ESCUTE A BÍBLIA ENQUANTO ESTIVER OLINE

PARE,ESPERE CARREGAR E LEIA ESTE FOLHETO E PENSE

domingo, 31 de julho de 2011

A BÍBLIA NO CELULAR!!!! TODOS OS CRISTÃOS QUEREM?

 

Hoje podemos ter a bíblia em audio mp3 e varias outras formas para comela e bebe-la dia e noite mais infelizmente o deus deste século segou os cristãos com musica,tv,internet,sites,shows,dvds,etc.Enquanto a bíblia é só usada para ir a igreja como se fosse o cartão de ponto. mas todos dizem: eu amo Jesus. Tem certesa?
Adaptei esse artigo de um e-mail que recebi de Harold Ross, um grande amigo de Jonhson City, Estados Unidos.

Fico me perguntando: “O que aconteceria com o Evangelho no Brasil e no mundo se todos os cristãos tratassem a sua Bíblia da mesma maneira como tratam o seu celular?"

1. Que tal se você carregasse a sua Bíblia, o tempo todo, dentro da sua bolsa ou o seu bolso; ou ainda, dependurada, dentro de uma bolsinha, agarrada ao seu cinto?
2. Que tal abrir a sua Bíblia várias vezes ao dia?
3. Que tal voltar para buscar a sua Bíblia sempre que esquecê-la?
4. Que tal usar a sua Bíblia para receber mensagens de texto?
5. Que tal tratar a sua Bíblia como algo sem o qual não pode viver?
6. Que tal dar uma Bíblia de presente aos seus filhos?
7. Que tal usar a sua Bíblia quando estiver viajando?
8. Que tal usar a sua Bíblia em caso de emergência?
9. Que tal aprender a usar a sua Bíblia como faz com o celular?
10. Que tal carregar duas Bíblias, caso esqueça uma em algum lugar?
11. Que tal usar sua Bíblia no carro, andando pela rua, no restaurante, na escola, no shopping e até mesmo na igreja?
12. Que tal trocar de Bíblia o tempo todo por uma mais moderna e sem regatear o preço?

Talvez esses pensamentos o façam pensar: “Onde está minha Bíblia?"
Ah! Mais uma coisinha, diferente do seu celular, sua Bíblia nunca ficará desconectada, afinal Jesus já pagou a conta. Você pode usar a sua Bíblia a vontade. E nunca haverá chamadas perdidas.que tal começar a baixar agora a sua biblia em mp3 e incentivar a todos a terem bíblia no celular para escuta-la na ida ao trabalho ou mesmo se puder no trabalho?

Talvez esses pensamentos o façam pensar quais são as suas prioridades em Cristo neste mundo gospel encantador.

NOVELAS, PROSTITUIÇÃO PERMITIDA E ASSISTIDA PELOS CRISTÃOS



Como ser puros em dias nos quais a sexualidade é tão explorada? Não é muito fácil! Hora após horas nos deparamos com o diabo oferecendo um cardápio “convidativo”, mexendo com nossos sentidos. Ao ligarmos a TV, lá está o maligno usando o erotismo com toda as suas forças; sãos as novelas e os filmes pornográficos (inclusive, o servo de Deus não deve assistir novelas ou filmes pornô); os programas humorísticos, são verdadeiros exploradores da sexualidade; nas revistas mulheres seminuas sã [..

O cristão e as novelas

Mensagem por Mineirinho
Já se foi o tempo em que os crentes não assistiam novelas e, muitos crentes, além de não assistirem, as demonizavam. Cheguei a pegar o tempo em que algumas denominações mais, digamos, “fervorosas” em suas doutrinas, proibiam de púlpito que crentes tivessem aparelhos de TV em suas residências. “Caixinha do diabo”, assim chamavam a televisão. Crentes que tinham TV em suas casas eram acusados de carnais, mundanos e pecadores. Além do mais, todos os problemas que esses crentes tivessem, a culpa era unilateralmente atribuída a ela: a “maldita” televisão, através de onde, afirmavam enfaticamente, satanás entrava nas casas para promover a destruição das famílias. Era comum a cena de recém convertidos sendo "convencidos" a destruirem (quebrando ou queimando) os seus aparelhos de TV, adquiridos em muitos casos com um tremendo esforço, mas era tudo "para a glória de DEUS".

Hoje os tempos são outros e é possível encontrar nas casas da maioria dos crentes atuais (inclusive de muitos daqueles que antes a execravam), aparelhos de TV Full HD, com telas lsds, leds, 3Ds proporcionais às das salas de exibições e cinemas. Os crentes de hoje, se contabilizarem, concluirão que passam mais tempo à frente de TV, do que diante de um exemplar da Bíblia (e olha que estou me referindo especificamente à TV, sem fazer menção do computador). Esses crentes contemporâneos são noveleiros assumidos. Ainda que tal postura soe um pouco controversa com o que pregam e com o que dizem crer. Por exemplo, os crentes são contra a homossexualidade, o adultério, a injustiça e a maldade. No entanto, estes são temas freqüentes nos enredos das novelas. Assim, muitos crentes se pegam torcendo para que a mocinha se dê bem com o mocinho e os dois vivam felizes para sempre, ainda que a mocinha tenha “roubado” o mocinho que era o marido da vilã. E aquele simpático e carismático casal de gays? Quanta expectativa (ainda que implícita) para o tão alardeado “primeiro beijo gay de uma novela”! E quanto àquele simpático e engraçado personagem que se da bem passando a perna em todo mundo na novela? Ah, mas tudo bem, né? Afinal é só ficção.

Mas, enfim, você é a favor ou contra o consumo de novelas pelos crentes? Você acredita que as novelas podem interferir negativamente na vida espiritual de alguém? Confesse, irmão(ã): você é um(a) crente noveleiro(a)? Novelas vê-las ou não vê-las?
Gostaria de compartilhar algo que tem me chamado a atenção no que diz respeito à influência da mídia. Trabalho no departamento de marketing de uma indústria têxtil, que é top of mind no mercado brasileiro, e por isso sempre recebe material de diversas empresas, para fins de publicidade, etc. Recebi um tempo atrás e resolvi compartilhar agora um catálogo publicitário enviado pelo departamento comercial da Rede Globo, tendo na capa a palavra “Passione”. A propaganda é muito bem elaborada, sobre a novela III (assim a área comercial da Globo chama a novela das 9h), “Passione”, relatando uma oportunidade para merchandising nessa novela.Merchandising é uma técnica publicitária utilizada para veicular serviços e produtos de maneira indireta, através de inserções (geralmente despercebidas) em programas, novelas e filmes. As agências de publicidade têm o conhecimento desse tipo de manipulação em massa, das novelas ditarem modas, costumes e comportamentos, e assim utilizam omerchandising como ótima ferramenta para os telespectadores assimilarem a propaganda, chegando ao cúmulo de situações e personagens de novelas que têm sido criados tão-somente para inserção da propaganda.
Uma das grandes características das novelas frente ao público que as assiste é a rápida identificação deste com um personagem da novela, e quando algum produto que esse mesmo personagem consome integra seu perfil, de modo despercebido manipula o espectador, que passa a gostar da marca ou produto.
Para comprovar como é forte essa ferramenta de propaganda que manipula os “noveleiros-objeto”, me senti compelido a compartilhar algumas páginas do catálogo de propaganda para merchandising da novela “Passione”, da Rede Globo. Para ela, esse é um grande negócio.

Como se pode ver na imagem acima, foi descrito todo um contexto de personagens e situações a serem vivenciadas por eles, sendo propícias inserções de propaganda de acordo com o perfil de marcas/produtos. O Departamento Comercial da Rede Globo dá essas dicas comerciais.
Nesta página do catálogo, são postas as informações sobre a audiência da Novela III da Globo, que tem participação de 63% dos lares com TVs ligadas nesse horário. Note que no rodapé a fonte é o IBOPE (certamente, uma pesquisa encomendada), para ver a seriedade com que tal negócio é tratado.
Por fim, compartilho esta outra página do catálogo de propaganda paramerchandising da novela “Passione”, todo um perfil dos telespectadores da novela III da Globo, por idade, por classe social, por sexo, informação bem interessante para fins de propaganda, sobre o público-alvo a ser atingido.
Meu intuito de mostrar esse material e escrever este artigo é o de chamar a atenção para o fato de que novela não é meramente um “entretenimento”. Muitos dão certa desculpa para assistir esses programas afirmando que eles “retratam a realidade”, quando, na verdade, as novelas influenciam paulatinamente novas realidades, modismos, consumos e comportamentos. Elas formam, sim, uma nova realidade, nem sempre positiva.
Se o merchandising das novelas é levado tão a sério como negócio pela emissora, para vender espaços nos quais marcas e produtos ferem sua liberdade de escolha, o que se dirá então dos comportamentos ali ditados, que transformam e manipulam toda uma sociedade e seus hábitos.
Não se engane, nada é por acaso – cada cena, tomada de câmera, frase, personagem, tudo tem um porquê e o telespectador, o “noveleiro”, é o alvo a ser atingido, manipulado.
Por fim, existe um check list com o qual cada um de nós pode fazer um teste de verificação dos programas assistidos. Marque cada item com um “x”, se o programa que você assiste preenche todos os requisitos, que um “certo” Paulo, da cidade de Tarso, escreveu há dois milênios. Segundo ele, a relação abaixo deveria ocupar sempre nossos pensamentos:
□ É verdadeiro?
□ É nobre?
□ É justo?
□ É puro?
□ É amável?
□ É de boa fama?
□ É virtuoso e louvável?
(fonte: Filipenses 4:8)
(Cristiano James Kleinert é designer formado pela UFSM e trabalha numa empresa têxtil em Santa Catarina)

o mundo está perdido as mulheres dam mais valor a novela do que a bíblia!

O mal que as novelas fazem

Imagem de Destaque
Tudo é apresentado de maneira inteligente e com requintada técnica
Certa vez, um amigo chamado Franz Victor, psicólogo já falecido, disse-me que “as novelas fazem uma pregação sistemática de antivalores”. Embora isso já faça bastante tempo, eu nunca esqueci esta frase. Meu amigo me disse uma grande verdade.

Enquanto a evangelização procura incutir nas pessoas uma vida de acordo com os valores do Evangelho, a maioria das novelas estraga as pessoas, incutindo-lhes antivalores cristãos.

As novelas, em sua maioria, exploram as paixões humanas, muito bem espelhadas nos chamados pecados capitais: soberba, ganância, luxúria, gula, ira, inveja e preguiça; e faz delas objeto dos seus enredos, estimulando o erro e o pecado, mas de maneira requintada.
Na maioria delas vemos a exacerbação do sexo; explora-se descaradamente este ponto, desvirtuando o seu sentido e o seu uso. Em muitas cenas, podem ser vistos casais não casados vivendo a vida sexual, muitas vezes, de maneira explícita, acintosa e provocante. E isso no horário em que as crianças e os jovens estão na sala. Aquilo que um casal casado tem direito de viver na sua intimidade, é colocado a público de maneira despudorada, ferindo os bons costumes e os mandamentos de Deus.

Mas tudo isso é apresentado de uma maneira “inteligente”, com uma requintada técnica de imagens, som, música, e um forte aparato de belas mulheres e rapazes que prendem a atenção dos telespectadores e os transforma em verdadeiros viciados. Em muitas famílias já não se faz nada na hora da novela, nem mesmo se dá atenção aos que chegam, aos filhos ou aos pais.

Assim, os valores cristãos vão sendo derrubados um a um: a humildade, o desprendimento, a pureza, a continência, a mansidão, a bondade, o perdão, entre outros; eles vão sendo jogados por terra, mas de maneira homeopática; de forma que, aos poucos, lentamente, para não chocar, os valores morais vão sendo suprimidos. Faz-se apologia do sexo a qualquer instante e sem compromisso familiar ou conjugal; aprova-se e estimula-se o homossexualismo como se fosse algo natural e legítimo, quando o Catecismo da Igreja Católica (CIC) chama a prática homossexual de “depravação grave” (CIC §2357).

O roteiro e enredo dos dramas das novelas são cuidadosamente escolhidos de modo a enfocar os assuntos mais ligados às pessoas e às famílias, mas, infelizmente, a solução dos problemas é apresentada de maneira nada cristã. O adultério é muitas vezes incentivado de maneira sofisticada e disfarçada, buscando-se quase sempre “justificar” um triângulo amoroso ou uma traição.

O telespectador é quase sempre envolvido por uma trama em que um terceiro surge na vida de um homem ou de uma mulher, casados, que já estão em conflito com seus cônjuges. A cena é formada de modo a que o telespectador seja levado a até desejar que o adultério se consuma por causa da “maldade” do cônjuge traído.

E assim, a novela vai envolvendo e “fazendo a cabeça” até mesmo dos cristãos. A conseqüência disso é que elas passaram a ser a grande formadora dos valores e da mentalidade da maioria das pessoas, de modo que os comportamentos – antes considerados absurdos –, agora já não o são, porque as novelas tornaram o pecado “palatável”. O erro vai se transformando em algo comum e perdendo a sua conotação de pecado.

Por outro lado, percebe-se que a novela tira o povo da realidade de sua vida difícil fazendo-o sonhar diante da telinha. Nela, ele é levado a realizar o sonho que na vida real jamais terá condições de realizar: grandes viagens aéreas para lugares paradisíacos, casas superluxuosas com todo requinte de comidas, bebidas, carros, jóias, vestidos, luxo de toda sorte; fazendas belíssimas onde mulheres e rapazes belíssimos têm disputas entre si.

E esses modelos de vida – recheados de falsos valores – são incutidos na cabeça das pessoas. A conseqüência trágica disso é que a imoralidade prevalece na sociedade; a família é destruída pelos divórcios, traições e adultérios; muitos filhos são abandonados pelos pais, carregando uma carência que pode desembocar na tristeza, depressão, bebida e até em coisas piores. A banalização do sexo vai produzindo uma geração de mães e pais solteiros, que mal assumem os filhos... É a destruição da família.

Por tudo isso, o melhor que se pode fazer é proibir os filhos de acompanharem essas novelas. Contudo, os pais precisam ser inteligentes e saber substituí-las por outras atividades atraentes. Não basta suprimir a novela; é preciso colocar algo melhor em seu lugar. Esta é uma missão urgente dos pais.

sábado, 30 de julho de 2011

A VERDADE SOBRE OS LÍDERES RELIGIOSOS QUE ARRANCAM DINHEIRO DO POVO

             Próximo ao ano 850 antes de Cristo, viveu na Síria um homem chamado Naamã. Ele era o comandante geral do exército do seu país, muito respeitado pelo rei e por seus soldados. Porém Naamã tinha uma doença muito grave: a lepra.
            Um dia ele ficou sabendo que em Israel morava um homem de Deus, o profeta Elizeu, que poderia curá-lo. Ele pediu permissão ao seu rei, que, além de autorizá-lo a ir procurar o profeta, deu-lhe uma carta de apresentação para ser entregue ao rei de Israel, muitos quilos de prata e ouro, 10 mudas de roupas finas e soldados para garantir sua segurança na viagem.
            Apesar de estar precisando de ajuda, Naamã era muito orgulhoso, por isso o profeta Elizeu nem o recebeu em sua casa e, para quebrar seu orgulho, ordenou que ele se lavasse sete vezes no Rio Jordão, que naquela ocasião estava barrento. Naamã resistiu, mas, por fim obedeceu. Assim que terminou de tomar os banhos que lhe foram ordenados, ele foi curado. Naamã ficou tão feliz que quis dar a Elizeu o ouro, a prata e as roupas finas que havia trazido, mas Elizeu recusou o presente. Naamã insistiu, mas Elizeu recusou novamente. Naamã agradeceu, pediu para levar um pouco de terra (para adorar a Deus sobre ela, em respeito e sinal de reconhecimento), louvou a Deus por ter sido curado e despediu-se do profeta.
            Morava com Elizeu um aprendiz de profeta, o jovem Geazi. Ganancioso. Quando Naamã se tinha afastado certo distância, Geazi correu atrás dele, determinado a pegar o seu dinheiro. Ao ver o rapaz correndo atrás de sua caravana, Naamã parou e lhe perguntou se havia algum problema. Geazi respondeu: “Elizeu mandou-me aqui para lhe dizer o seguinte: Assim que você saiu, dois jovens profetas chegaram de viagem à minha casa. Dá-me tanto de prata e duas mudas de roupas finas para que eu possa ajudar estes dois rapazes.”
            Naamã deu a Geazi o dobro da quantia de prata que ele lhe pediu e duas mudas de roupas finas e, ainda, ordenou que alguns de seus soldados o ajudassem a carregar. Quando eles chegaram perto da casa, Geazi dispensou os soldados e, sozinho, escondeu a mercadoria. Logo depois, Elizeu perguntou a Geazi aonde ele tinha ido. Geazi disse que não havia ido a lugar algum. Então, Elizeu lhe disse: “Eu sei o que você fez. Não era ocasião para pedir ou aceitar presentes. Já que você quis ficar com a prata de Naamã, fique também com sua lepra. E na tua família sempre haverá pessoas leprosas; para sempre. ”
            E Geazi ficou leproso da cabeça aos pés. Confira esta história na Bíblia: II Reis, Capítulo 5.
Quais lições podemos tirar desta história impressionante?
1. Primeira: Existem muitas diferenças entre o verdadeiro e o falso profeta:
1.1 - Elizeu, o profeta verdadeiro:
a) Não pediu, nem aceitou qualquer tipo de pagamento, oferta ou presente, pelo fato de ter curado Naamã. Nem antes, nem depois.
b)  Não misturava “Cura Divina” com dinheiro ou presentes.
c)   Não se aproveitou da situação de Naamã. Jesus falou: “De graça recebeste, de graça dai.”
d)   Não era ganancioso, nem materialista. Elizeu amava a Deus; não o dinheiro.
1.2 - Geazi, o profeta falso:
a)   Era ganancioso, determinado, materialista. Usou o nome de Deus e o nome do profeta Elizeu para conseguir o que queria. Amava o dinheiro, o poder. Desejou e pediu o dinheiro e os presentes de Naamã.
b)    Aproveitou-se da ocasião para enriquecer.
c)    Mentiu. O falso profeta pede ou aceita dinheiro e presentes, mas mente em relação às suas verdadeiras intenções: ele sempre diz que o dinheiro ou os presentes não são para ele. Geazi inventou uma história para tirar o dinheiro de Naamã (disse que Elizeu precisava ajudar dois jovens profetas que estavam viajando). O falso profeta sempre inventa uma “causa nobre” que precisa ser ajudada. Esta “causa nobre” pode ser:
- Os pobres
     “-Ajude-nos a alimentar e vestir os pobres”;
- Os desamparados
     “Ajude-nos a sustentar creches, asilos, orfanatos, etc.”;
- O próximo
     ”-Ajude-nos a manter no ar nossos programas de rádio ou televisão;
       desse jeito você fará com que outras pessoas também nos ouçam
       e sejam abençoadas”;
- O reino de Deus
     “-Não é para mim que você está dando; é para Deus”;
- Ou, até mesmo, a própria pessoa que dá o presente ou a oferta
     “-Exercite a sua fé. Entregue para mim seus dízimos e ofertas,
        que Deus vai lhe devolver em dobro.”.

    Nem todos os que pedem dinheiro são trambiqueiros, é claro. Sempre haverá uma minoria honesta que aplica todo o dinheiro arrecadado naquilo para o quê pediram, mas a grande verdade é que a maioria irá descaradamente rechear suas carteiras, aumentar seu patrimônio e seu poder sobre seus ouvintes e sustentar seus estilos de vida e seus sonhos e manias de grandeza.
2. Segunda lição: Nada ficará encoberto
    Jesus avisou que tudo o que os homens fizessem às escondidas seria anunciado sobre os telhados. Deus mostrou para Elizeu a sujeira de Geazi. De igual modo, Deus tem mostrado as sujeiras dos falsos profetas. A todo o momento aparecem novas denúncias nos “telhados do mundo”: nas rádios, televisão, internet, jornais e revistas, e nas conversas entre amigos e vizinhos.
Eles estão causando vergonha ao nome de Jesus, mas, eles mesmos serão envergonhados diante de Deus, seus anjos e de todos os seres humanos, no dia do Juízo Final. Em Mateus 7.22-23, Jesus diz: “Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniqüidade.”
3. Terceira: Os falsos profetas já estão ou acabarão ficando doentes
    Geazi ficou com o dinheiro de Naamã, mas ficou também com sua doença. Todos os falsos profetas já estão ou ficarão doentes. Eles perderam a essência do Cristianismo. Tornaram-se “mercenários da fé”. Alguns estão milionários, mas todos eles estão apodrecendo por dentro, . São materialistas, hipócritas e mentirosos e, é claro, sabem disso.
4. Quarta: Falsos profetas geram novos falsos profetas
    Elizeu profetizou contra Geazi: ”na tua família sempre haverá pessoas leprosas; para sempre.” Acerca destas pessoas, a Bíblia afirma: “estão enganados e enganando a outros”. Profetas falsos, mentirosos, hipócritas, mercenários, produzirão outros iguais a ele mesmo.
5. Quinta: Os resultados do milagre na vida de uma pessoa
    Quando um verdadeiro homem de Deus faz uma oração e uma pessoa é curada, esta pessoa passa a ser um seguidor de Jesus. Veja o exemplo de Naamã: após o milagre, ele passou a adorar a Deus.
    Mas, quando um falso profeta ajuda uma pessoa, esta pessoa passa a ser seguidor do falso profeta, vira uma espécie de escravo, um fanático. Torna-se incapaz de ouvir qualquer crítica aos seus líderes. Quando a imprensa ou alguma pessoa faz uma denúncia, ele retruca e alega que seus líderes “estão sendo perseguidos por causa da sua fé”. Estão tão cegos com as mentiras dos falsos profetas que sequer percebem o quanto seus líderes estão corrompidos. É verdade: muitos deles estão sendo “perseguidos” pela  mídia, pela polícia, pelo Fisco, pelos tribunais, mas não por causa da sua fé, mas por serem refinados vigaristas.
6. Sexta: Não dê dinheiro para as “causas nobres” dos falsos profetas
    Apenas uma parcela mínima do que é arrecadado pelos falsos profetas é aplicado naquilo que eles dizem. Se você quer realmente ajudar as pessoas, vá pessoalmente aos asilos, aos projetos sociais, às creches, aos orfanatos, às casas de recuperação e afins e, verificando que o trabalho que está sendo feito naquele lugar é sério, ajude-os, não só com seu dinheiro, mas, também, se for possível, como voluntário.
    Cuidado também com as promessas de ganho fácil (“Não tenha medo de dar, pois Deus vai devolver em dobro.”). Lembre-se: O peixe morre pela boca. Todos os vigaristas do mundo usam este mesmo golpe: eles fazem suas vítimas acreditarem que vão sair lucrando. Não gaste seu dinheiro naquilo que não é pão, não dê seu suado dinheiro para vigaristas.
    Ninguém precisa comprar a benção de Deus. A história de Naamã deixa bem claro que não existe nenhuma ligação entre o dinheiro e a cura divina. Tudo o que Jesus fez e faz por nós é de graça. Ninguém precisa fazer votos, promessas ou sacrifícios para obter de Deus qualquer favor.
    Deus é Pai, e concede Sua graça a todos os que crêem de todo o coração em Seu Filho Amado, o nosso Senhor Jesus Cristo.
Autor: Pr. Franco
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"Todo aquele que ler estas postagens, se tiver certeza do que afirmo, caminhe lado a lado comigo; quando duvidar, investigue comigo; quando reconhecer que foi seu o erro, venha ter comigo; se o erro for meu, chame minha atenção. Assim haveremos de palmilhar juntos o caminho do conhecimento e da caridade em direção àquele de quem está dito:Eu sou o Alfa e o Ômega."

POSTAGENS MAIS VISITADAS

INVISTA MAIS NA SUA SALVAÇÃO

INVISTA MAIS NA SUA SALVAÇÃO

ULTIMA ORDEM DE JESUS IDE I FAZEI DISCÍPULOS

ULTIMA ORDEM DE JESUS IDE I FAZEI DISCÍPULOS
OU VOCE É SÓ UM FREQUENTADOR DE IGREJA?

OS BRASILEIROS NÃO APRENDEM

OS BRASILEIROS NÃO APRENDEM

DURMA NO MÍNIMO 8 HORAS POR NOITE

DURMA NO MÍNIMO 8 HORAS POR NOITE

FRUTA NÃO É CARO, CARO É REMÉDIO!

FRUTA NÃO É CARO, CARO É REMÉDIO!

EVITE VÁRIAS DOENÇAS BEBA 8 GARRAFINHAS DE 250ML POR DIA

EVITE VÁRIAS DOENÇAS BEBA 8 GARRAFINHAS DE 250ML POR DIA

SEJA UM DOADOR DE VIDA

SEJA UM DOADOR DE VIDA

NÃO PEQUES MAIS!

NÃO PEQUES MAIS!

VISTA AO NÚ

VISTA AO NÚ

VENDE TUDO E ME SEGUE...

VENDE TUDO E ME SEGUE...

A VEJA É MANIPULADA

A VEJA É MANIPULADA

O SÁBIO PENSA NO DIA DA MORTE ECLESIASTES 7:4

O SÁBIO PENSA NO DIA DA MORTE ECLESIASTES 7:4