ESCUTE A BÍBLIA ENQUANTO ESTIVER OLINE

PARE,ESPERE CARREGAR E LEIA ESTE FOLHETO E PENSE

quarta-feira, 28 de maio de 2014

MINIMALISMO O ESTILO DE VIDA DOS DISCIPULOS DE JESUS

Aplicando o Minimalismo Na Sua Vida

Aviso: este artigo não é uma “receita de bolo”. Está mais para um “roteiro adaptável”, onde você pode alterar da forma que quiser, já que a essência é a mesma.
Aplicar o minimalismo na sua vida pode, para algumas pessoas, envolver uma mudança radical no estilo de vida, o que pode, também, ser um processo doloroso ou aparentemente envolver uma certa complexidade que, na prática, não existe.
Uma coisa é certa: Não dá para simplesmente acordar de manhã e dizer: “A partir de hoje vou ter uma vida minimalista”. Como tudo na vida que envolve mudanças, precisamos de um mínimo de planejamento. Por isso, elaborei este pequeno passo-a-passo para ajudar você, que quer tentar um estilo de vida minimalista e está com medo de começar.

1 – Entendendo O Que É O Minimalismo

minimalismo foi uma série de movimentos artísticos, culturais e científicos que surgiu no intuito de se expressar com um mínimo de cores, desenhos, palavras. No design, se manifesta com um número mínimo de móveis e objetos.
Aplicado na vida prática, o minimalismo se apresenta como um estilo de vida que a pessoa vive com um mínimo necessário de móveis, objetos e roupas, eliminando tudo o que não é necessário.
Para aplicar o minimalismo, o ideal é que você tenha um planejamento bem feito, para que não se perca durante o processo, e para que o processo de mudança no estilo de vida seja o menos doloroso possível.
Clothes Closet, overstuffed with clothes, Greenwood, Seattle, Washington, USA
Se seu guarda-roupa é assim, está na hora de começar uma faxina.

2 – Decluttering

O decluttering é um termo da língua inglesa que, na melhor tradução, seria “desentulhar”, retirar as tralhas. É um dos processos mais importantes no processo de adaptação ao minimalismo.

2.1 – Como Começar Um Decluttering

Para se fazer um decluttering bem feito, o melhor que ele seja particionado, ou seja, que seja feito apenas um lugar de cada vez, e seja feito com paciência e calma.

2.1.1 – Por Onde Começar?

Escolha um ambiente. Pode ser o quarto, a sala, a cozinha ou qualquer outro que você queira. A não ser que o ambiente que você escolheu tenha apenas uma prateleira ou um único armário, provavelmente este ambiente que você escolheu tem mais de um armário, gavetas, escrivaninha ou prateleiras.
O ideal é que, para que o processo não seja tão demorado ou tão doloroso, escolha apenas um móvel para você organizar e retirar o que não tiver utilidade. Quando eu resolvi adotar um estilo de vida minimalista, o primeiro lugar que resolvi atacar foi o guarda-roupas. Todas as roupas que eu não usei nos últimos seis meses, retirei tudo. A única exceção foi um terno preto básico, que ainda está em ótimas condições e serve perfeitamente. Todo o restante das roupas eu doei para a caridade.
O mais importante a se ter em mente é que, depois de triado todos os objetos que estão em um lugar e escolhidos os que você realmente precisa na sua vida diária, se livre do restante imediatamente, senão você está apenas mudando as coisas de um lugar para o outro.
Depois de finalizado o primeiro móvel ou ambiente, comece imediatamente o próximo. Não se esqueça de terminar sempre um ambiente antes de começar outro, senão você corre o risco de se perder no decluttering.
Normalmente o primeiro lugar sempre é o mais difícil, pois sempre se tem a dúvida do que jogar for a, do que doar e o que manter. Isso ocorre principalmente com pessoas que não tem o hábito de se desfazer de seus objetos. Não é de se estranhar que nesse decluttering você encontre papeis usados como rascunho, os quais você nem lembrava mais, encartes de revistas que você nem assina mais, roupas que não servem mais, que estão manchadas ou for a de moda, objetos que não funcionam mais, sem contar aquele monte de coisas que normalmente se guarda com a desculpa de que “talvez um dia precise”.

2.1.2 – O Que Jogar Fora?

A regra para se desfazer das coisas é muito simples:
- Documentos devem ser guardados, sempre. Se for documentos que não tem mais serventia, podem ser descartados, desde que descaracterizados de forma correta (eu pico em pedaços bem pequenos e separo em três montes, para serem jogados fora em três sacos de lixo diferentes).
- Roupas, se você não as usa a pelo menos seis meses, se precisam de algum tipo de conserto e você guardou e nem lembrava mais ou se não servem, devem ser descartadas. A exceção dessa regra são as roupas para eventos sociais, como ternos ou vestidos longos, desde que sirvam e não precisem de nenhum ajuste, e claro, desde que sejam de cores que não saiam da moda.
- Papeis e revistas que não tenham mais serventia devem ser descartados imediatamente.
- CD´s, guarde somente os que tem algum valor sentimental. Os outros, pondere a hipótese de copiar para o computador e depois presentear alguém com eles.
- Fotografias podem ser agrupadas em álbuns separados por anos ou por temas. Considere a hipótese de escanear e guardar em formato digital. As fotos de pessoas que você não sabe ou não lembra mais quem são, as fotos tremidas, manchadas ou borradas, com péssima definição de imagem podem ser descartadas.
- Para os outros objetos, veja se você os utilizou no último ano. Se sim, eles podem ficar. Se não, descarte-os imediatamente. A probabilidade de você precisar usá-los no próximo ano vai ser muito pequena e não justifica a guarda de algo que só vai ocupar espaço.

2.1.3 – Não Tenho Tempo Para Essa “Faxina”

Para as pessoas que não tem tempo, ou para aquelas que acham que não vão conseguir se livrar das coisas, o Léo Babauta, do Zen Habits, dá duas dicas muito fáceis de serem seguidas:
O decluttering de 15 minutos, que é feito programando um despertador para tocar depois de 15 minutos, e neste tempo você se dedica exclusivamente ao decluttering. Terminado os 15 minutos, você pode começar outro período de 15 minutos, dependendo de sua disponibilidade de tempo, ou então fazer mais 15 minutos de decluttering outro dia.
- A regra do 1-2, que é mais voltada para mudar o nosso hábito de consumo. Para cada um objeto que você adquire, dois devem ser descartados. Dê preferência para descartar objetos semelhantes aos que você comprou.
Não deixe de acompanhar os próximos artigos, onde falarei mais sobre a aplicação do minimalismo na vida diária. E não deixe de comentar o que achou do artigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"Todo aquele que ler estas postagens, se tiver certeza do que afirmo, caminhe lado a lado comigo; quando duvidar, investigue comigo; quando reconhecer que foi seu o erro, venha ter comigo; se o erro for meu, chame minha atenção. Assim haveremos de palmilhar juntos o caminho do conhecimento e da caridade em direção àquele de quem está dito:Eu sou o Alfa e o Ômega."

POSTAGENS MAIS VISITADAS

INVISTA MAIS NA SUA SALVAÇÃO

INVISTA MAIS NA SUA SALVAÇÃO

ULTIMA ORDEM DE JESUS IDE I FAZEI DISCÍPULOS

ULTIMA ORDEM DE JESUS IDE I FAZEI DISCÍPULOS
OU VOCE É SÓ UM FREQUENTADOR DE IGREJA?

OS BRASILEIROS NÃO APRENDEM

OS BRASILEIROS NÃO APRENDEM

DURMA NO MÍNIMO 8 HORAS POR NOITE

DURMA NO MÍNIMO 8 HORAS POR NOITE

FRUTA NÃO É CARO, CARO É REMÉDIO!

FRUTA NÃO É CARO, CARO É REMÉDIO!

EVITE VÁRIAS DOENÇAS BEBA 8 GARRAFINHAS DE 250ML POR DIA

EVITE VÁRIAS DOENÇAS BEBA 8 GARRAFINHAS DE 250ML POR DIA

SEJA UM DOADOR DE VIDA

SEJA UM DOADOR DE VIDA

NÃO PEQUES MAIS!

NÃO PEQUES MAIS!

VISTA AO NÚ

VISTA AO NÚ

VENDE TUDO E ME SEGUE...

VENDE TUDO E ME SEGUE...

A VEJA É MANIPULADA

A VEJA É MANIPULADA

O SÁBIO PENSA NO DIA DA MORTE ECLESIASTES 7:4

O SÁBIO PENSA NO DIA DA MORTE ECLESIASTES 7:4