fazer com diligência.”(Gl 2:10)
“Ora, aquele que possuir recursos deste mundo, e ver seu irmão padecer necessidade, e fechar-lhe o seu coração, como pode permanecer nele o amor de Deus?”(1 Jo 3:17)


Não devemos viver um evangelho “fantasioso” e “egoísta”, onde o que interessa é o nosso bem estar e a busca desenfreada pelas coisas materiais.
-SEPARAÇÃO DA CORRUPÇÃO DO MUNDO


Também, é necessário que o cristão se conserve santo diante de Deus, afastando-se das práticas e costumes do mundo.
Pois muitos tem vivido numa “letargia espiritual”, onde as práticas do mundo já fazem parte da sua vida e não se decidem se querem os tesouros eternos ou continuar do jeito que estão:
“Mas longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo.” (Gl 6:14)
Vivem dentro das igrejas, mas no mundo não conseguem ser “diferentes”, pois ao invés de influenciar as pessoas e levar a mensagem de Cristo às mesmas , já foram “tragadas” pelo sistema corrupto e imoral que domina o mesmo.
“Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.” (1 Jo 2:15-17)

Portanto, o amor e o cuidado com o próximo deve ser acompanhado de uma atitude radical contra o mundanismo, tanto dentro da igreja como na vida pessoal de cada crente que deseja praticar “a religião pura e imaculada diante de Deus”.

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

O QUE VOCE FARIA NO DIA DE HOJE SE ESPLODISSE A TERCEIRA GUERRA MUNDIAL?

VAMOS ORAR PELA PAZ DE ISRAEL 

As autoridades israelenses distribuíram folhetos por todo o país, a fim de tranquilizar mas também de preparar a população para uma possível guerra com o Irã. O texto diz aos cidadãos que eles teriam de 30 segundos a três minutos para se refugiar desde que soassem as sirenes até que se produzisse o impacto dos foguetes.

O livreto, que tem 15 páginas e foi enviado pelo correio, ensina como preparar uma sala de segurança ou um refúgio para situações de emergência.
Na capa do folheto há um sorridente Moishe Oofnik, a versão israelense do
Personagem de Vila Sésamo ilustra capa do livreto.
Personagem de Vila Sésamo ilustra capa do livreto.
personagem da série infantil de televisão Vila Sésamo, conhecido como Oscar, saindo da lata de lixo onde ele vive. Dentro da circular, Moishe Oofnik aparece pensativo, a cabeça apoiada sobre a mão sob o texto que dá instruções sobre o que fazer quando o soarem as sirenes.
As declarações dadas por vários membros das autoridades israelenses nas últimas semanas sugerem que Israel poderia atacar logo as instalações onde se desenvolve o programa nuclear do Irã, o qual considera uma ameaça à sua existência. Vários ministros disseram que poderiam morerra até 500 civis na guerra que seria desencadeada pelo ataque contra o Irã.
O documento recomenda aos israelenses que tenham uma “conversa em família” sobre como devem se preparar para uma eventual emergência nacional. “Devem encontrar tempo para ter essa conversa, não na hora de comer ou enquanto assistem TV. Também não se deve falar depois de uma discussão familiar ou quando estejam nervosos por qualquer outra coisa que lhes preocupe”, diz.
Uma fonte do exército israelense indicou nesta segunda-feira que o folheto é parte de uma campanha de sensibilização que ocorre regularmente e também inclui dicas sobre como atuar se ocorrer um terremoto.
“Há sempre coisas novas que as pessoas devem saber, não significa que algo vai acontecer hoje, amanhã ou no dia seguinte”, esclareceu ele. No entanto, há várias semanas, as autoridades do Estado judeu aumentou a distribuição de máscaras de gás e outros materiais de proteção.
O governo iraniano diz que seu programa nuclear não pretende fabricar bombas e advertiu que responderá de forma contundente ante um possível ataque. Israel teme que, nessa situação, grupos aliados a Teerã, como o partido-milícia libanês Hezbolá ou milícias palestinas da Faixa de gaza possa disparar foguetes contra o seu território.

FUNDAÇÃO BILL GATES ESTÁ MONITORANDO OS SITES ANTI-VACINAS


A Fundação Bill & Melinda Gates lançou os Grandes Desafios em Saúde Global (GCGH) em parceria com o Instituto Nacional de Saúde em 2003, que de acordo com o site GCGH, visa "criar novas ferramentas que podem radicalmente melhorar a saúde no mundo em desenvolvimento." Até agora, 45 concessões, totalizando 458 milhões dólares (928 milhões de reais), foram concedidos para projetos de pesquisa envolvendo cientistas em mais de 30 países. [1]

Mas para onde realmente foi todo este  dinheiro? Para o desenvolvimento e implementação de purificação de água e sistemas de saneamento? Ou talvez suporte nutricional básico visando otimizar o sistema imunológico? Que tal fornecer abrigo e assistência médica para os desabrigados? Nem perto disso.

Por exemplo, uma concessão de 100 mil dólares foi recentemente desembolsada para Seth C. Kalichman, professor do Departamento de Psicologia da Universidade de Connecticut, para "Estabelecer um Sistema de Alerta e Vigilância Anti-Vacinas", que pretende "estabelecer um monitoramento mundial baseado na internet e um sistema de alerta rápido para encontrar, analisar e neutralizar campanhas de comunicação de desinformação sobre vacinas para apoiar os esforços de imunização global."

Nós apenas podemos imaginar quais organizações serão rotulatas como "campanhas de comunicação de desinformação" considerando o fato de que Bill Gates, em fevereiro de 2011 em uma entrevista disse que "grupos anti-vacina matam crianças". Aqui é a citação completa:

"Então, é uma absoluta mentira que já matou milhares de crianças. Porque as mães que ouviram aquela mentira, muitos delas não vacinaram seus filhos com a vacina contra sarampo ou coqueluche, e hoje seus filhos estão mortos. E assim, as pessoas que vão e se engajam em tais esforços anti-vacinas - você sabe, eles, eles matam crianças. É uma coisa muito triste, porque estas vacinas são importantes."

É bem possível que qualquer voz discordante que não apoie as campanhas de vacinação globais pode ser incluída neste tipo de "sistema de vigilância e alerta" como alguém que pode potencialmente pôr em risco a vida dos outros, ou seja, pode "matar crianças". O que é tão irônico sobre a situação é que a Iniciativa de Erradicação Global da Pólio da Fundação Gates  pode ter resultado em mais de 47.500 casos de paralisia induzida pela vacina em crianças indianas apenas em 2011, e que é duas vezes mais mortal que a poliomielite do tipo selvagem, que teria sido erradicada oficialmente em 11 de janeiro de 2012. Quem aqui então está realmente preocupado com a saúde das crianças?

Além disso, é extremamente difícil de enxergar a GCGH (Grandes Desafios em Saúde Global) da Fundação Bill & Melinda Gates Foundation como uma fundação estritamente humanitária, considerando muitos dos projetos que escolhe financiar. Abaixo estão alguns dos projetos listados em seu site e que já receberam financiamento:

Linfonodos Sintéticos
Steven Meshnick e Carla Hand da Universidade da Carolina do Norte nos EUA desenvolverão um dispositivo de polímero biodegradável bio-compatível que pode ser colocado sob a pele para introduzir vacinas e antigénios no sistema imunológico. O dispositivo vai atrair células do sistema imunológico e provocar a sua proliferação  bem como agir tal qual um adjuvante no local da injecção. Se bem sucedido, o aparelho poderia ajudar a aumentar a resposta imune às vacinas novas e existentes. [tecnologias transhumanistic].

Vacinação Sem Agulhas Através de Aerosois de Nanoparticulas
Sistemas de aplicação de vacinas que têm como alvo regiões específicas do corpo, e têm o potencial de serem especialmente eficazes contra alguns tipos de infecções. Por exemplo, as vacinas inaladas podem melhor proteger contra doenças respiratórias, como a tuberculose, e aquelas que infestam os tecidos do nariz e garganta, tais como difteria. Dr. Edwards está liderando uma equipe multidisciplinar utilizando tecnologias de ciência de materiais combinadas com doenças infecciosas, dispositivos e perícia toxicologica para reformular as vacinas de tuberculose e de difteria em aerossóis que poderiam ser inalados. Objetivo final da equipe é desenvolver uma vacina BCG baseada em células para a tuberculose e uma vacina de proteína antígeno CRM 197 para a difteria, sob a forma de novos aerossóis de nanopartículas agregadas porosas (PNAP).

Vacinas de RNA Sintéticos Produzidos por Plantas
Alison McCormick da Touro University, na Califórnia irá testar a capacidade de um método biológico sintético de baixo custo baseado em plantas para a produção sintética de uma determinante antigênico de proteina viral combinado com um sistema de expressão de antigenos de RNA para o uso em vacina RNA contra a malária. Usar plantas para este sistema de transfecção viral poderia fazer a produção de vacinas de RNA escalável e de custo eficaz.

Distribuição de Vacinas Rentável em Mercados Emergentes
Lisa Ganley-Leal e Pauline Mwinzi da Epsilon Therapeutics Inc. nos EUA vão testar a hipótese de que a venda de vacinas através de farmácias em mercados emergentes pode trazer lucros para desenvolvedores de vacinas e os proprietários de pequenos negócios. Demonstrando a rentabilidade pode fazer com que as empresas farmacêuticas investam mais recursos no desenvolvimento e distribuição de vacinas e desenvolva parcerias locais para estratégias de rentabilidade.

Programação Genética Para Localizar e Destruir Agentes Patogênicos
Saurabh Gupta e Ron Weiss do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, propuseram a criação de células sentinela que podem detectar a presença de um agente patogênico, relatar a sua identidade com um sinal biológico, e secretar moléculas para destruí-lo. A fase I deste projeto de pesquisa demonstrou que as bactérias comensais podem ser projetadas especificamente para detectar e matar o modelo de agente patogénico bacteriano Pseudomonas aeruginosa. Na Fase II, Gupta e Weiss irão engendrar a microbiota humana para detectar e destruir especificamente o agente patogénico intestinal Shigella flexneri, que é responsável por elevadas taxas de mortalidade em crianças.

Vacina em um Saleiro: Uma Abordagem Nova, Segura e de Baixo Custo
Shiladitya DasSarma vai liderar uma equipe na Universidade de Maryland, nos EUA, para desenvolver uma vacina barata, segura e eficaz por via oral contra a Salmonella invasiva usando vesículas bacterianas cheias de gás. O projeto busca produzir uma vacina de prateleira em sal sem necessidade de refrigeração para distribuição mundial.

Um Modelo de Rato Humanizado para Avaliar as Candidatas a Vacinas de Vírus Vivos Atenuados
Para desenvolver novas vacinas contra alguns dos maiores assassinos do mundo, incluindo o HIV, a malária e a tuberculose, os cientistas devem ser capazes de avaliar os candidatos promissores. Algumas das vacinas potencialmente mais promissoras, são feitas a partir de versões vivas enfraquecidas do agente infeccioso. Como resultado, eles não podem ser estudadas em ensaios com seres humanos, a menos que os investigadores podem ter a certeza de que as vacinas enfraquecidos serão seguras. Dr. Flavell e seus colegas estão trabalhando para modificar geneticamente ratos de laboratório cujos sistemas imunológicos são semelhantes aos seres humanos o suficiente para permitir testes de vacinas contra doenças que afetam desproporcionalmente as pessoas no mundo em desenvolvimento.

Fornecimento Alternativo de Proteínas do Leite Humano para Bebés
Qiang Chen, da Universidade do Estado do Arizona, se propõe a projetar plantas comestíveis, como alface e arroz, que contenham as proteínas benéficas encontradas no leite humano. Os corpos de proteína nestas plantas permitir uma alta e estável acumulação destas proteínas do leite humano, e as plantas podem ser consumidas diretamente por bebés ou transformadas em comida de bebé (papinha) para fornecer nutrientes essenciais e benefícios antibacterianos.

Contraceptivo Feminino Não-Hormonal Com Metaloprotease de Óvulos Específicos
John Herr, da Universidade de Virgínia, nos EUA, irá pesquisar a enzima de membrana especíica de óvulos como um alvo para um contraceptivo não hormonal feminino. Depois de determinar a natureza do bolso catalítico da enzima, uma família de compostos peptidomiméticos sera testada quanto à sua capacidade de se ligar à enzima e bloquear o seu papel fundamental na fertilização do óvulo.

Natto de Bacillus-fermentado como Vacinas Comestíveis para o Mundo em Desenvolvimento
Michael Chan da Fundação de Pesquisa do Estado de Ohio nos EUA irá desenvolver e testar de uma cepa de bactérias geneticamente modificadas utilizadas para fermentar feijão em dietas tradicionais asiáticas e africanas, para exibir um antígeno da bactéria da tuberculose. O bacilo geneticamente modificado será então utilizado para fazer um tradicional prato asiático, o natto, o que pode servir como um tipo de vacina oral para induzir uma forte resposta imunitária. Se bem sucedida, esta estratégia pode ser usada para introduzir uma variedade de antigénios através de alimentos culturalmente aceitos.

Contracepção Baseada na Nanotecnologia
David Clapham do Hospital Infantil de Boston, nos EUA vai desenvolver e testar um anticoncepcional de nanopartícula que libera inibidores da cauda de espermatozóides em resposta a mudanças do pH vaginal ou exposição ao líquido prostático. Se for bem sucedido, as nanopartículas podem ser incorporados a um gel vaginal para bloquear a mobilidade do esperma, necessária para a fertilização.

Instrumento de Circuncisão para Cerimônias Tradicionais na África
Kathleen Sienko da Universidade de Michigan, nos EUA, desenvolveu um protótipo de uma ferramenta de circuncisão para uso em cerimônias tradicionais na África, e visa demonstrar a funcionalidade, adequação cultural e potencial de produção em massa de baixo custo do dispositivo. Tal instrumento poderia aumentar as taxas de circuncisão levando a baixas taxas de transmissão do HIV na região.

Descoberta de Moléculas Químio-Sensoriais Como Novos Contraceptivos
John Ngai e Scott Laughlin, da Universidade da Califórnia, Berkeley, nos EUA, buscam identificar compostos químicos no sistema reprodutivo feminino que guism od espermatozóides o óvulo. Caracterizando estes "odorantes", versões sintéticas podem ser produzidas e administradas para interromper o sistema de navegação e assim inibir a fertilização.

Descoberta de Moléculas Químio-Sensoriais Como Novos Contraceptivos
Hironori Matsushima, da Universidade de Toledo, nos EUA, vai testar a hipótese de que a adição de um peptídeo antimicrobiano em produtos de leite em pó poderia conferir proteção contra doenças entéricas. A investigação incidirá em testar o peptídeo para sua capacidade de matar agentes patogênicos no ambiente do estômago, e na sua capacidade de manter a sua integridade através da pasteurização e secagem do leite.

Ultra-som como um Contraceptivo Masculino de Longo Prazo Reversível 
James Tsuruta e Paul Dayton, da Universidade da Carolina do Norte, irão estudar a possibilidade do ultra-som terapêutico para diminuir a contagem de espermatozóides nos testículos. Caracterizando o tempo e dosagem mais benéfica poderia conduzir ao desenvolvimento de um método de baixo custo e não-hormonal de contracepção reversível para os homens.

Você vai notar a partir dos exemplos listados acima, que todos esses projetos financiados envolvem o desenvolvimento de tecnologias proprietárias (leia-se: potencialmente lucrativas) e ainda não comprovadas, e que irá requerer a transformação e/ou alteração de um processo natural ou substância . Além disso, muitos dos desembolsos de subvenções foram destinados a projetos relacionados a contracepção. Isto parece contradizer a declaração do GCGH da missão de "melhorar a saúde no mundo em desenvolvimento," na medida em que está focada em reduzir a população no mundo desenvolvido, ao invez de apoiar a saúde dos que estão vivos, precisando de ajuda.

No Brasil

O Brasil também teve sua parcela de generosas concessões. Dois dos três financiamentos foram concedidos a projetos relacionados com vacinas:


Aumentando a eficácia de vacinação com inibidores da ECA
Julio Scharfstein da Universidade Federal do Rio de Janeiro, vai estudar se uma pré-dose de captopril, uma conhecida enzima conversora de angiotensina (ACE) e droga para anti-hipertensão, pode aumentar a potência das vacinas pelo aumento da ativação de células dendríticas .


Análise de Epitope MHC em Grande Escala para o Desenvolvimento de Vacinas
Gustavo Fioravanti Vieira da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, no Brasil, vai criar modelos computacionais 3D de epítopos virais ancorados a moléculas de MHC (Complexo principal de histocompatibilidade) associadas a diferentes alelos de MHC para procurar epítopos "generalista". Tais epítopos podem ser utilizados para o desenvolvimento de vacinas virais que são eficazes contra um grande espectro de agentes patogênicos.

Além dos citados acima, ainda existem muitos outros projetos "interessantes" relacionados as vacinas como um "sistema móvel baseado em nuvens para alcançar a vacinação universal" que usaria aplicações móveis para enviar lembretes e mensagens para os pais e dar "incentivos" para pais e trabalhadores da saúde. Outro curioso é um sistema de entrega rápida de suprimentos de vacinas utilizando veículos não tripulados (UAV). Neste link você pode encontrar todos os projetos financiados pela Fundação.

Fontes:
GCGH - Concessões feitas no Brasil
- Site GCGH
- [VIDEO] CNN-Bill Gates: Vaccine-autism link 'an absolute lie'
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"Todo aquele que ler estas postagens, se tiver certeza do que afirmo, caminhe lado a lado comigo; quando duvidar, investigue comigo; quando reconhecer que foi seu o erro, venha ter comigo; se o erro for meu, chame minha atenção. Assim haveremos de palmilhar juntos o caminho do conhecimento e da caridade em direção àquele de quem está dito:Eu sou o Alfa e o Ômega."

POSTAGENS MAIS VISITADAS

INVISTA MAIS NA SUA SALVAÇÃO

INVISTA MAIS NA SUA SALVAÇÃO

ULTIMA ORDEM DE JESUS IDE I FAZEI DISCÍPULOS

ULTIMA ORDEM DE JESUS IDE I FAZEI DISCÍPULOS
OU VOCE É SÓ UM FREQUENTADOR DE IGREJA?

OS BRASILEIROS NÃO APRENDEM

OS BRASILEIROS NÃO APRENDEM

DURMA NO MÍNIMO 8 HORAS POR NOITE

DURMA NO MÍNIMO 8 HORAS POR NOITE

FRUTA NÃO É CARO, CARO É REMÉDIO!

FRUTA NÃO É CARO, CARO É REMÉDIO!

EVITE VÁRIAS DOENÇAS BEBA 8 GARRAFINHAS DE 250ML POR DIA

EVITE VÁRIAS DOENÇAS BEBA 8 GARRAFINHAS DE 250ML POR DIA

SEJA UM DOADOR DE VIDA

SEJA UM DOADOR DE VIDA

NÃO PEQUES MAIS!

NÃO PEQUES MAIS!

VISTA AO NÚ

VISTA AO NÚ

VENDE TUDO E ME SEGUE...

VENDE TUDO E ME SEGUE...

A VEJA É MANIPULADA

A VEJA É MANIPULADA

O SÁBIO PENSA NO DIA DA MORTE ECLESIASTES 7:4

O SÁBIO PENSA NO DIA DA MORTE ECLESIASTES 7:4