ESCUTE A BÍBLIA ENQUANTO ESTIVER OLINE

PARE,ESPERE CARREGAR E LEIA ESTE FOLHETO E PENSE

sábado, 21 de janeiro de 2012

QUEM LHE CONSAGROU A PASTOR ?

O MINISTÉRIO DO PASTOR

MINISTÉRIOS de HOMENS ou de DEUS?

Quem chamou, constituiu e consagrou Abraão,Samuel, Jeremias, Isaías e João Batista como Profetas? Jerônimo Savonarola foi Monge, Wyclif foi Capelão, João Huss foi Padre, Martinho Lutero foi Padre, quem então chamou, constituiu e consagrou o primeiro Pastor, o primeiro Evangelista e o primeiro Mestre após a reforma da Igreja? Será que temos autoridade para usar estes títulos ou exercer suas funções?
"O homem não pode receber coisa alguma se do céu não lhe for dada" (Jo 3:27). O Senhor Jesus, como supremo apóstolo, profeta e pastor da Igreja (HB 3:1; 13:20), é quem chama, constitui e consagra seus apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e mestres (Jr 1:5).
O Apóstolo Paulo tinha a plena certeza que o seu apostolado não foi entregue da parte dos homens, nem por homem algum, mas por Jesus Cristo e por Deus Pai.

Romanos1:1 Paulo, servo de Jesus Cristo, chamado para ser apóstolo, separado para o evangelho de Deus,

I CORINTIOS 1:1 Paulo (chamado apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus), e o irmão Sóstenes,. Å igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus
Pastor: Apascentador, é aquele que cuida, protege e instrui o rebanho de Deus tendo como modelo, o Senhor Jesus Cristo, o Sumo Pastor. Sua função é o de ensinar a sã doutrina, refutar a heresia, ensinar a Palavra de Deus e dirigir a igreja local de acordo com os preceitos bíblicos, morais e espirituais contidos na Palavra de Deus.
(Tito 1.9-11; I Tessalonicenses 5.12; I Timóteo 3.1-5; Tito 2.7,8; João 10.11-16; I Pedro 2.25).

Pastor, no grego ¨POIMEN¨, nos dá a seguinte definição: Pastor é alguém que cuida do rebanho e o apascenta (não meramente os alimenta). Os pastores alimentam, guiam e protegem o rebanho.
Segundo Efésios 4:11, trata-se de um dom ministerial estabelecido pelo Senhor Jesus Cristo.
¨Ele mesmo (Jesus) concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres, com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo.¨

O QUE SIGNIFICA SER UM PASTOR

Pastores são figuras comuns nas Escrituras Sagradas, a começar por Abel (Gêneses 4.2). Por isso, não nos surpreende, entretanto, que o Antigo Testamento frequentemente retrate Deus como Pastor (Salmos 23.1; 80.1; Isaias 40.11; Jeremias 31.10 e Ezequiel 34.11-13) e os líderes do seu povo como pastores (Ezequiel 3.4). É evidente que a função primária do pastor seja velar pelo bem-estar das ovelhas e guiá-las a isso.

JESUS COMO PLENO PASTOR

Nos tempos do NT, pastores não foram altamente considerados. Entretanto, é surpreendente notar que o anúncio dos anjos sobre Jesus tenha sido feito a humildes pastores (Lucas 2.8-11). Todavia, isso foi apropriado para o Messias, o filho de Davi (o pastor rei), que nasceu na cidade de Belém, a cidade de Davi (Ezequiel 34.23). Quase despercebido nos relatos da natividade é a representação pictórica de Jesus como pastor. Na citação de Miquéias 5, fala de um guia “o guia que há de apascentar o povo Israel”, Lucas 2.6,7. E em Mateus 5 vemos isso acontecer

Na Primeira e Segunda Vindas de Jesus é descrito como pastor. Paradoxalmente, o cordeiro “deveria os apascentar [literalmente ser o pastor deles], e deveria guiá-los às fontes das aguas da vida (Apocalipse 7.17). ele irá reger [literalmente pastorear] todas as nações com a vara de ferro (Apocalipse 12.5; 19.15). esse último concerto aplica-se bem aos dominadores (2. 26-27).

Jesus descreveu a si mesmo como o bom pastor (ho poimen ho kalos – João 10.11-14) que deu a sua vida pelas as ovelhas. Nessa conexão ele também poderia ser chamado de sumo pastor (Mateus 2.31 e Zacarias 13.7). Em senso único, é claro, somente Jesus deu a sua vida pelas ovelhas. Ainda em senso restrito isso sugere que qualquer pastor tem a obrigação moral de estar disposto a sacrificar a si mesmo em favor de uma ovelha.

Jesus é, além disso, chamado de grande pastor das ovelhas (Hebreus 13.20) e de o pastor (João 10.16 e Ezequiel 34.23; 37.24). Pedro chamou o de Sumo pastor (archinpoimen – 1 Pedro 2.25); um escritor sugere a tradução “Mestre-pastor”.

A combinação pouco usual dos termos refere-se a Jesus como “o pastor e guardião [ho poimen kai epískopos] das nossas almas (1 Pedro 2.25). A frase poderia ser traduzida por guardião-pastor. A palavra epískopos é freqüentemente conferida a bispo ou supervisor.

J.N.D. Kelly em seu comentário em 1 Pedro sugere que o epískopos é “aquele que inspeciona, olha por, protege”. Esse grupo de termos tem significação especial quando aplicados aos líderes na igreja. Tanto Paulo quanto Pedro enfatizou o aspecto guardião-supervisor do ministério.

PAULO E PASTORES

Nas listas dos dons de liderança que o Cristo em ascensão deu à Igreja, Paulo falou de “pastores e mestre [tous poimenas kai didaskalous]” (Efésios 4.11). Eruditos em bíblia continuam a debater se Paulo estava falando de duas chamadas distintas ou se pretendia dizer alguma coisa como “professor-pastor”. Certamente uma das principais características de um pastor é nutrir e alimentar o rebanho pelo ensino e exposição da Palavra de Deus.

Esse é o motivo pelo qual existe a distinção de vocação, qualificando um bispo como capaz de ensinar (didaktikos), conforme 1 Timóteo 2.24 e 3.2. Um número considerável de autoridade confere a essa palavra grega a idéia de “hábil ensinador”, “apto a ensinar” e “competente para ensinar”.

Efésios 4.11 é a única passagem no NT onde tal pessoa é designada pela palavra grega para pastor (poimen), ainda que seja geralmente aceito que essa designação possa ser intercambiável com bispo/supervisor (episkopos) e (presbuteros).

Todos os três conceitos são encontrados em conjunto nos relatos paulinos discursados de Mileto aos efésios. Eles são chamados de anciãos (Atos 20.17). Paulo disse a eles que o Espírito Santo os tinha supervisores do rebanho, do qual eles eram pastores (v.28). Esse era o preço notificado por Paulo no verso em que ele exortou esse homem: “Olhai, pois, vós, e por todo rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue”, Atos 20.28.

Isso nos lembra da designação de Pedro apontando Jesus como pastor e guardião-bispo de nossas almas (1 Pedro 2.25).

PEDRO E OS PASTORES

Jesus interagiu com Pedro (lembre-se de João 21. 15-17), que é digno de estudo. Irei tratar somente com os elementos relacionados diretamente ao tópico. Jesus mandou Pedro tanto alimentar quanto zelar (boskô – versos 15 e 17) e apascentar (poimainô – verso 16) as ovelhas. Os objetos do seu cuidado são chamados tantos os cordeiros de Deus (arnia – verso 15) como de suas ovelhas (probata – verso 16-17).

Em meu juízo, a variação nos versos e nos nomes são estilísticos. Não penso que Jesus destinou a Pedro ou para nós o determinar alguma profunda diferença em cada par de palavras. O ímpeto da mensagem é claro: a responsabilidade de Pedro foi de prover bem-estar para todo o rebanho do Senhor.

Pedro certamente teve esse incidente em mente quando ele exortou “os anciãos entre vós a apascentarem [poimainô] o rebanho de Deus, chamando sobre eles a responsabilidade de fazerem isso voluntariamente com zelo; não por torpe ganância, mas de ânimo pronto” (1 Pedro 5.1-3). Algumas dos melhores manuscritos trazem no versículo 2 o particípio episkopos, na qual pode ser “exercitando a supervisão” ou “servindo como supervisores”. Isso pode ser contrastando com os líderes ímpios, que, de acordo com Judas, são homens “que apascentam a si mesmos sem temor [poimainô]” (Judas 13), e que estarão sob julgamento divino. Em contraste, Pedro sugeriu que o Sumo Pastor irá recompensar seus fiéis pastores (1 Pedro 5.4).
4) PASTOR - Efésios 4:11 - O termo “pastor” vem do hebraico “Raah”, palavra que aparece por setenta e sete vezes no Antigo Testamento. No grego o termo “pastor” é “Poimén” que significa “aquele que apascenta e guarda as ovelhas”. Este termo aparece por dezoito vezes no Novo Testamento.
O dom de Pastor não é algo que se adquire por estudos e nem por vontade própria. Ser pastor é ter um chamado de Deus para que possa cuidar, alimentar e guiar um rebanho.
Gostamos da palavra do Pr. Wilson Franklim: “O pastorado é um dom espiritual, embora alguns pensem que ministros possam ser fabricados mediante um curso teológico".
O grande problema em nossos dias é que tem se dado mais importância a um diploma de Bacharel em Teologia, do que a um chamado de Deus.
Pessoas têm ido aos seminários por vários motivos: por chamado de Deus, por falta de opção, porque o avô era, o pai era e o filho tem que ser, entre outras razões. Saem dali, são consagrados e muitos têm se frustrado e desistido ou têm gerado grandes problemas para as igrejas.

Alguns critérios devem ser adotados para que isto não aconteça:
a) Deve-se analisar a vida espiritual do candidato. Olhar sua conduta cristã e sua maturidade. O apóstolo Paulo dizia a Timóteo que a ninguém impusesse as mãos precipitadamente (I Timóteo 5:22).
b) Deve-se analisar a vida do mesmo identificando o dom em sua vida e passando-o pelo crivo da Palavra. (I Timóteo 3:1-7)
c) Dar a oportunidade para que possa estudar (um curso que possa orientá-lo e auxiliá-lo no crescimento espiritual para a condução de uma igreja).
d) Quando assumir o ministério precisa do respaldo, da compreensão e da ajuda da igreja.

O dom de pastor é muito especial, mas ao mesmo tempo é de grande responsabilidade, que não se pode dar ao luxo de ser desempenhado sozinho; é necessária a ação do Espírito Santo, pois haverá de prestar contas de seu trabalho diante do Senhor. (I Timóteo 4:16).
Quando lemos as epístolas de Paulo a Timóteo, entendemos o procedimento que deve existir na vida de um pastor. Do pastor é exigido: o conhecimento para a transmissão da Palavra de Deus, ser exemplo em tudo: de amizade, integridade, chefe de família, companheirismo, etc. Uma pessoa popular: agradável, que apresente o “Fruto do Espírito” em sua vida, homem espiritual revestido de autoridade, dependente do Espírito Santo; sem isto, certamente seu ministério será um fracasso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"Todo aquele que ler estas postagens, se tiver certeza do que afirmo, caminhe lado a lado comigo; quando duvidar, investigue comigo; quando reconhecer que foi seu o erro, venha ter comigo; se o erro for meu, chame minha atenção. Assim haveremos de palmilhar juntos o caminho do conhecimento e da caridade em direção àquele de quem está dito:Eu sou o Alfa e o Ômega."

POSTAGENS MAIS VISITADAS

INVISTA MAIS NA SUA SALVAÇÃO

INVISTA MAIS NA SUA SALVAÇÃO

ULTIMA ORDEM DE JESUS IDE I FAZEI DISCÍPULOS

ULTIMA ORDEM DE JESUS IDE I FAZEI DISCÍPULOS
OU VOCE É SÓ UM FREQUENTADOR DE IGREJA?

OS BRASILEIROS NÃO APRENDEM

OS BRASILEIROS NÃO APRENDEM

DURMA NO MÍNIMO 8 HORAS POR NOITE

DURMA NO MÍNIMO 8 HORAS POR NOITE

FRUTA NÃO É CARO, CARO É REMÉDIO!

FRUTA NÃO É CARO, CARO É REMÉDIO!

EVITE VÁRIAS DOENÇAS BEBA 8 GARRAFINHAS DE 250ML POR DIA

EVITE VÁRIAS DOENÇAS BEBA 8 GARRAFINHAS DE 250ML POR DIA

SEJA UM DOADOR DE VIDA

SEJA UM DOADOR DE VIDA

NÃO PEQUES MAIS!

NÃO PEQUES MAIS!

VISTA AO NÚ

VISTA AO NÚ

VENDE TUDO E ME SEGUE...

VENDE TUDO E ME SEGUE...

A VEJA É MANIPULADA

A VEJA É MANIPULADA

O SÁBIO PENSA NO DIA DA MORTE ECLESIASTES 7:4

O SÁBIO PENSA NO DIA DA MORTE ECLESIASTES 7:4