ESCUTE A BÍBLIA ENQUANTO ESTIVER OLINE

PARE,ESPERE CARREGAR E LEIA ESTE FOLHETO E PENSE

segunda-feira, 24 de junho de 2013

TV A IMAGEM DA BESTA E A TV INTELIGENTE ENSAIO PARA O 666

Televisão, imagem da besta ou reflexo?
Ela nos obriga a ver no espelho nosso lado feio

Apocalipse 13

  
E vi subir do mar uma besta que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre os seus chifres dez diademas, e sobre as suas cabeças um nome de blasfêmia.
E a besta que vi era semelhante ao leopardo, e os seus pés como os de urso, e a sua boca como a de leão; e o dragão deu-lhe o seu poder, e o seu trono, e grande poderio.
E vi uma das suas cabeças como ferida de morte, e a sua chaga mortal foi curada; e toda a terra se maravilhou após a besta.
E adoraram o dragão que deu à besta o seu poder; e adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem poderá batalhar contra ela?
E foi-lhe dada uma boca, para proferir grandes coisas e blasfêmias; e deu-se-lhe poder para agir por quarenta e dois meses.
E abriu a sua boca em blasfêmias contra Deus, para blasfemar do seu nome, e do seu tabernáculo, e dos que habitam no céu.
E foi-lhe permitido fazer guerra aos santos, e vencê-los; e deu-se-lhe poder sobre toda a tribo, e língua, e nação.
E adoraram-na todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo.
Se alguém tem ouvidos, ouça.
Se alguém leva em cativeiro, em cativeiro irá; se alguém matar à espada, necessário é que à espada seja morto. Aqui está a paciência e a fé dos santos.
E vi subir da terra outra besta, e tinha dois chifres semelhantes aos de um cordeiro; e falava como o dragão.
E exerce todo o poder da primeira besta na sua presença, e faz que a terra e os que nela habitam adorem a primeira besta, cuja chaga mortal fora curada.
E faz grandes sinais, de maneira que até fogo faz descer do céu à terra, à vista dos homens.
E engana os que habitam na terra com sinais que lhe foi permitido que fizesse em presença da besta, dizendo aos que habitam na terra que fizessem uma imagem à besta que recebera a ferida da espada e vivia.
E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta.
E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas,
Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome.
Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis.
O cartaz na Avenida Marginal do Tietê, em São Paulo, é taxativo: 'Televisão, imagem da besta'. Vindo de uma igreja evangélica, não é de estranhar, em sua grandiloqüência retórica. Também não é de espantar, a não ser pela impropriedade — no que tange, exatamente, à propriedade.
Que nós telespectadores saibamos, o capeta só foi dono da telinha no início de 2000, quando fez uma aparição espetacular no Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna/Guel Arraes, embora tenha perdido o embate final para Jesus e Nossa Senhora, como se lembram todos. No mais, a televisão é uma antiga seara de Deus, cultivada por todos os credos ou, ao menos, por todos aqueles capazes de financiá-la. Se a TV fosse reino do demônio, não haveria de merecer o bendito dinheiro do bispo Macedo, do apóstolo Hernandez e de tantos outros abnegados da fé, que investem em emissoras país afora apenas para propagar a palavra do Senhor, não é mesmo?
Mas vamos ter boa vontade com o criador do cartaz e conceder-lhe uma leitura mais figurada para seu slogan. Sim, a televisão pode ser a imagem da besta. Não de uma, mas de inúmeras bestas, verdadeira fauna de inconseqüentes, quando não delinqüentes, que poderiam usar o mais poderoso meio de comunicação já criado para promover a informação, a educação, a cultura e a cidadania das pessoas, mas preferem poluir seus sentidos e sua consciência com o exato oposto. São essas bestas que dão ao público 'o que ele quer', que 'respeitam a vontade do telespectador' e que nos sugerem desligar o televisor quando discordamos do que elas consideram o nosso gosto e a nossa vontade.
A televisão é a imagem da besta que confunde vulgaridade com entretenimento popular. Que erotiza a programação em horários em que é alta a audiência infantil, que põe no ar crianças se fazendo de adultas e que depois, hipocritamente, se diz chocada com as decorrências dessa leviandade criminosa, como a pedofilia ou a gravidez adolescente. A TV é a imagem da besta que explora a violência na tela sob todas as formas e depois tira o corpo fora, quando o banditismo explode e a sociedade, aparvalhada, busca os culpados por sua insegurança. A televisão é a imagem da besta que presume a incapacidade do povo de apreciar o melhor, e insiste em lhe dar o pior. Que prefere investir nessa infinidade de programas de mexericos e futilidades, cada vez mais iguais entre si, irmanados na falta de assunto e na supervalorização do que não tem valor algum. Que prefere incentivar a idiotice de tantos shows de auditório em vez do bom telejornalismo ('custa muito caro'), da música de qualidade ('não vende disco'), do documentarismo inteligente ('é chato') e da melhor dramaturgia ('é muito sofisticada').
A televisão, por fim, é a imagem da besta que assiste a tudo isso e não apenas aceita como gosta e aplaude, sem perceber o quanto se degrada. Porque, assim como o Criador nos fez a sua imagem e semelhança, a TV também pretende ser nosso espelho. E não adianta dizer que é o diabo que aparece nele, quando o que ele reflete é o lado mais feio de nossa própria cara.
Gabriel Priolli escreve em ÉPOCA na quarta semana do mês

CARTEIRA DIGITAL ENSAIO PARA O "666"

Smartphone se torna carteira digital

MP 615 é bem recebida pelo movimentado setor que inclui administradoras, operadoras e pequenas startups
Anna Carolina Papp
Camilo Rocha
SÃO PAULO – Ao longo dos anos, o celular se tornou tocador de música, câmera fotográfica, navegador de internet. Agora, ele caminha rapidamente para virar também carteira, capaz de fazer compras, transferir dinheiro e pagar por meio de cartão de crédito.
A comerciante Rosângela Alves usa aplicativo para
receber pagamentos.
Foto: Márcio Fernandes/Estadão
—-
• Siga o ‘Link’ no Twitter, no Facebook, no Google+ no Tumblr e no Instagram
A boa notícia é que essas facilidades não estão restritas apenas aos smartphones mais sofisticados, mas também podem existir em aparelhos mais simples, até naqueles com rede 2G.
Com isso, o celular passa a proporcionar serviços bancários para quem não tem conta em banco. Para o governo federal, a inclusãofinanceira é o principal benefício da Medida Provisória 615, divulgada na semana passada, que estabelece uma base legal para regulamentar a área. Segundo pesquisa recente do instituto Data Popular, quatro em cada dez brasileiros não têm conta em banco.
Em sua forma mais simples, esse tipo de transação no celular pode ser tão fácil quanto mandar um SMS. Será possível transferir dinheiro de uma conta cadastrada para outra, mesmo que não estejam vinculadas a um banco. O usuário colocará “dinheiro” nessas contas da mesma forma que compra créditos para o celular.
“Esse sempre foi o sonho de todo o governo: incluir a população no mercado financeiro por meio do celular”, diz Joel Nunes, gerente de produtos da ACI Worldwide, multinacional especializada em transações financeiras eletrônicas. Ele relata que iniciativas de inclusão foram bem sucedidas em países como Índia e a África do Sul.
Na ponta sofisticada do setor estão tecnologias de transmissão a curta distância como o NFC, que realiza o débito com o simples ato de encostar o celular em um ponto de cobrança. Alguns smartphones lançados recentemente no Brasil, como o Galaxy S4 e LG Google Nexus 4, já têm a tecnologia. O aplicativo de carteira virtual Google Wallet é baseado no NFC.
“A digitalização dos instrumentos financeiros vai acabar com as transações físicas”, diz Mario Mello, diretor geral para a América Latina da PayPal, empresa norte-americana que opera transações para companhias como Vivo e Gol. “Não vamos mais precisar abrir a carteira e passar o cartão.”
Na maioria dos países, são feitos acordos entre grandes bancos e operadoras, sem a necessidade de regulamentação do governo para lançar as bases dos pagamentos móveis. Para Joel Nunes, por haver muitas operadoras, bancos e empresas de cartão, no Brasil não foi possível chegar a uma negociação.
Projetos. Há três anos, o País usa tecnologias de pagamento por celular. No entanto, são transações de parcerias exclusivas. “Temos muitos pilotos entre um banco e uma operadora de celular, utilizando tecnologias diferentes que não se conversam e não permitem que quem usa a operadora A e tem conta no banco B possa fazer uma transferência para quem tem um celular com a operadora C no banco D”, diz Nunes.
Existem ainda aplicativos de pagamentos de empresas especializadas em transações online, como PagSeguro e PayPal, e de operadoras de cartão de crédito como Cielo e Redecard. Além disso, startups como PagZoop, Akatus, PicPay e PagPop começam a explorar a área.
Para Mello, da PayPal, a MP vem em boa hora: “A autoridade reguladora está vendo essa proliferação. Se não for bem administrada, pode gerar risco ao sistema.” O diretor afirma que usuários precisam de garantias de que seu dinheiro estará seguro caso uma empresa quebre.
Uma das principais diretrizes mencionadas pela MP 615 para a regulamentação é a “interoperabilidade” – garantir que os serviços permitam transações entre usuários de diferentes operadoras e serviços bancários. O novo marco legal também definirá as atribuições de teles e outras empresas pelo arranjo de pagamento, abrindo espaço para que novas empresas que não sejam instituições financeiras possam participar.
O governo deve estabelecer um valor máximo para os pagamentos móveis, devido ao caráter inclusivo da medida. No entanto, para Nunes, a regulamentação contemplará as necessidades de diferentes pessoas.
“Não precisamos mais nos prender à NFC, SMS ou USSD. Diferentes tecnologias poderão ser utilizadas, desde que sejam interoperáveis”, diz. “Isso terá de ser adotado de forma a proteger o consumidor – dar liberdade de escolha, segurança e privacidade.”

Clique na imagem para ampliá-la.
Facilidade e taxas menores atraem comerciantes
Na vanguarda do pagamento móvel estão os pequenos prestadores de serviço e comerciantes. Eles são atraídos não apenas pela comodidade do serviço, mas pelas taxas competitivas em relação a outras plataformas. O dentista Fernando Nogueira Lauretti já usa a tecnologia em seu consultório há quase dois anos. Aderiu ao aplicativo da Cielo, que transforma o smartphone dele em maquininha de cartão de crédito. Entre os pacientes, o sucesso foi absoluto.

“É segurança para o cliente e para o profissional; o processo é irreversível”, diz ele. A vendedora de slings (faixas de pano para carregar bebês) Rosângela Alves, de São Paulo, usa o aplicativo do PagSeguro no iPhone. “Mando o comprovante via e-mail. É tudo feito na frente do cliente, que vê que seus dados não ficam retidos.”
O taxista Caio Hatazima usa há dois meses o aplicativo da Cielo no iPhone. “É um diferencial que ajuda a aumentar a clientela.”
Segundo ele, uma passageira gostou tanto que agendou uma corrida posterior ao aeroporto depois que soube da facilidade do pagamento. Rosângela, porém, acha que este tipo de recurso funciona melhor quando há confiança entre as partes. “No shopping, já acho mais complicado”, diz.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

“1984” ao vivo! Escândalo de monitoração dos EUA.


Julio Severo
“O escândalo de monitoração da NSA (National Security Agency, Agência de Segurança Nacional) é a maior história da sua vida” — foi, de acordo com o WND, a mensagem de Michael Savage durante toda esta semana, enquanto apareciam detalhes sobre o governo americano espionando americanos e pessoas do mundo inteiro.
Contudo, “Obviamente eles não estão espionando muçulmanos, ou pessoas que se sabe têm ligação com terroristas,” Savage destacou. Caso contrário, as autoridades americanas teriam conseguido impedir o ataque a bomba na Maratona de Boston.
A Casa Branca garante que sua monitoração colossal é para deter terroristas, mas não quer espionar mesquitas, onde estão os terroristas.
A vasta monitoração do governo dos EUA atingindo as comunicações mais privadas exclui as fábricas de “guerra santa” onde os terroristas são treinados para ficarem mais radicais.
Desde outubro de 2011, os agentes do FBI não têm autorização de espionar mesquitas.
Isso é particularmente preocupante considerando pesquisas independentes de mesquitas americanas. Essas pesquisas revelam que cerca de 80% das mesquitas pregam violenta guerra santa ou distribuem literatura violência.
Se a colossal monitoração dos EUA não tem como alvo os islâmicos, que estão por trás do ataque terrorista aos EUA em 11 de setembro de 2001, qual é seu alvo? Durante todo seu governo, Obama tem sido acusado de mirar cristãos e ativistas pró-vida. Mais recentemente, as forças armadas e o Ministério de Segurança Nacional dos EUA rotularam os cristãos como “grupos de ódio.”
Esse não é um problema apenas americano. Dois anos atrás, WND noticiou que o Ministério de Segurança Nacional estava monitorando meu blog. Sou um cidadão brasileiro. Por que tal monitoração sobre mim? Será que minhas atividades pró-vida e pró-família são uma ameaça aos EUA?
Provavelmente, sim. Uma reportagem do WND em 2011 disse sobre um plano de Obama para que os EUA sejam uma agência policial mundial a favor do homossexualismo. No Brasil, estou nas linhas de frente contra a tirania gay.
Trinta anos atrás, se alguém tivesse me dito sobre um programa mundial de monitoração, eu teria apontado para a União Soviética como sua fonte.
Depois de meu recente artigo publicado no Free Republic sobre o escândalo da NSA, uma americana me disse: “O governo dos EUA está na estrada dos pervertidos tiranos anticristãos e anti-liberdade. Não sei quando serão os tempos finais, mas imagino que os EUA criando um mundo governado por uma opressiva e odiosa KGB seria parte desse futuro.”
Os vazamentos feitos por Edward Snowden revelam que há uma poderosa KGB americana vigiando você no Facebook, Skype, Google e outros canais da internet. Não há lugar seguro. O “Grande Irmão” está vigiando você.
“Grande Irmão” é, de acordo com a novela “1984” de George Orwell, um governo onipresente e totalitário mantendo os cidadãos sob vigilância.
Aliás, as vendas da novela de Orwell dispararam como resultado do escândalo em torno dos programas de monitoração da Agência de Segurança Nacional. Na semana passada, quatro edições do livro estavam na lista dos 40 livros mais vendidos da Amazon. Em dado momento, as vendas de uma edição subiram 10 mil por cento.
Graças à colossal monitoração dos EUA no mundo inteiro, “1984” está aqui, e o que Edward Snowden disse sobre a espionagem do governo americano deveria provocar calafrios em todos nós. Ele disse:
1 – “A maioria das pessoas em países desenvolvidos passa pelo menos algum tempo interagindo na internet e os governos estão abusando dessa necessidade em segredo para estender seus poderes além do que é necessário e certo.”
2 – “O governo [dos EUA] concedeu para si mesmo um poder ao qual não tem direito.”
3 - “... Não posso em sã consciência permitir que o governo dos EUA destrua a privacidade, a liberdade de internet e as liberdades fundamentais no mundo inteiro com essa colossal máquina de monitoração que estão construindo secretamente.”
4 - “A NSA construiu uma infraestrutura que lhe permite interceptar quase tudo.”
5 - “Com essa capacidade, a vasta maioria das comunicações humanas é automaticamente ingerida sem direção. Se eu quisesse ver seus e-mails ou o telefone de sua esposa, tudo o que tenho de fazer é usar as intercepções. Consigo ter seus e-mails, senhas, registros telefônicos, cartões de créditos, etc.”
6 - “Qualquer analista em qualquer tempo pode mirar alguém. E, sentado diante da minha mesa de escritório, certamente tinha a autoridade para grampear qualquer pessoa, desde você ou seu contabilista até um juiz federal ou até mesmo o presidente…”
7 - “… eles planejam ter acesso a todas as conversas e a toda forma de conduta do mundo inteiro.”
8 - “Mesmo que você não esteja fazendo nada de errado, você está sendo monitorado e gravado… está chegando ao ponto em que você não precisa ter feito nada de errado, mas você acaba incluído [no sistema] simplesmente por causa da suspeita da alguém, até mesmo por uma ligação telefônica errada, e então eles podem usar esse sistema para voltar no tempo e inspecionar todas as decisões que você já fez, todos os amigos com que você falou algo, e atacar você nessa base…”
9 - “Permitir que o governo dos EUA intimide seu povo com ameaças de retaliação por revelar crimes é contrário ao interesse do público.”
10 - “Todo mundo, em todos os lugares, agora compreende como tudo ficou pior — e estão falando sobre isso. Eles têm o poder de decidir por si se estão dispostos a sacrificar sua privacidade para o Estado monitorador.”
11 - “Não quero viver num mundo em que tudo o que faço ou digo é gravado. Isso não é algo que estou disposto a apoiar.”
12 - “Não quero viver num mundo em que não há privacidade sem, pois, espaço para exploração intelectual e criatividade.”
13 - “O grande medo que tenho com relação às consequências para os EUA dessas revelações é que nada mudará. As pessoas não estão dispostas a assumir riscos necessários para tomar uma posição e lutar para mudar as coisas… E nos meses a frente, nos anos a frente, só vai ficar pior. A NSA dirá que… por causa da crise, dos perigos que enfrentamos no mundo, de alguma ameaça nova e imprevisível, o governo precisa de mais autoridade, o governo precisa de mais poder, e não haverá nada que as pessoas possam fazer nessa altura para se opor ao governo. E será uma ditadura prisão.”
Chamando o denunciante Edward Snowden de “patriota, não traidor,” o Dr. Michael Savage declarou que “o escândalo da NSA faz parecer o escândalo do Watergate como era: uma ervilha verde dentro de um maremoto.”
O que George Orwell “vazou” foi, por meio de sua novela, sua percepção sobre como um futuro governo vigiaria as pessoas. A ficção virou realidade. O que Edward Snowden vazou são fatos sobre como o governo americano já está fazendo isso.
Muito embora fosse socialista, Orwell não era considerado um “traidor” por revelar aonde o socialismo levaria a sociedade. Se seu livro, que é ficção, é elogiado, muito mais merecedor é o ato de Snowden revelar o que não é ficção. É “1984” ao vivo.
Concordo com Joseph Farah, que disse que deveriam garantir imunidade para Snowden, para que ele possa falar tudo o que sabe sobre como o “Grande Irmão” está de olho em você.
Com informações de WND, Investors e The Economic Collapse.
ASSISTA O FILME "PROFÉTICO" E VISIONÁRIO

terça-feira, 18 de junho de 2013

VOCE USARIA UMA TATUAGEM PARA ACESSAR INTERNET?

Marca da Besta ? Tatoos para substituir senhas



Marca da Besta ? Você usaria uma tatuagem eletrônica se você não podesse fazer login na Internet ? Isso pode parecer loucura para muitos de vocês, mas a tecnologia para esse sistema já existe.

Tatuagens RFID já existem há algum tempo, e eles já estão sendo usados ??em animais. Mas agora toda uma nova geração de tatuagens eletrônicas esta sendo desenvolvida que possam monitorar seus sinais vitais, interagir com o seu celular e até mesmo se comunicar diretamente com a sua mente.

Estas novas tatuagens eletrônicas são mais finas que um cabelo humano, e eles estão ai para transformar radicalmente a maneira que nós pensamos sobre a identificação humana. Agora, a Internet está sendo absolutamente atormentada por hackers e roubo de identidade, ela tornou-se uma empresa multi-bilionária.

É cada vez mais difícil determinar se alguém é realmente quem diz que é. E, ainda mais do nosso comércio fica realizada através da Internet, a segurança de identidade vai ficar absolutamente crítica. Sem dúvida, não vai continuar a ser um impulso para as formas mais seguras de identificação do que temos hoje.

Seria esta a Marca da Besta?

Mas há também um lado muito escuro para este tipo de tecnologia. E se um dia um governo tirânico decide fazer uma tatuagem eletrônica permanente para fins de identificação obrigatória para todos os cidadãos? E se você não fosse capaz de comprar, vender, conseguir um emprego, ter uma conta bancária ou fazer login na Internet , sem “a devida identificação”? E se o preço para receber sua tatuagem é a jurar fidelidade absoluta a um governo tirânico? A verdade é que a tecnologia é sempre uma faca de dois gumes. Ela sempre traz consigo a promessa de progresso, mas também sempre tem um lado escuro que poderiam ser abusado.

A última geração de tatuagens eletrônicas é bastante notável. Elas são chamados de “Biostamps”, e elas foram originalmente desenvolvidos para fins médicos. No entanto, como um artigo recente Daily Mail detalhado, a Motorola acredita que essas Biostamps potencialmente poderiam substituir senhas e tornar a Internet um lugar muito mais seguro … MC10 originalmente concebendo as tatuagens, chamadas Biostamps, para ajudar as equipes médicas a medir a saúde de seus pacientes remotamente ou sem a necessidade de grandes máquinas caras.

A Motorola afirma que os circuitos, que também contêm sensores de antenas e built-in, podem ser adaptados para trabalhar com telefones celulares e tablets. Os dispositivos móveis podem ser usados ?? para confirmar a identidade do proprietário e registrá-los em contas automaticamente. Isso impediria ladrões e outras pessoas de serem capazes de acessar um telefone ou aplicativos individuais no dispositivo, caso ele seja roubado ou perdido.

Estes Biostamps são extremamente, extremamente finos. Como eu mencionei acima, eles são realmente mais finos do que um fio de cabelo humano. A descrição seguinte de Biostamps foi feita a partir de um artigo de revista fios … O desenvolvimento de tecnologia converte usável ao extremo, concebido como um sensor de diagnóstico não invasivo que pode ser utilizado para medir a hidratação, a atividade, e até mesmo a temperatura infantil.

Liga-se à pele, um pouco como uma tatuagem temporária, flexionando e dobra em sincronia com a sua pele da maneira que você desejar . Como?Pesquisadores da Universidade de Illinois, Dalian University of Technology na China, e da Universidade da Califórnia em San Diego tornaram isso, muito pequeno. Com uma espessura de 0,8 micrômetros - cerca de um milésimo do diâmetro de um cabelo humano – da malha fina de silício na verdade aninha para os sulcos e vincos na pele, mesmo muito pequenas para ver.

Sendo a pequena ajuda, mas também é importante que o silicone seja colocado para fora em um padrão de serpentina e ligado a um substrato de borracha macia, permitindo que o material rígido, um pouco como um acordeão. Mas por que esse tipo de tecnologia necessária na Internet ? Afinal, não nossas senhas funcionam bem? verdade, estamos chegando rapidamente ao ponto onde as senhas são uma piada. Hackers estão se tornando tão sofisticados que eles podem quebrar senhas até mesmo muito longos com facilidade … Uma equipe de hackers, encomendada pelo site de tecnologia Ars Technica, recentemente conseguiu quebrar mais de 14.800 senhas supostamente aleatórios – a partir de uma lista de 16.449 – como parte de um experimento hacker .

A taxa de sucesso para cada um de hackers variou de 62 por cento para 90 por cento, e que o hacker que quebrou 90 por cento de hash de senhas fez em menos de uma hora usando um cluster de computadores. Os hackers também conseguiu quebrar senhas de 16 caracteres, incluindo ‘ qeadzcwrsfxv1331.

Você ficou alarmado quando você leu isso? eu sei que eu também. Obviamente, precisamos de um sistema melhor. Mas pessoalmente eu nunca pretendo usar uma tatuagem eletrônica. Que cruza a linha em grande forma. Infelizmente, este tipo de tecnologia vai ser fortemente pressionada nos próximos anos.

De acordo com a revista Wired, mesmo os militares dos EUA estão dedicando recursos para o desenvolvimento de tecnologia tatuagem eletrônica.

E ai leitor o que você acha disso ?

A ONU ESTÁ CAUSANDO O CAUS PARA APRESENTAR EM BREVE UMA SOLUÇÃO

Projeto de Lei nº 728/11 anti-terrorista contra Guerra Civil no Brasil ?

  Uma das cartas do jogo ILLUMINAT
Me engana que eu gosto! Lei anti-terrorista temporária em função da copa? Isso é uma história do lobo mau se configurando em nossa realidade brasileira. Sabemos que esse projeto de lei uma vez aprovado, não será temporário e atingirá a qualquer cidadão brasileiro que se manifeste em seus direitos mais básicos, vide exemplos das atuais manifestações. Mais uma falácia com relação aos cuidados da aplicação dessa lei, pois já estamos assistindo na mídia, que os militares não vão brincar em serviço e claro, com apoio de nosso querido governo que atualmente está denegrindo a imagem de nossos militares que na época, impediram exatamente o que está acontecendo agora … a efetivação do socialismo fascista. Simplesmente o que temos nesse jogo de xadrez é que os jogadores trocaram a cor das peças !!! A DITADURA JÁ ESTÁ NO PODER.
Brasileiros cansados estão sendo incitados ao acordamento da pior forma possível, provavelmente nos levará a uma guerra civil, outra forma talvez não exista. Temos que apoiar nossos jovens, estou orgulhosa pois eles estão refletindo e representando o sentimento de todo o povo brasileiro, que precisa entender e acordar de uma vez por todas que não estão reivindicando apenas o preço de uma passagem, mas sim, liberdade e dignidade para se viver. O sistema não só escraviza mas nos tira o sentido real de Sermos + HUMANOS , porque fronteiras não deveriam existir, nem fome, nem guerras e que esse mundo dominado pelos poderes, possa acabar e toda essa farsa de governos mundiais seja desmascarada. Talvez isso nunca aconteça mas o mais importante é deixar claro a esses senhores do sistema que temos sangue nas veias e não importa o quanto será difícil, mas que as vozes do mundo inteiro, unissonas ecoarão pelo universo, pedindo justiça e liberdade para humanidade. O momento de transformação É AGORA!
Veja o que diz um dos manifestantes no começo do vídeo.
Veja a análise desse projeto de lei:
27.02.12 Por Andrea Dip : http://www.apublica.org/2012/02/pl-quer-punir-terroristas-grevistas-na-copa/
O PL 728/2011, apresentado no Senado em dezembro de 2011, ainda aguarda voto do relator Álvaro Dias (PSDB-PR) na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado. Se for aprovado, vai criar oito novos tipos penais que não constam do nosso Código Penal como “terrorismo”, “violação de sistema de informática” e “revenda ilegal de ingressos”, determinando penas específicas para eles. Essa lei – transitória – valeria apenas durante os jogos da FIFA.
Na justificativa da proposta, os senadores alegam que a Lei Geral da Copa deixa de fora a tipificação de uma série de delitos, necessária para “garantir a segurança durante os jogos”.
O projeto prevê ainda que quem “cometer crimes contra a integridade da delegação, árbitros, voluntários ou autoridades públicas esportivas com o fim de intimidar ou influenciar o resultado da partida de futebol poderá pegar entre dois e cinco anos de prisão”.
Para quem “violar, bloquear ou dificultar o acesso a páginas da internet, sistema de informática ou banco de dados utilizado pela organização dos eventos” a pena seria de um a quatro anos de prisão, além de multa. E para deixar a aplicação das penas ainda mais eficaz, o projeto prevê a instauração de um “incidente de celeridade processual” (art.15), um regime de urgência em que a comunicação do delito poderia se dar por mensagem eletrônica ou ligação telefônica e funcionaria também nos finais de semana e feriados.
O presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB de São Paulo Martim Sampaio considera o projeto um “atentado contra o Estado Democrático de Direito”. “É um projeto de lei absurdo que quer sobrepor os interesses de mercado à soberania popular. Uma lei para proteger a FIFA e não os cidadãos e que, além de tudo, abre precedentes para injustiças por suas definições vagas”, diz o advogado.
Para Thiago Hoshino, assessor jurídico da organização de direitos humanos Terra de Direitos e integrante do Comitê Popular da Copa de Curitiba, a questão é ainda mais complicada. Ele acredita que a junção de tantos assuntos em um mesmo projeto é uma tentativa de aprovar leis antigas que endurecem principalmente a legislação penal: “É um bloco perigoso que viola garantias básicas da Constituição. E há sempre o risco de estas leis transitórias se tornarem permanentes. A legislação da Copa é, na verdade, um grande laboratório de inovações jurídicas. Depois o que for proveitoso pode permanecer. É mais fácil tornar uma lei transitória permanente do que criar e aprovar uma nova” explica.

Terrorismo

O que chama a atenção logo de cara no projeto de lei é a tipificação de “terrorismo”, que até hoje não existe no nosso código penal. No PL, ele é definido como “o ato de provocar terror ou pânico generalizado mediante ofensa à integridade física ou privação da liberdade de pessoa, por motivo ideológico, religioso, político ou de preconceito racial, étnico ou xenófobo” com pena de no mínimo 15 e no máximo 30 anos de reclusão. Martim Sampaio diz que este é o artigo mais perigoso por não dar definições exatas sobre o termo: “Da maneira como está na lei, qualquer manifestação, passeata, protesto, ato individual ou coletivo pode ser entendido como terrorismo. Isso é um cheque em branco na mão da FIFA e do Estado”.
Documentos revelados pelo WikiLeaks revelaram a pressão americana para que o Brasil criasse uma lei para o “terrorismo”, principalmente para assegurar os megaeventos. No relatório de Lisa Kubiske, conselheira da Embaixada americana em Brasília, enviado para os EUA em 24 de dezembro de 2010, a diplomata mostra-se preocupada com as declarações de Vera Alvarez, chefe da Coordenação-Geral de Intercâmbio e Cooperação Esportiva do Itamaraty porque a brasileira “admite que terroristas podem atacar o Brasil por conta das Olimpíadas, uma declaração pouco comum de um governo que acredita que não haja terrorismo no País”.
Os banqueiros também pressionam o Estado a criar uma lei antiterrorismo há algum tempo. Também em 2010, a falta de uma legislação específica sobre terrorismo foi o principal foco em um congresso sobre lavagem de dinheiro e financiamento de grupos extremistas organizado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), em São Paulo. A questão poderia custar ao Brasil a exclusão do Grupo de Ação Financeira Internacional (Gafi), órgão multinacional que atua na prevenção desses crimes.

Greves

Esta carta do jogo Illuminats revela o que esta acontecendo aqui no brasil e no mundo. O projeto de lei também mira reduzir o direito à greve, prevendo a ampliação dos serviços essenciais à população durante a Copa – como a manutenção de portos e aeroportos, serviços de hotelaria e vigilância – e restringe a legalidade da greve de trabalhadores destes setores, incluindo os que trabalham nas obras da Copa, de três meses antes dos eventos até o fim dos jogos. Se aprovado, os sindicatos que decidirem fazer uma paralisação terão de avisar com 15 dias de antecedência e manter ao menos 70% dos trabalhadores em atividade. O governo ainda estará autorizado a contratar trabalhadores substitutos para manter o atendimento, o que é proibido pela lei 7.283/1989 em vigor no país, que estabelece 72 horas de antecedência para o aviso de greve e não determina um percentual mínimo de empregados em atividade durante as paralisações.
Eli Alves, presidente da Comissão de Direito Trabalhista da OAB-SP, lembra que o direito à greve também é garantido na Constituição Federal e diz que a sensação que fica é a de que “o Brasil está sendo alugado para a FIFA, flexibilizando suas próprias regras para fazer a Copa no país”. Martim Sampaio lembra que as greves foram proibidas durante a ditadura militar: “A gente conquistou este direito com o fim da ditadura, muitas vidas foram perdidas neste processo. Não é possível que agora criemos uma ditadura transitória da FIFA”. E convoca: “O único jeito de não deixar esta lei ser aprovada é por pressão popular. A gente tem bons exemplos de que isso funciona como a da lei da ficha limpa. É preciso conquistar a democracia todos os dias”.
PAZ, LUZ E FÉ NO TEMPO.

CUIDADO VOCE ESTÁ SENDO FILMADO POR SUA TV NOVA!!!


tv-watching-youQuando a tecnologia se refere ao ser humano devemos observar de que modo ela será explorada. Imagine que está em sua casa  confortavelmente assistindo  tv e  descobre que existe um sensor dentro dela  onde capta imagens e sons  e até mesmo gravando tudo em uma possível zona de detecção ao seu redor, isso mesmo uma TV que você assiste .
Esse vídeo nos dá uma clara ideia dessa  tecnologia em um game onde há interação direta com o usuário e a partir desse ponto poderemos analisar como já pode estar sendo usada em celulares, notebooks  e em um futuro próximo nas próprias TVs.
Pois bem:

O monstro da terra

11 Então vi outra besta que saía da terra, com dois chifres como cordeiro, mas que falava como dragão.
12 Exercia toda a autoridade da primeira besta, em nome dela, e fazia a terra e seus habitantes adorarem a primeira besta, cujo ferimento mortal havia sido curado.
13 E realizava grandes sinais, chegando a fazer descer fogo do céu à terra, à vista dos homens.
14 Por causa dos sinais que lhe foi permitido realizar em nome da primeira besta, ela enganou os habitantes da terra. Ordenou-lhes que fizessem uma imagem em honra à besta que fora ferida pela espada e contudo revivera.
15 Foi-lhe dado poder para dar fôlego à imagem da primeira besta, de modo que ela podia falar e fazer que fossem mortos todos os que se recusassem a adorar a imagem.
16 Também obrigou todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, a receberem certa marca na mão direita ou na testa,
17 para que ninguém pudesse comprar nem vender, a não ser quem tivesse a marca, que é o nome da besta ou o número do seu nome.
18 Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Seu número é seiscentos e sessenta e seis.
A nova geração  de HDTV e receptores de cabo vendidos ao público contem recursos que não são muito divulgados por empresas de tecnologia: câmeras, microfones, e sensores que têm a capacidade de gravar tudo o que está acontecendo na sala de estar. Não ao contrário das tele telas no romance de George Orwell 1984 , TV em breve será capaz de assistir e até mesmo analisar cuidadosamente todos os presentes nas imediações dos dispositivos.
O cabo empresa Verizon recentemente registrou uma patente para um sistema que contêm sensores de áudio e vídeo em conjunto com o software de reconhecimento facial e perfil. Isso permitiria que a empresa para obter informações como o número de pessoas na sala, seu sexo, sua raça, o que eles estão fazendo e até o que está consumindo enquanto assiste TV. O objetivo desse sistema é a de transmitir “publicidade segmentada”, mas cruzar a linha para a total espionagem das pessoas é apenas um passo de distância. Aqui está um artigo sobre patentes da Verizon.

Arquivos da Verizon patente para dispositivo assustador… ver você enquanto você assiste TV

Imagine isto: Você está tendo uma discussão com o seu parceiro enquanto assistia televisão, e de repente vem um anúncio sobre para aconselhamento matrimonial.Ou talvez você está fazendo algum levantamento de peso, enquanto um filme toca ao fundo, e anúncios de alimentos saudáveis ​​aparecer na tela.
No passado, o que teria sido coincidência. Mas, no futuro, as coisas parecem prestes a mudar, graças a Verizon “A tecnologia de reconhecimento de gestos.”
A empresa entrou com uma patente, para um sistema projetado para ser usado em casa para direcionar os anúncios para as pessoas.Usando uma combinação de imagem e sensores de áudio, seria detectar ações em sua sala de estar, enquanto você estava assistindo TV. Estes sensores, a implantação de reconhecimento facial e de perfil, iria pegar “atributos físicos”, como a cor da pele, características faciais, e até mesmo o comprimento do cabelo, e também detectar “atributos de voz” para ajudar a determinar o tom de sua voz, seu sotaque e o idioma que você fala. Objetos inanimados não estão fora dos limites, a tecnologia poderia também detectar as latas de cerveja e arte da parede.
Combinados, isso significaria que a sua TV ou set-top box que efetivamente estar assistindo e ouvindo você, enquanto você aconchegar-se no sofá com seu parceiro para assistir o último episódio de Homeland . Se o carinho foi um pouco mais, as chances são de que a tecnologia iria pegar os ruídos e começar a jogar anúncios para “um comercial para um contraceptivo” ou “um comercial de flores”, como descrito na patente.
A patente também diz que se o dispositivo capta que o usuário está “estressado”, então “pode ​​selecionar um anúncio associado com o humor detectado (por exemplo, um comercial de um produto de alívio do stress, tais como velas de aromaterapia, um resort de férias, etc ). “Ele acrescenta que” Se um casal está discutindo / brigando uns com os outros “o sistema” pode selecionar uma propaganda associada casamento / relação de aconselhamento. “ E se os sensores detectam que um usuário é um garoto, o sistema irá desencadear “mais anúncios direcionados e / ou adequados para crianças pequenas. “
Como Steve Donohue em Fiece Cable observou , a tecnologia da Verizon iria funcionar da mesma forma que o Google tem como alvo os usuários do Gmail com base no conteúdo de seus e-mails somente transpor esse princípio para a casa de “conversas de digitalização de espectadores que estão dentro de uma” zona de detecção “perto sua TV, incluindo conversas telefônicas. “ É claro, esta é apenas uma patente, assim você não tem que começar olhando para a sua TV com desconfiança para agora. ArsTechnica aponta patentes semelhantes têm sido apresentados antes e ainda têm de ser postas em prática . Mas isso não faz essa última encarnação menos assustador e é, talvez, uma ilustração de como a vigilância de estilo tecnologias estão cada vez mais invadindo a vida privada.
Em  janeiro desse mesmo  ano foi realizado em Las Vegas  na Consumer Electronics Show – CES, a feira de eletrônicos de Las Vegas, a Samsung Electronics Co., a maior fabricante de TV do mundo em volume de vendas, está usando a feira para exibir um televisor que responde a comandos de voz e gestos sem necessidade de controle remoto. A LG Electronics Inc. afirmou que está trabalhando num produto ativado a voz e gestos e a especialista em reconhecimento de voz Novauris Technologies Ltd. está trabalhando com a Panasonic Corp. para trazer tecnologia de reconhecimento de voz para a TV e outros aparelhos.

sábado, 15 de junho de 2013

OBAMA,VERIZON E O PROGRAMA PRISM DITADURA DA NÃO PRIVACIDADE A TERCEIRA GUERRA MUNDIAL É TECNOLÓGICA

Obama: Verizon & Programa Prism

A maioria dos usuários de telefones e da rede mundial de computadores acham que a tecnologia é a favor dos civis.
É a notícia do dia: os dados das chamadas telefónicas de milhões de cidadãos norte-americanos controlados pela NSA, a Agência de Segurança Nacional americana.

O novo escândalo que afecta o governo do simpático Obama é contado pelo diário britânico Guardian, que até publica o relativo despacho top secret. Alvo da NSA são os clientes da Verizon, uma das maiores empresas de telefonia dos Estados Unidos.

The Guardian teve acesso à ordem judicial emitida em 25 de Abril: no documento afirma-se que a empresa de telefonia tem de fornecer durante três meses (até o próximo Julho) a lista diária de dados das chamadas, sejam ligações internas aos Estados Unidos, sejam entre os EUA e outros Países.

Mas não tudo. Além do Guardian há o Washington Post, segundo o qual não apenas a NSA recolhe os dados das chamadas de milhões de americanos assinantes da Verizon, como também o FBI tem acesso aos servers de nove empresas Internet: Microsoft, Yahoo!, Google, Facebook, PalTalk, AOL, Skype, Youtube e Apple.

Algo que não surpreende quem frequenta o mundo da informação alternativa mas que pela primeira vez encontra eco num dos principais órgãos de informação mundiais.

A este respeito, Facebook, Apple e Yahoo! negam ter fornecido "acesso directo" aos seus servidores enquanto Google afirma comunicar "os dados ao Governo, em conformidade com a lei". Lógica consequência de tudo isto: o Presidente que tanto criticava o Patriot Act do simpático George Bush encontra-se agora sob ataque não apenas dos Republicanos.

A Verizon fornece ao governo os metadados das ligações telefónicas: os números da pessoa que faz a chamada, o do destinatário e a duração das conversas. No conjunto, estes dados sobre milhões de telefonemas permitem que o NSA possa rastrear as comunicações não apenas no interior dos Estados Unidos.

A particularidade da ordem, assinada pelo juiz Roger Vinson, é o facto de não individuar um grupo de pessoas ou uma ameaça específica, como no caso do terrorismo: a medida (que está baseada no tanto criticado Patriot Act aprovado após os ataques de 11 de Setembro de 2001) demonstra que a recolha indiscriminada de dados sobre os cidadãos dos EUA continua com Barack Obama.

De acordo com o New York Times, já no ano passado tinham surgidos "vozes" de possíveis operações de vigilância e cita uma carta de dois senadores democratas do Senate Intelligence Committee enviada ao Ministro da Justiça, Eric Holder: como a ordem da NSA é recente, existe a forte suspeita (por assim dizer...) que as notícias do Guardian representem apenas a ponta do icebergue, num programa de vigilância bem maior.

Mas, como afirmado, não há apenas o Guardian. O Washington Post revela os nomes de nove empresas vigiadas pelo FBI, as já citadas Microsoft, Yahoo!, Google, Facebook, PalTalk, AOL, Skype, Youtube e Apple. O governo teria controlado as comunicações internet, extraindo vídeos, fotografias, e-mails, documentos, nome de usuários e passwords. Tudo para poder acompanhar ao longo do tempo as actividades dos norte-americanos na rede.

O programa secreto, chamado Prism, terá tido início em 2007 e constitui a principal fonte de informação do relatório que as agências de intelligence fornecer todas as manhãs ao Presidente dos Estados Unidos. Primeira entre os participante do Prism terá sido a Microsoft (também aqui nenhuma surpresa...), seguida por outras empresas que, para obter imunidade total contra possíveis acções judiciais, são obrigadas a aceitar a directiva do Procurador-Geral e do Director do National Intelligence e disponibilizar assim os dados dos seus servidores.

Eis as alturas nas quais foram "recrutadas" as várias empresas:

  • 11.09.2007: Microsoft
  • 12.03.2008: Yahoo
  • 14.01.2009: Google
  • 03.06.2009: Facebook
  • 07.12.2009: PalTalk
  • 24.09.2010: Youtube
  • 06.02.2011: Skype
  • 31.03.2011: AOL
  • ??.10.2012: Apple
Custo total do programa Prism: 20 milhões de Dólares por ano.

Após o embaraço, a Casa Branca reage perante as notícias. O Director da National Intelligence, James Clapper, declara que o programa Prism permite controlar apenas cidadãos não-americanos que vivem fora dos Estados Unidos e continua afirmando que as revelações dos diários estão "cheias de erros": colocam em risco a segurança da América e vão produzir "danos irreversíveis à nossa capacidade de responder às muitas ameaças à nossa nação".

Na prática, Clapper confirma a existência do programa Prism e vai mais além: revela a existência dum tribunal especial que, juntamente como o Congresso, supervisiona o programa, recentemente confirmado no Foreign Intelligence Surveillance Act (FISA). Segundo Clapper, o FISA autoriza as gravações, revê o programa a cada 30 dias e impede que o governo faça um uso indiscriminado dos dados recolhidos. Dados que só podem ser analisados quando houver uma razoável suspeita duma ligação com grupos terroristas estrangeiros.

Não concorda o New York Times, que fala abertamente de abuso de poder "que exige por sua vez uma verdadeira explicação". De acordo com o editorial do jornal (um dos mais influentes do País e geralmente perto das posições presidenciais), a administração Obama perdeu toda a credibilidade porque o governo dos EUA responde "com a mesma banalidade que usa sempre que o Presidente Obama ficou surpreso no uso excessivo dos seus poderes".

Voltando ao assunto principal, a ordem judicial que está na base do novo escândalo é particularmente clara. Nela, o Tribunal ordena que Verizon entregue à Agência de Segurança Nacional (NSA) uma "produção contínua em base diária" de metadados inerentes às comunicações "entre os Estados Unidos e o exterior ou inteiramente no interior dos Estados Unidos, incluindo telefonemas locais".

A Ordem específica também quais os metadados pretendidos na operação de rastreamento:

  • número de telefone de quem efectuar a chamada
  • número de telefone de quem receber a chamada
  • o IMSI (International Mobile Subscriber Identity, o número unívoco associado a todos os utentes de telefonia móvel das redes GSM e UMTS)
  • o IMEI (International Mobile Equipment Identity, o código numérico que identifica um terminal móvel)
  • o número do cartão a partir do qual é efectuada a chamada
  • a hora e a duração da ligação.
Não falta nada e tudo em nome da "luta ao terrorismo".
É para o nosso bem, como sempre.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"Todo aquele que ler estas postagens, se tiver certeza do que afirmo, caminhe lado a lado comigo; quando duvidar, investigue comigo; quando reconhecer que foi seu o erro, venha ter comigo; se o erro for meu, chame minha atenção. Assim haveremos de palmilhar juntos o caminho do conhecimento e da caridade em direção àquele de quem está dito:Eu sou o Alfa e o Ômega."

POSTAGENS MAIS VISITADAS

INVISTA MAIS NA SUA SALVAÇÃO

INVISTA MAIS NA SUA SALVAÇÃO

ULTIMA ORDEM DE JESUS IDE I FAZEI DISCÍPULOS

ULTIMA ORDEM DE JESUS IDE I FAZEI DISCÍPULOS
OU VOCE É SÓ UM FREQUENTADOR DE IGREJA?

OS BRASILEIROS NÃO APRENDEM

OS BRASILEIROS NÃO APRENDEM

DURMA NO MÍNIMO 8 HORAS POR NOITE

DURMA NO MÍNIMO 8 HORAS POR NOITE

FRUTA NÃO É CARO, CARO É REMÉDIO!

FRUTA NÃO É CARO, CARO É REMÉDIO!

EVITE VÁRIAS DOENÇAS BEBA 8 GARRAFINHAS DE 250ML POR DIA

EVITE VÁRIAS DOENÇAS BEBA 8 GARRAFINHAS DE 250ML POR DIA

SEJA UM DOADOR DE VIDA

SEJA UM DOADOR DE VIDA

NÃO PEQUES MAIS!

NÃO PEQUES MAIS!

VISTA AO NÚ

VISTA AO NÚ

VENDE TUDO E ME SEGUE...

VENDE TUDO E ME SEGUE...

A VEJA É MANIPULADA

A VEJA É MANIPULADA

O SÁBIO PENSA NO DIA DA MORTE ECLESIASTES 7:4

O SÁBIO PENSA NO DIA DA MORTE ECLESIASTES 7:4