ESCUTE A BÍBLIA ENQUANTO ESTIVER OLINE

PARE,ESPERE CARREGAR E LEIA ESTE FOLHETO E PENSE

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Humorista Rafael Bastos satirizou Jesus Cristo e ainda disse: “Agora eu quero ver o que vão falar”

Groucho Marx já dizia: “acho a televisão muito educativa. Todas as vezes que alguém liga o aparelho, vou para outra sala e leio um livro”.O dito faz parte de um estilo de humor cheio de graça que fala à inteligência e ajuda na reflexão. Isto é o oposto dos dias de hoje onde o humor é usado para atiçar os baixos instintos.
Graças a Deus são mais de oito anos que não assisto à TV. E creio – mais creio de crer mesmo, ou seja, uma certeza firme, firmíssima, se é que a palavra certeza comporta graus -, bem, como eu estava dizendo, eu creio que não perdi nada. Ainda mais que, pelo que leio nos jornais, percebo que a apelação à baixaria, ao mau gosto, à pornografia e às blasfêmias só aumentaram nessa mídia. O que me faz ver que acertei no rumo tomado.
“, afirmou Rafinha.”]
"Agora eu quero ver o que vão falar dela [das fotos
Prova disso é o recente caso do “humorista” Rafael Bastos, conhecido como Rafinha. Indivíduo de quem eu nunca tinha ouvido falar até que uma pessoa me indicou um vídeo dele parodiando Nosso Senhor Jesus Cristo em fotos para a revista Rolling Stones (foto acima).

Procurando mais informações sobre ele, vi que o mesmo já teve que prestar depoimento à polícia por piadas que jamais – nem sequer uma única vírgula – sujarei este blog reproduzindo tais frases.

Recentemente, ele foi suspenso do programa televisivo da rede Bandeirantes CQC - que graças a Deus nunca assisti – por afirmações de uma baixeza sem limites que chocou até seus colegas de estúdio. Eu não citarei aqui nem a fonte da reportagem que li sobre isso. "Agora eu quero ver o que vão falar dela [das fotos]", afirmou Rafinha.Em uma enquete na Folha Online, 69% dos internautas (26.798 votos de um total de 38.552 até a publicação deste post) acham que a decisão da Band foi acertada por considerarem que “as piadas dele são muito ofensivas” ou sem graça.
Pois bem, é esse mesmo sujeito que tirou uma sessão de fotos intitulada “A graça de um herege”, publicada na referida revista Rolling Stones Brasil (edição 56, maio de 2011) satirizando Jesus Cristo (para quem não está acreditando, segue o link).
“A minha comédia se caracteriza exatamente por brigar com coisas que não são muito convencionais de fazer humor e a religiosidade sempre foi um dos temas que eu gostei de abordar”, disse Rafinha Bastos no vídeo gravado do Making Of da revista citada. Acrescentou ainda que se sente “com muito orgulho” dessas fotos.
Segundo informa a revista, ele tem um bar frequentado por homossexuais, é favorável ao aborto e a liberalização da maconha, mas “não bebe álcool, não fuma, não usa drogas e jura ser fiel à mulher”. É curioso ver alguém que não se importa com a honra dos outros ser tão ciente da própria.
Outra curiosidade é a atitude da mídia liberal que aceita pacificamente que a honra das pessoas atingidas pelo humorista seja compensada com processos nos tribunais, mas rotula de fanático quem sentir sua religião atingida por estas mesmas piadas.
Agora eu quero ver o que vão falar dela [das fotos]“, afirmou Rafinha no vídeo.
Ao menos eu, vou enviar um e-mail à Bandeirantes em apoio ao afastamento desse personagem, mas lamentando que nenhuma providência havia sido feita quando a Fé de milhões de brasileiros foi atingida por ele.
Mas Rafinha pode ficar tranquilo – e ele sabe disso -, a mídia jamais dará espaço para críticas religiosas e se algum bispo protestar será um verdadeiro milagre. É dos que hoje ocupam os cargos dos Apóstolos – nem todos, é claro – que surge o silêncio mais estonteante da História perante as blasfêmias. Eles estão muito preocupados com as “blasfêmias” que os capitalistas fazem a “mãe terra” – sabe? Rafinha -, com o desmatamento da Amazônia, com os animais em extinção, com a pureza da água e por isso não tiveram tempo para protestar contra sua piada dirigida a Aquele que é o motivo e a razão da Religião deles – ou ao menos deveria ser.
Mas Deus castiga, Rafinha, se não nesta vida, na eternidade. Às vezes até em ambas, dependendo do empedernimento da pessoa. E aqui termino este desabafo reproduzindo um trecho de um artigo da Folha:
“Desde a última sexta-feira, Rafinha já teve cancelados ao menos sete eventos (entre palestras, apresentação e presença em festas). Dependendo do contrato, Bastos cobra até R$ 20 mil por duas horas de trabalho)”. (Cfr.: Folha.com, Coluna F5, 4/10/2011).

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

COMERCIAL SATANICO PASSA MENSAGENS SUBLIMINARES

APOCALIPSE 13:11
E vi subir da terra outra besta, e tinha dois chifres semelhantes aos de um cordeiro; e falava como o dragão.
E exerce todo o poder da primeira besta na sua presença, e faz que a terra e os que nela habitam adorem(assistam) a primeira besta, cuja chaga mortal fora curada.
E faz grandes sinais, de maneira que até fogo faz descer do céu à terra, à vista dos homens.(programaçoes 24hs por dia)
E engana os que habitam na terra com sinais que lhe foi permitido que fizesse em presença da besta, dizendo aos que habitam na terra que fizessem uma imagem à besta que recebera a ferida da espada e vivia.
E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que também a imagem da besta (computador )falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta.
E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas,
Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome.
Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis.
.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

VÍCIOS E VICIADOS

Vícios..
I Corintios 3:17
 Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo.

Fumar Cigarro na Bíblia

O homem vil suscita o mal; e nos seus lábios há como que um fogo ardente.
Provérbios 16:27
Rogo-vos pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.
Romanos 12:1
Bom é não comer carne, nem beber vinho, nem fazer outra coisa em que teu irmão tropece.
Romanos 14:21
Ou não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que habita em vós, o qual possuís da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço; glorificai pois a Deus no vosso corpo.
1 Coríntios 6:19-20
Portanto, quer comais quer bebais, ou façais, qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus.
1 Coríntios 10:31
Pelo que, saí vós do meio deles e separai-vos, diz o Senhor; e não toqueis coisa imunda, e eu vos receberei;
2 Coríntios 6:17
Leobardo Estrada Cuestas em seu livro intitulado "Como Te Llamas", conta a triste história de um homem que começou a beber licor, socialmente. Do licor, passou a outras bebidas. Quando se embriagava, perdia o juízo por completo. Em certa ocasião, foi preso. Quando passou o efeito da bebedeira, perguntou ao carcereiro por que estava ali. O carcereiro perguntou se ele não se recordava de que na noite anterior, havia quebrado o copo da bebida na cabeça do seu companheiro, causando-lhe terrível estrago. O bêbado disse que não se lembrava. Noutra ocasião voltou a ser preso e, no dia seguinte, quando perguntou ao carcereiro porque estava preso, este lhe disse que era por assassinato. "Não! Não, eu não matei ninguém", esbravejava o bêbado. O carcereiro lhe disse ainda o seguinte: "Desta feita não será fácil sair da prisão, mesmo que consigas um bom advogado". O bêbado ficou petrificado: como pudera fazer aquilo? E então começou a pensar na esposa e no filhinho, como ficariam sem ele. Chamou então o carcereiro e pediu que encarecidamente que mandasse avisar a sua esposa e ao filho. O carcereiro respondeu: "Não vamos avisar nem a tua esposa e nem ao teu filho. Porque foram eles a quem tu mataste na noite que passou". Veja o que um pequeno e "inofensivo cálice de licor" pode fazer. A maneira de evitar o pior é nunca beber o primeiro gole. (Joaze Gonzaga de Paula, em O Jornal Batista, pg 7 - 11 a 17/02/2002).
 
Li a história de um menino, que caminhava na chuva, sobre as marcas dos pés de seu pai, deixadas na lama. Em poucos minutos o menino chegou ao bar onde encontrou o pai se embriagando. O pai ao ver o filhinho de 6 anos chegar sozinho ao boteco, perguntou: "Filho, como foi que você chegou até aqui?" O menino respondeu: "Vim seguindo os seus passos, deixados na lama". O pai pensou muito no mau exemplo que estava dando para o seu filho, mas já não tinha forças para deixar o vício. Mais tarde na vida, seguindo os passos do pai, o menino começou muito cedo a beber e também se tornou um alcoólatra. São exemplos que muitos pais estão dando para os seus filhos. (Joaze Gonzaga de Paula, em O Jornal Batista, pg 7 - 11 a 17/02/2002).
 
De antigo escrito judaico foi retirada uma interessante alegoria, que ilustra muito bem a insensatez da bebida que embriaga: "E começou Noé a cultivar a terra e plantou uma vinha" (Genesis 9.20). Quando Noé começou a plantar a vinha, o Tentador aproximou-se dele e jeitosamente deu início a um diálogo mais ou menos assim: - O que você está plantando nesse pedaço de chão? – indagou ele a Noé. - Estou plantando uma vinha - foi a resposta. Os frutos dela virão e hão de ser de um sabor doce e agradável, que fará o coração regozijar. Pelo menos é o que espero, enquanto cuidadosamente a cultivo. - Ora, por que não nos unimos para juntos cultivá-la, numa igualdade de parceria? - sugeriu o Tentador. Depois de pensar um pouco e ponderar sobre os prós e contras da proposta, Noé concordou e o Tentador satisfeito apressou-se em retirar. Não demorou muito e ei-lo de volta, trazendo em seus braços um cordeiro. Imolou-o e usou o seu sangue para regar a vinha. Passados não muitos dias, ele retornou, trazendo um leão e com ele fez a mesma coisa. Finalmente, o processo foi repetido por mais duas vezes - uma com o sangue de um macaco e a última com o sangue de um porco. Agora era só esperar o efeito... Através dessa estranha irrigação, o Tentador estava mostrando as qualidades negativas, em quatro fases, que um homem apresenta quando fica sob o domínio do álcool: Enquanto sorve o primeiro copo, ele se mantém como um cordeirinho manso, meigo e deprimido. Depois do segundo copo, age como um leão violento, pronto a devorar qualquer que dele se aproxime. Ao terceiro copo, passa a ter o comportamento de um macaco, faz micagens inconvenientes e, por vezes, até repugnantes. Finalmente, depois do quarto copo, transforma-se num verdadeiro porco - rola na sarjeta imunda, descontrolado e incapaz de assumir qualquer atitude digna de um homem lúcido. É isso que aprendemos com o sábio. Ele ensina, através dos provérbios, que a embriaguez pode levar uma pessoa pacífica a zombar, brigar e agredir. A bebida forte destrói o caráter, a boa reputação do indivíduo, fazendo-o descer ao mais baixo nível de exemplo e responsabilidade diante de Deus e do próximo. 
 
Certa vez, um fumante inveterado perguntou ao grande evangelista D. L. Moody se ele poderia citar um só versículo da Bíblia contra o cigarro. Moody então lhe respondeu: — Contra, nunca vi. Mas posso lhe citar um versículo da Bíblia em favor do cigarro. Apocalipse 22:11: “Continue o imundo ainda sendo imundo.”
 
Tenho uma frase contra o fumo. É assim: "O cigarro disse ao fumante: hoje você me acende, amanhã eu te apago!" 
 
Lembro-me de um irmão que me contou a história de um missionário que começou um ponto de pregação numa pequena cidade e durante alguns meses os seus únicos ouvintes eram sua mulher e seus dois filhos. Numa noite chuvosa após a reunião, onde estiveram presentes somente os seus, saiu para dar uma volta pelas ruas e encontrou um homem caído na sarjeta, todo ensopado pela chuva que caía. Ao tentar levantá-lo aquele homem vomitou em sua roupa, pois estava muito bêbado, mas mesmo assim o missionário levou-o para sua casa e cuidou dele, dando-lhe banho e roupas limpas, e tratou dele até que ele tivesse condições de ir para sua própria casa. Na manhã seguinte um homem bem vestido bateu a porta perguntando – “é aqui que mora um homem que ama os alcoólatras?”. Para surpresa do missionário aquele homem era casado e tinha vários filhos e toda a sua família começou a freqüentar as reuniões. Os moradores da cidade, vendo a mudança na vida daquele que antes tinha sido alcoólatra, também começaram a ir à igreja, e em poucos meses aquela congregação se tornou grande. (Koinonia, pg 3 / Ano XI Nº 36, 01/01/2002). 
 
Certa vez um homem explicou como havia deixado de fumar. Ele disse: "Eu molhei meus fósforos". Quando chegava a hora de acender um cigarro, estava sob controle. O que você precisa evitar em sua vida? (Rick Warren, em "Poder Para Ser Vitorioso", pg 177 - Ed Vida).
 
Você com certeza, conhece o caso de alguém que, após beber até altas horas da noite, acorda no dia seguinte com uma ressaca daquelas. "Oh, a minha cabeça!" diz ele. "Juro que nunca mais vou colocar uma gota de álcool na boca". No fim de semana, porém, lá está ele outra vez, sentado na mesa do bar, "bebendo todas"! Isso não é arrependimento. Não é reconhecimento de erro, não é vontade de mudar. É apenas remorso. (Marcelo Aguiar, em Cura Pela Palavra, pg. 88).
 
"Não tomo bebidas alcoólicas, faço um melhor uso de minha cabeça. Derramar álcool no cérebro é pior que colocar areia nas engrenagens de uma máquina". Thomas A. Edison - (Fonte: pastoresportugueses@eGroups.com).
 
O primeiro trago torna o homem uma gazela brincalhona. O segundo trago torna o homem numa impetuosa zebra. O terceiro trago torna o homem em um leão valente. O quarto trago torna o homem um chacal palerma. O quinto trago torna o homem como um cão que volta ao seu próprio vômito. O sexto trago o torna tão sujo quanto a um porco na lama. Adaptado. J.B.D.S (Fonte: pastoresportugueses@eGroups.com).
 
O álcool é uma substância que mata o que está vivo e conserva o que está morto. Michel Zamacois (Fonte: pastoresportugueses@eGroups.com).
 
Sabem o que bebe este homem no copo que vacila em sua mão trêmula de ébrio ? Bebe as lágrimas, o sangue e a vida de sua mulher e seus filhos. Falicite R. Lamannais (Fonte: pastoresportugueses@eGroups.com).
 
Coisa de mente cauterizada: A bebida mata lentamente: Mas eu não tenho pressa.
 
Para alguns, o propósito apenas tem sido o seguinte: Vou parar de BEBER: Suco, refrigerante, café, água...
 
(Carta de um drogado) - Meu Pai: "É tempo de verdade, coisa que você nunca soube. Vou ser breve. O tóxico me matou. Conheci meu assassino aos 15 anos, quando meu corpo ainda nem estava completamente formado fisiologicamente. É horrível pai. Como iniciei? Foi um cidadão elegantemente vestido. Falava bem. Boa pinta. Apresentou-me ao assassino: o tóxico. Tentei, tentei mesmo recusar. Mas, ele, mexeu com meus brios. Disse-me que não era homem. Ingressei no mundo das drogas. De inicio, torturas, devaneios. Depois escuridão. O vício estava presente em minhas ações. Depois a falta de ar, o medo, as alucinações. Picadas, novas euforias. As vezes parecia mais gente do que os outros e, meu amigo inesquecível, inseparável, sorria, sorria... Pai, no início a gente acha tudo engraçado e ridículo. Até Deus me parecia ridículo. Hoje, no hospital, reconheço que Deus é o ser mais importante do mundo. Sem a ajuda de Deus, pai, não lhe estaria escrevendo. Pai, a vida do toxicômano é terrível. Por dentro, sinto-me dilacerado. Os jovens devem saber... não entrar nessa. Não posso dar três passos. Fico cansado. Os médicos afirmam que ficarei curado, mas no corredor vejo que balançam a cabeça negativamente. Tenho agora 19 anos. Pai, ao senhor meu último pedido: mostre esta carta aos jovens que você conhece, diga-lhe que em cada porta de colégios, cursinhos, universidades, outros lugares, há sempre um senhor bem vestido, bem galante para representar o futuro assassino, o destruidor de vidas que levará à loucura e à morte, assim como eu... Pai, por favor, faça isso... antes que seja tarde demais. Perdão, pai, por fazê-lo sofrer." Obs.: Este jovem era aluno do CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA da Universidade de São Paulo - USP. (Ao terminar a carta teve poucas horas de vida). - Fonte: sermao@grupos.com.br
 
James Dean, jovem ator americano que morreu em acidente automobilístico por excesso de velocidade, disse que precisaria viver 100 anos para fazer tudo o que queria na vida. Só que sua vida foi ceifada, aos vinte e poucos anos, por imprudência, por irresponsabilidade, for falta do conhecimento do valor da própria vida. - Plínio Moreira da Silva
 
Alguém disse assim: "Não tenho vícios. Só bebo e fumo quando eu jogo."
 
Finalmente consegui tirar o vício que o meu marido tinha de roer unhas! - O que foi que você fez? - Escondi a dentadura dele!
 
A bebida dos homens é anunciada no Brasil com uma mensagem de alerta que diz: "Aprecie com moderação". A bebida do Espírito é anunciada na Bíblia, assim: "Enchei-vos".
 
O grande pintor, Leonardo da Vinci, levou anos para pintar seu quadro: " A Santa Ceia". Em vão ele procurava um modelo apropriado para a face do Salvador. Então ele encontrou um cantor de um coral, em uma igreja, cujos traços nobres lhe chamaram a atenção. Imediatamente ele chamou o rapaz Pietro Bandinelli, para posar para o quadro, e deu a Jesus a fisionomia do rapaz em seu quadro. Por muitos anos ele continuou pintando o seu quadro. Os discípulos estavam quase todos prontos, e só faltava o modelo para Judas Iscariotes, aquele que traiu Jesus. Da Vinci passou, então a andar pelas ruas de Roma, procurando um rosto adequado. Finalmente achou a pessoa com o rosto certo. Era o de um sujo e esfarrapado mendigo, com uma expressão ameaçadora em seu semblante. Ele estava parado em uma esquina e logo foi convidado para servir de modelo, o que imediatamente aceitou. Mas, quando o pintor contemplou os traços do mendigo mais atentamente, de susto, o seu pincel lhe caiu da mão. tratava-se do mesmo Pietro Bandinelli, cujo bonito rosto, o pintor já havia usado como modelo para o rosto do Salvador. O que é que havia transformado o anterior rosto angelical em um rosto de bandido, de Judas? A pobreza? A fome? a doença ou coisa parecida? Não, o pecado o havia rebaixado tanto! Ele se tornara um alcoólatra, um viciado jogador. Havia descido degrau por degrau, até que seu rosto mais parecia o de um homem mau do que de um anjo. - pastores@yahoogrupos.com.br
 
Por que é que você bebe? - Para afogar as mágoas! - E resolve? - Que nada! Elas aprenderam a nadar!
 
Na cruz ele recusou um entorpecente que lhe foi oferecido" (Billy Graham).
 
A droga que leva o maior número de seus usuários ao hospital é o álcool. Quarenta por cento dos internos de nosocômio psiquiátrico são alcoólatras. Cerca de 12 a 13% das pessoas que tomam drinques, aperitivos e pequenas doses de álcool em reuniões sociais tornam-se alcoólatras. Ninguém trás na testa uma estrela avisando que se tornará ou não um viciado. Os grandes biriteiros começaram com uisque, licores e bebidas finas em encontros familiares. A propensão para o álcool - verdadeira compulsão - não é explicada por nenhum mecanismo científico. Muitos bebem e não se tornam dependentes, mas 13 em 100 bebedores ocasionais ficam presos à bebida. - Jeiel de Souza, em O Jornal Batista.
 
Seu Antonino, um inveterado bêbado. Um belo dia, Antonino acorda preocupado. Quase não havia dormido. Andava de um lado para o outro. Sua esposa desalentada olhava o filho que, brincando com uma pequena ratoeira velha, dizia: "que rato vou pegar hoje? Um ratão ou um ratinho?" "Mulher", disse o Antonino: "Tive um sonho esquisito esta noite e não sei o que significa... Sonhei com um rato gordo, um rato cego e dos ratos magros". "Ora pai, na cara", respondeu o filho. O rato gordo é seu Joaquim, dono do boteco. Toda vez que o senhor vai beber, dá dinheiro para ele e ele só vive engordando. Os ratos magros são eu e a mãe que não temos nada que comer dentro de casa e o rato cego é o senhor que não vê a besteira que está fazendo.
 
A fumaça do cigarro afeta o não-fumante quase tanto quanto ao fumante. O fato de inalar a fumaça do vizinho, apressa as batidas do coração, a pressão arterial e aumenta, no sangue, o nível do óxido carbônico. - Fundação Antonio Prudente, Mantenedora do Hospital do Câncer, São Paulo.
 
Embriaguez. Este é um problema mais sério hoje do que no tempo em Provérbios foi escrito. Existem duas razões para isto. A primeira é que o processo para destilar o álcool só foi inventado por volta do ano 1200 de nossa era. Isto aconteceu na Itália. Antes dessa data, o único processo usado para fazer bebidas alcoólicas era o da fermentação. Bebidas fermentadas, como a cerveja e o vinho, têm o conteúdo de álcool de 3 a 13 por cento. Bebidas destiladas, como o uísque e a vodka, por outro lado, têm um conteúdo de álcool de 50 a 58 por cento. É fácil ver que as bebidas destiladas são mais perigosas que as fermentadas.
 
A seguinte alegoria retirada do antigo escrito judaico conhecido como o Talmude ilustra a tolice da embriaguez. "E começou Noé a cultivar a terra e plantou uma vinha (Gn 9.20). Quando Noé começou a plantar a vinha, Satanás veio ao seu encontro. "O que você está plantando?" perguntou Satanás. "Uma vinha", respondeu Noé. "Seu fruto será de sabor doce e fará o coração regozijar". "Então cultivemo-la juntos, de igual parceria", sugeriu Satanás. Quando Noé concordou com a proposta, Satanás se foi e logo voltou com um cordeiro. Matou o cordeiro e usou seu sangue para regar as vinhas novas. Então repetiu este processo com o sangue dum leão, o sangue dum macaco e o sangue de um porco. Por irrigar a terra desta maneira, Satanás estava mostrando as quatro fases pelas quais um homem passa quando fica sob a influência do vinho. Depois do primeiro copo, age como um cordeiro meigo e deprimido. Depois do segundo copo, age como um leão, barulhento e violento. Depois do terceiro copo, age como um macaco, cheio de brincadeiras repugnantes. Depois do quarto copo, age como um verdadeiro porco, rolando em poeira e sujeira".
 
Um bihete aos jovens: Um adolescente de São Francisco, que se enforcou em cadeia distrital, deixou o seguinte bihete aos moços. Ele havia sido preso dois antes por posse de maconha e de mil tabletes de anfetaminas, bem como por roubo de um cartão de crédito. O presídio informou que ele se enforcou com um pedaço de fio de antena de televisão. O seu bilhete dizia: "Gostaria de dizer a cada rapaz que as drogas não são boas para você. Elas lhe põe em todo tipo de dificuldades, eu provei várias delas. Primeiramente comecei com maconha. Depois veio o LSD, anfetaminas, etc. E vi-me totalmente perdido. Coloquem esse bihete, por favor, nos noticiários para que todos os jovens saibam. Obrigado". (O bihete foi publicado no Los Angeles, de 03/09/74.
 
Na mitologia, Baco, considerado o deus do vinho, dizia que quem bebesse aquele líquido sagrado ficaria possuído por poderes divinos. Surgiram festas de orgia chamadas bacanais, regadas a muito álcool e com elas, a violência. Hoje, a ação do álcool influencia milhares de pessoas.
 
Em nosso país, o alcoolismo é um dos maiores problemas de saúde pública. Geralmente são os próprios pais os culpados, porque criam um alcoólatra infantil, começando por, na infância, a molhar a chupeta no copo de cerveja e dar ao seu filho, até achando graça das caretas que a criança faz.
 
Em Campos, logo no início do trabalho (evangélico) ali, converteu-se um senhor que fora viciado em bebida alcoólica. Na primeira ceia de que participou, ele foi um dos primeiros a receber o cálice único (era um cálice grande, de metal, que comportava meio litro de vinho, mais ou menos. Este cálice faz parte, hoje, do acervo de um museu). O ex-viciado, então, levou o cálice à boca e foi entornando o vinho pela goela abaixo, até ficar nada no cálice. Em seguida, exclamou aquele recém-convertido: "Ah! que religião boa, que até vinho dá pra gente!" - Ebenézer Soares Ferreira, em O Jornal Batista, 22.06.1997.
 
Um bêbado, certa ocasião, cambaleando, ao ver um pastor que passava, disse-lhe: "Pastor, foi o senhor que me converteu". Ao que o pastor respondeu: "É verdade. Porque se você fosse convertido pelo Espírito Santo não estaria nessa condição tão triste de escravo do alcoolismo.
 
Certo psiquiatra disse que são poucas as pessoas que, de fato, gostam do sabor amargo da cerveja. A cerveja, disse ele, seria apenas uma desculpa para se estar numa roda de amigos.
 
Um pai sempre ia tomar cachaça numa tendinha. Seu filho ia atrás colocando os pés nas marcas dos seus pés. Resultado, o filho tornou-se tal qual ele: um bêbado.
 
Um camelo pode trabalhar dias seguidos sem beber... o curioso é que tem indivíduo que é exatamente o contrário: pode beber oito dias seguidos sem trabalhar! 26/12/06
 
Lembro-me daquele pregador (chamado leigo) que, após pregar sobre o milagre da transformação da água em vinho, foi abordado por um pseudo-intelectual dizendo ser impossível acontecer aquilo e que Jesus praticara uma prestidigitação (arte de enganar as pessoas com mãos ágeis). O pregador respondeu: “Bem, eu não estudei muito, mas não acho impossível Jesus ter transformado água em vinho, poisa lá em casa, Ele fez coisa muito mais difícil”. O questionador não se conteve e perguntou: “Que fez Ele em sua casa?”. O pregador não perdeu tempo: “Ele transformou cachaça em arroz, feijão e carne; cigarro em pão e leite; jogo do bicho, loterias e outros jogos em móveis...”. E, citando muito mais coisas, arrematou: “Eu era um bêbado, um verme, dominado pelo diabo e, hoje, toda a minha casa serve ao Senhor!”. Imagine como ficou seu interlocutor (soube que esse fato aconteceu com um irmão batista de São Gonçalo na década de 60 ou 70). – Neemias Lima, 12.03.2006., O Jornal Batista. 25-12-2007
 
"Eu bebo para dormir e acordo para beber." 26/12/2007
 
O cigarro adverte: o governo é prejudicial à saúde. 28/12/2007
 
Bebida alcoólica: quem toma, tomba. 9.1.2008
 
Pessoas viciadas em trabalho sofrem de estresse, insônia e, a longo prazo, hipertensão ou doenças vasculares. Esses costumam ser os sintomas fisiológicos mais freqüentes, mas também são comuns a irritabilidade, a ansiedade, a depressão, a sensação de angústia, a preocupação constante com o rendimento profissional e a sensação de vazio emocional. A elaboração de listas sobre pendências, a falta de tempo para o lazer até mesmo nos fins de semana e o distanciamento cada vez maior da família e dos amigos são comportamentos comuns aos viciados em trabalho. Mar Gámez. 10.1.2008
 
O vício em trabalho é uma dependência como qualquer outra, já que não pode ser controlada voluntariamente pelos que sofrem dela. No entanto, longe de causar rejeição, ela é vista quase como uma virtude, sendo socialmente aceita. Na maioria das vezes, ninguém enxerga o trabalho excessivo como um mau comportamento. Pelo contrário, muitos aplaudem essa conduta e tentam apresentá-la como exemplar, como um modelo a ser seguido pelos outros. Em alguns casos, no entanto, os viciados em trabalho não têm consciência de que são dependentes, afirma Valentín Martínez-Otero, doutor em Psicologia e professor da Universidade Complutense de Madri. Mar Gámez. 10.1.2008
 
Prefira subir quadrado do que descer redondo”. Lembrando anúncio da cervejariao Skol. 28-01-2008
 
Fé é força criadora. Uma personalidade vitoriosa é dotada de fé que inventa, cria, resolve. Quando um grande cantor perdeu seu filho único na guerra, disse a um amigo: “Quem se acha na situação igual à minha, tem três saídas: a bebida, o desespero e Deus. Pela graça divina, escolhi a Deus como refúgio”. Eis aí a diretriz para todos quantos são alcançados pelas frustrações da vida. 29.1.2008
 
"Quando a conheci tinha 16 anos. Fomos apresentados numa festa por um carinha que se dizia meu amigo. Foi amor à primeira vista. Ela me enlouquecia. Meu amor chegou a um ponto que já não conseguia mais viver sem ela, mas era um amor proibido. Meus pais não aceitaram. Fui repreendido na escola e passamos a nos encontrar escondidos, mas aí não deu mais. Fiquei louco. Eu queria, mas não a tinha. Eu não podia permitir que me afastassem dela. Eu a amava. Bati com o carro. Quebrei tudo dentro de casa e quase matei minha irmã. Estava louco, precisava ela. Hoje tenho 39 anos. Estou internado no hospital, sou inútil e vou morrer abandonado pelos meus pais, amigos e por ela. O nome dela é COCAÍNA. Devo a ela meu amor, minha vida, minha destruição e minha morte." FRED MERCURY. 29.1.2008
 
Soube-se de um bêbado que, entrando em certo bar, pediu uma dose de cachaça. O dono do estabelecimento recusou satisfazer seu desejo, pois havia sido intimado a não mais vender álcool àquele homem. O pobre bêbado ofe­receu muito dinheiro, insistiu com toda força, mas o taberneiro permaneceu inflexível, dizendo: - Você tem estado doente estes últimos tempos, com tremores, etc. Não vou vender-lhe bebida! O bêbado, então, afastou-se do balcão e ficou observando o vai-e-vem dos fregueses. Em dado momento, entraram dois moços, assentaram-se e pe­diram bebidas. Todo solicito, o dono do bar os serviu. Vendo isto, o arruinado ébrio aproximou-se e disse: - Vender álcool a mim seria melhor do que a estes moços: eu já estou es­tragado, já sou um farrapo humano, um farrapo de corpo e alma, não há mais esperança de felicidade para mim. Mas estes moços estão numa bela idade, e se começam a beber estragarão suas vidas também. Quando eu era moço, for­te como eles, o senhor me vendia toda sorte de bebidas, agora, recusa-me e continua a destruir a vida jovem de outros! 18.2.2008
 
Na linda ilha francesa de Guadalupe estava sendo realizada uma reunião evangélica ao ar livre. Um jovem, bastante alcoolizado, deteve-se para ouvir a palestra. Henrique tivera boa educação, e chegara a ter perspectivas brilhan­tes de uma carreira futurosa. Mas a bebida forte e as más companhias o arras­taram para a sarjeta do pecado e da derrota. Agora, ao ouvir a pregação, o Espírito de Deus penetrou-lhe o cérebro entenebrecido, levando-o à convicção de que aquela vida inútil devia ser transformada. E Jesus Cristo estendeu Sua mão para salvar Henrique de seus pecados. Quando anos mais tarde me en­contrei com ele, vi-me face a face, não só com um fino cavalheiro cristão, mas também com um pregador voluntário de êxito - testemunho vivo do poder salvador de nosso Senhor. 25.2.2008
 
A esposa de um beberrão, com desgosto, o viu chegar trazido pela polí­cia, sujo e descabelado; mal o largaram, caiu ali mesmo, em profundo sono. Uma idéia germinou na mente da sofredora: fotografou o esposo naquele ver­gonhoso estado. Colocou então a foto ao lado de outra mais antiga, dos tem­pos felizes, em que ele conservava a sobriedade e a dignidade. Finalmente, após longas horas, o homem voltou a si. Consciente e apercebido das condi­ções em que estava, procurou lavar-se e vestir-se. Foi quando viu os dois re­tratos sobre o camiseiro. O impacto foi tão forte que na hora se sentiu curado. Sua vida, dai por diante, voltou a ser nobre e digna. Igualmente, a tarefa da lei não é salvar o homem, mas mostrar-lhe suas pobres condições ante o padrão divino, e levá-lo assim à busca do remédio que Cristo oferece. 25.2.2008
 
O fumo é uma planta originária das Améericas, chamada cientificamente de Nicotina Tabacus. É impossível equipar um filtro de cigarro para eliminar os componentes tóxicos (mais de 20) e cancerígenos do tabaco. 13.3.2008
 
A catadora de papel Milene Cardoso Boaventura, de 30 anos, disse que acorrentou as filhas de 12 e 14 anos ao pé de uma cama para protegê-las das drogas. A polícia autuou Milene por maus-tratos na noite desta quarta-feira (19) após flagrar a menina de 12 anos presa com uma corrente na residência da família no Itaim Paulista, na Zona Leste de São Paulo. “Elas pediam para eu acorrentar. Já fui doidinha, quem não erra na adolescência? Mas eu não quero as minhas filhas perdidas na droga. Se eu tiver de pagar, eu pago, mas quero que minhas filhas recebam tratamento”, disse Milene. Ela admitiu à polícia que acorrentava as filhas. http://g1.globo.com/Noticias 24.3.2008
 
Uma vez uma jovem crente conversava com um colega incrédulo. E ele dizia que achava o crente muito preso, não podia fumar, nem beber bebida alcoólica, nem ir a festas dançantes. E a jovem respondeu que podia ir, sim, mas que por ser serva de Cristo não tinha prazer nessas coisas, nem tempo disponível. "Quem é mais escravo," perguntou ela. "Bem, sou eu", disse ele encabulado. "Porque você pode, e escolhe não fazer; e eu, não posso deixar de fazer essas coisas. Estou preso a elas". 27-03-2008
 
O autor de “No Altar da Idolatria Sexual”, Steve Gallagher, definiu: “Vício é um conjunto de hábitos pecaminosos de pensamentos e ações que se transformam em um estilo de vida”. 3.4.2008
 
Quem você alimentará mais? Você alimentará seu homem carnal, deixando-o cada vez mais forte? Ou fortalecerá seu homem espiritual, que Paulo diz estar "sendo renovado?" O restante deste livro ensinará você a desenvolver metodica­mente o homem espiritual. Conforme o homem espiritual vai sendo alimentado, fortalecido e renovado, o velho homem carnal gradualmente enfraquece até murchar. Esse é um dos segredos mais importantes para se libertar da escravidão sexual. Steve Gallagher, em No Altar da Idolatria Sexual. 07.04.2008
 
A sociedade ensina aos jovens que o sexo não somente é aceito, como também é esperado. Vamos tomar como exemplo a vida de um menino comum de 12 anos. Ele se levanta de manhã e vai para a escola. Nas aulas de Ciências, ele recebe educação sexual que evita tomar uma posição moral contra o sexo antes do casa­mento ou mesmo a homossexualidade. Geralmente, com seus companheiros de sala, escuta secretamente os garotos mais populares e freqüentemente precoces falarem sobre suas escapadas sexuais. A caminho de casa, de volta da escola, ele pára na loja de conveniências local e vê capas de revista com mulheres nuas atrás do balcão ou nas bancas, afixadas bem à sua frente. Em casa, escuta no rádio os grupos populares de música cantarem sobre sexo. Depois do jantar, ele assiste a um filme na televisão em que os personagens estão envolvidos em várias cenas de sexo. O herói é quase sempre um conquistador - o tipo "casanova". Então, vêm os comerciais que exibem mulheres bonitas em trajes de banho para vender de tudo, de revistas de esportes a auto­móveis. Com uma exposição esmagadora como essa, por que alguém ficaria surpreso com o fato de um adolescente virar um viciado sexual? Steve Gallagher, em No Altar da Idolatria Sexual. 07.04.2008
 
Essas estatísticas são alarmantes: jovens menores de 18 anos consomem até 20% das bebidas alcoólicas vendidas nos Estados Unidos. No Brasil, de acordo com levantamento do Centro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas da Unifesp, realizado em 2004 com alunos das redes públicas de ensino, o primeiro contato deles com o álcool ocorreu, em média, aos 12 anos. E 11,7% admitem que bebem com freqüência. Seleções Fev/2006.
 
Cana dá álcool, álcool dá cana. 21.8.2008
 
Uma crente estava varrendo o templo, e no ritmo que varria, cantava a música da propaganda: - "A Kaiser é uma grande cerveja, A Kaiser é uma grande cerveja, A Kaiser é uma grande cervejaaa... ninguém pode negar". Neste momento ela percebe que o pastor entrou, e como se não o visse, ela repete: - "A Kaiser é uma grande cerveja, A Kaiser é uma grande cerveja, A Kaiser é uma grande cerveja, mas crente não pode tomar...".3.9.2009
 
A mulher chega em casa e vê o marido correndo de um lado para o outro, com um pano na mão. - O que é isso, querido? Ficou maluco? - Estou matando moscas! Já matei cinco: dois machos e três fêmeas. - E como você descobriu quais eram machos e quais eram fêmeas? - Foi fácil! Duas estavam na garrafa de cerveja e três no telefone.5.10.2009
 
Os estudantes de uma universidade paulista estão em pé de guerra contra a direção da instituição que proibiu o uso de bebidas alcoólicas nas festas do diretório. A queixa da rapaziada é clara a proibição é uma ameaça ao movimento estudantil porque sua sobrevivência financeira vem das festas e sem álcool nas festas ninguém comparece. Ouvi de um pai algo semelhante. Quando seus filhos faziam aniversário, ele dava festas regadas a álcool. A casa enchia. Depois que se tornou evangélico, continuou dando as mesmas festas, mas sem álcool. Os amigos desapareceram. É como se o ser humano não pudesse festejar sem álcool. Triste ser humano que precisa de (pouco ou muito) álcool para se alegrar.15.10.2009
 
Um locutor, em uma reunião que tratava de abstinência à bebida, contou como o vício do álcool havia levado um soldado valente à destruição. Algumas vezes, após uma noite de orgias, o homem, arrependido e humilde, prometia à esposa que aquilo não se repetiria e que seria um marido melhor. Mas os anos a ensinaram que tais promessas nunca seriam cumpridas. Certa noite, quando já se tornara um homem velho -- um homem prematuramente velho, magro, ombros curvados, olhos vermelhos -- disse tristemente à sua esposa: "Você é uma mulher inteligente, Jenny; uma mulher corajosa, ativa e cheia de bondade. Você devia ter se casado com um homem melhor do que eu, querida." Olhando para ele e pensando no que ele havia sido, ela respondeu em voz mansa: "Eu casei, James." Muitas vezes enveredamos por caminhos tortuosos que servirão apenas para afastar-nos de pessoas a quem amamos e que nos amam. Somos envolvidos por desejos incontroláveis de aventuras e possíveis prazeres que, enganosamente, cremos nos levarem a uma felicidade que,  veremos,  jamais alcançaremos. Os vícios não nos levam senão à angústia, ao desespero, à destruição. Perdemos o amor dos nossos queridos, perdemos o amor a nós mesmos, perdemos o amor que Deus tanto nos quer dar. Começamos a caminhar ladeira abaixo e o nosso destino poderá ser a morte -- física e espiritual. Mas não é preciso chegar a tal ponto. Não precisamos chegar ao estado de nosso personagem para reconhecer o quão enganoso é o mundo dos vícios. Podemos dar meia volta, podemos recomeçar, podemos buscar ajuda de Deus e voltar a ser o bom marido, o bom filho, o bom amigo que um dia fomos. O Senhor Jesus pode transformar a nossa vida, por pior que seja o seu estado, pode renovar o nosso coração, pode devolver-nos a alegria da vida abundante e eterna. Para isso basta apenas reconhecer o nosso erro e deixar que Ele nos transforme. Seus caminhos são maus? Gostaria de voltar e andar somente em caminhos de bênçãos? Entregue a vida a Deus e tudo Ele fará. 27.10.2009
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"Todo aquele que ler estas postagens, se tiver certeza do que afirmo, caminhe lado a lado comigo; quando duvidar, investigue comigo; quando reconhecer que foi seu o erro, venha ter comigo; se o erro for meu, chame minha atenção. Assim haveremos de palmilhar juntos o caminho do conhecimento e da caridade em direção àquele de quem está dito:Eu sou o Alfa e o Ômega."

POSTAGENS MAIS VISITADAS

INVISTA MAIS NA SUA SALVAÇÃO

INVISTA MAIS NA SUA SALVAÇÃO

ULTIMA ORDEM DE JESUS IDE I FAZEI DISCÍPULOS

ULTIMA ORDEM DE JESUS IDE I FAZEI DISCÍPULOS
OU VOCE É SÓ UM FREQUENTADOR DE IGREJA?

OS BRASILEIROS NÃO APRENDEM

OS BRASILEIROS NÃO APRENDEM

DURMA NO MÍNIMO 8 HORAS POR NOITE

DURMA NO MÍNIMO 8 HORAS POR NOITE

FRUTA NÃO É CARO, CARO É REMÉDIO!

FRUTA NÃO É CARO, CARO É REMÉDIO!

EVITE VÁRIAS DOENÇAS BEBA 8 GARRAFINHAS DE 250ML POR DIA

EVITE VÁRIAS DOENÇAS BEBA 8 GARRAFINHAS DE 250ML POR DIA

SEJA UM DOADOR DE VIDA

SEJA UM DOADOR DE VIDA

NÃO PEQUES MAIS!

NÃO PEQUES MAIS!

VISTA AO NÚ

VISTA AO NÚ

VENDE TUDO E ME SEGUE...

VENDE TUDO E ME SEGUE...

A VEJA É MANIPULADA

A VEJA É MANIPULADA

O SÁBIO PENSA NO DIA DA MORTE ECLESIASTES 7:4

O SÁBIO PENSA NO DIA DA MORTE ECLESIASTES 7:4